i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Litoral

Domingo tem morte por afogamento e acidentes na água

Rapaz de 25 anos se afogou no Rio Nhundiaquara, em Morretes, nas proximidades da Ponte Nova, no Centro da cidade, neste domingo (7)

  • PorFernanda Leitóles
  • 07/02/2010 14:07

Veja algumas precauções para evitar afogamentos

- Na praia, procure sempre nadar próximo de um posto de guarda-vidas.

- Pergunte ao guarda-vidas o melhor local para banho.

- Esteja atento para a sinalização das bandeiras nos postos dos bombeiros.

- Atenção com crianças, mesmo quando o guarda-vidas estiver por perto.

- Nade longe de pedras, estacas, piers ou embarcações.

- Evite ingerir bebidas alcoólicas antes do banho de mar.

- Fale com o guarda-vidas somente o necessário.

- A maioria dos que se afogam sabem nadar e julgam conhecer o local onde nadam. Não subestime os riscos no mar.

- Cuidado com valas (buracos extensos). Esses locais aparentam falsa calmaria que podem puxar mar adentro.

Fonte: Corpo de Bombeiros

Com as altas temperaturas e o bom tempo que tem feito nas praias, muitos veranistas se esquecem das recomendações do Corpo de Bombeiros e se arriscam ao nadar em locais proibidos. Foi o que aconteceu com um rapaz de 25 anos que se afogou no Rio Nhundiaquara, em Morretes, nas proximidades da Ponte Nova, no Centro da cidade, neste domingo (7). Segundo o Corpo de Bombeiros, o óbito ocorreu por volta das 11h40, e o corpo foi resgatado por volta das 13 horas.

Essa foi a décima morte por afogamento da temporada, sendo que no domingo passado (31 de janeiro) uma menina de seis anos também se afogou no Rio Nhundiaquara. No verão passado foram oito óbitos.

De acordo com o relações-públicas do Corpo de Bombeiros, tenente Leonardo Mendes dos Santos, a vítima se chamava Paulo Sérgio Coelho Hornon, era natural de Colombo, na região metropolitana de Curitiba, e foi com a família para o Litoral. O rapaz nadava em um ponto do rio em que não há guarda-vidas, estava em uma região funda do Nhundiaquara e acabou se afogando.

O Rio Nhundiaquara tem uma extensão de 20 quilômetros e apenas no Porto de Cima há posto dos guarda-vidas. O afogamento aconteceu a 10 quilômetros do Porto de Cima.

Santos afirma que muitas pessoas se arriscam entrando nos rios sem a presença dos guarda-vidas e também ultrapassando os limites de segurança. "Provavelmente o rapaz de Colombo também não sabia nadar, pois não há correnteza naquele local e não é comum que haja mortes", afirma o tenente.

Uma criança de dez anos, moradora de Morretes, ainda tentou salvar a vítima. Entretanto, não conseguiu e quase se afogou. A criança foi levada para o Hospital e Maternidade de Morretes e não corre risco de morrer.

Dessa forma, o Corpo de Bombeiros reforça o alerta para que os veranistas entrem na água apenas nos locais e horários em que há guarda-vidas.

Outros afogamentos

Outros casos de afogamento aconteceram neste domingo. Em um deles, um homem de 62 anos foi resgatado do mar pelo Corpo de Bombeiros já sem sinais vitais. O incidente aconteceu na Praia Brava de Caiobá, nas proximidades do Rio Caiobá, por volta das 15 horas. A vítima foi levada para o Hospital Nossa Senhora dos Navegantes, em Matinhos, onde teve que ser reanimada ao longo de quarenta minutos. Depois disso, foi transferida de helicóptero para o Hospital Regional de Paranaguá.

De acordo com o tenente Santos, o caso é grave e o homem corre risco de morrer. "O afogamento foi "grau 6", que é o mais grave na escala do Corpo do Bombeiros", explica o relações públicas da corporação.

Já em Guaratuba, um homem de 45 anos se afogou no Balneário Nereidas, por volta das 17 horas, e também estava em estado grave. Ele teve parada respiratória ("afogamento grau 5") e foi encaminhado para o Hospital Regional de Paranaguá.

Queda de cachoeira

Além disso, um homem de 39 anos caiu de uma cachoeira, no Salto do Tigre, em Matinhos, por volta das 14 horas deste domingo. Ele teve ferimentos na cabeça e na face. A vítima foi resgatada da trilha pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada para o Hospital Nossa Senhora dos Navegantes, em Matinhos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.