Pesquisa CNT/MDA divulgada nesta terça-feira (21) demonstra que 62,8% dos entrevistados são favoráveis ao impeachment da presidente Dilma Rousseff. Segundo o levantamento, 32,1% disseram ser contrários e 5,1% não souberam responder. Para os que são favoráveis à interdição da presidente, 26,8% citaram as pedaladas fiscais como justificativa para o impeachment; 25% disseram que a corrupção na Petrobras serve como argumento, 14,2% consideram irregularidades nas contas de campanha da petista, e 44,6% declararam que os três motivos são suficientes para retirar o mandato da presidente eleita no ano passado. Outros 1,5% citaram outros motivos, e 1,8% disseram não saber.

A pesquisa ouviu 2.002 eleitores, entre os dias 12 e 16 de julho, em 137 municípios nas cinco regiões do país, em 25 estados. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]