i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
manifestação

Via Campesina bloqueia rodovias e protesta no RS

Os grupos pediram ajuda do governo para os pequenos agricultores prejudicados pela estiagem que assola o Rio Grande do Sul desde o final de novembro

  • Poragência estado
  • 01/02/2012 16:27

Manifestantes da Via Campesina bloquearam rodovias e protestaram nesta quarta-feira (1) diante de prédios públicos de pelo menos oito cidades do Rio Grande do Sul. Os grupos pediram ajuda do governo para os pequenos agricultores prejudicados pela estiagem que assola o Rio Grande do Sul desde o final de novembro.

Houve manifestações na frente do prédio do Ministério da Agricultura em Porto Alegre, das agências do Banco do Brasil em Tupanciretã e Júlio de Castilhos, passeatas pelas ruas de São Luiz Gonzaga e Manoel Viana e bloqueios temporários, de alguns minutos intercalados com liberações, em rodovias que passam por Piratini, Hulha Negra e Santana do Livramento.

Um dos líderes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST), Cedenir de Oliveira, disse que o governo acenou com a liberação de 86 toneladas de trigo e com a oferta de milho a preço de custo para alimentação de animais.

Os pequenos agricultores atingidos pela estiagem também querem renegociar dívidas consolidadas no ano passado com primeiros vencimentos previstos para este ano. Alegam que, sem colheita, não terão como honrar seus compromissos. As manifestações foram suspensas durante a tarde.

Um levantamento da Defesa Civil indica que 337 dos 496 municípios do Rio Grande do Sul já decretaram situação de emergência por causa da estiagem.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.