i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Governo federal

A um ano da eleição, mais 500 mil entram no Bolsa Família

  • PorFolhapress
  • 19/10/2009 21:11

Brasília - A menos de um ano das eleições de 2010, o governo federal resolveu ampliar pela terceira vez neste ano o número de beneficiários do Bolsa Família, principal programa social da gestão do presidente Lula. Desde ontem, 500 mil novas famílias foram incluídas no programa, que já atinge 12,4 milhões de lares e movimenta R$ 1 bilhão por mês.

O governo nega o interesse eleitoral na expansão e argumenta que segue estimativa feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com base no Mapa de Pobreza, para definir o número de assistidos pelo programa.

Ao todo, 1,3 milhão de famílias passaram a fazer parte do programa em 2009 – sendo 500 mil em agosto e outros 300 mil em maio. Segundo o Minis­­­­tério do Desenvolvimento So­­­cial, em 2010, a ampliação do programa deve atingir mais 500 mil famílias, chegando a 12,9 milhões de domicílios.

Além da ampliação no nú­­­­mero de família assistidas, em setembro o governo já havia reajustado em 10% o valor do benefício – sendo que o valor mé­­­dio concedido passou de R$ 86 para R$ 95. O aumento significa R$ 99,1 milhões a mais em relação a agosto. Esse foi o terceiro reajuste dos valores em quase seis anos de execução do programa. A pri­­­­meira recomposição nos valores, de 18,25%, ocorreu em agosto de 2007. Em julho do ano passado, o reajuste havia sido de 8% e em 2009 chegou a 10%.

Apesar de o governo evitar relacionar as mudanças com as eleições, nos bastidores, interlocutores do presidente Lula reconhecem que as medidas podem dar sustentação à bandeira social da candidatura da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, na disputa pela sucessão presidencial em 2010.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.