i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Fiscalização

Operação fecha barracas irregulares à beira-mar

Ação da prefeitura de Matinhos, polícias Militar e Civil e Vigilância Sanitária verifica documentação e manipulação de alimentos

  • PorCarlos Coelho
  • 02/01/2009 12:33
Estabelecimentos irregulares serão fechados | Jonathan Campos/Gazeta do Povo
Estabelecimentos irregulares serão fechados| Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo

Barracas irregulares instaladas no calçadão de Caiobá estão na mira de uma ação de fiscalização que começou nessa sexta-feira (02) pela manhã. Até a tarde, a ação integrada da prefeitura de Matinhos, polícias Militar e Civil e Vigilância Sanitária vai notificar e fechar os estabelecimentos que não estiverem com o alvará de funcionamento em dia ou que não seguirem as normas de higiene na manipulação de alimentos.

O diretor de fiscalização da prefeitura, Geraldo Aparecido Firmino, explica que a equipe vai percorrer todo o calçadão, de ponto em ponto. "A ação é tirar barracas irregulares. A princípio estamos observando a documentação de funcionamento, o alvará", diz.

Os proprietários das barraquinhas na orla que estiverem em desacordo com a lei, terá seu estabelecimento fechado e receberá uma notificação para regularizar a situação já a partir da próxima segunda-feira (5). Caso não façam, poderão perder o direito a permanecer no local, explica o diretor de fiscalização.

Quem for pego manipulando alimentos sem seguir as normas da Vigilância Sanitária também terá o estabelecimento fechado e notificado.

Barraca fechada

O comerciante Marcos Antunes teve sua barraca de lanches e bebidas lacrada pela equipe. Ele não tinha renovado o alvará de funcionamento para 2009, e não poderia estar com ela aberta na quinta-feira (1). "Não consegui fazer a renovação do alvará nos últimos dias", conta. Na próxima segunda-feira o comerciante deve comparecer à prefeitura para legalizar sua situação.

Por enquanto, o fim de semana que era para ser de lucro vai terminar em grande prejuízo. "Já tinha comprado 200 cabeças de milho e ingredientes para cachorro-quente. O prejuízo mais ou menos é de no mínimo R$ 200. De lucro, deixei de tirar cerca de R$ 600 nos dois próximos dias", lamenta.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.