i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Pulando na barca de Fruet

  • 15/05/2015 03:00
 | Brunno Covello/Gazeta do Povo
| Foto: Brunno Covello/Gazeta do Povo

O presidente estadual do PTB, deputado federal Alex Canziani, esteve na segunda-feira (11) em Curitiba para manifestar o apoio da sigla à reeleição de Gustavo Fruet (PDT, foto). É o primeiro movimento partidário favorável a Fruet depois da repressão policial a professores no dia 29 de abril, que desgastou o governador Beto Richa (PSDB). Há sinais de que outros acontecerão em breve. Em 2012, os petebistas apoiaram Luciano Ducci (PSB), aliado de Richa. “Nós temos uma convicção: com os problemas que estamos vendo no plano estadual e federal, o Fruet vai chegar em ótimas condições na eleição”, disse Canziani. Segundo o deputado, o mesmo se aplica ao atual prefeito de Londrina, Alexandre Kireeff (PSD).

Pré-candidatos

Não tem mais volta e não vamos nos comover com conversa mole. Se Dilma vetar a emenda do fator previdenciário, nós vamos derrubar a maldade dela no Congresso Nacional.

Rubens Bueno,  líder do PPS na Câmara Federal.

Na semana passada, os principais pré-candidatos à prefeitura concederam entrevista sobre os planos para 2016. Houve novidades. Ratinho Júnior (PSC), que falava muito mais em concorrer a governador, voltou a ser assertivo sobre uma nova disputa municipal contra Fruet. Ney Leprevost (PSD) e Requião Filho (PMDB) comentaram que o momento é favorável ao atual prefeito. “De todos os pré-candidatos colocados, Fruet é com quem temos diálogo”, disse Requião Filho. Nos bastidores do Centro Cívico, o comentário é que as tentativas de aproximação de diversas legendas já eram fortes antes da “batalha” do Centro Cívico. E que até o PSC toparia uma aliança.

Dia do fico

Titubeante sobre a continuidade na função de líder do governo Beto Richa (PSDB) desde a impopularidade gerada pela “batalha do Centro Cívico”, em 29 de abril, o deputado Luiz Claudio Romanelli (PMDB) mudou de posicionamento. “Diga ao povo que fico”, declarou ele na quarta-feira (13) na Assembleia Legislativa. Perguntado sobre a possibilidade de a continuidade gerar problemas com a Executiva Estadual do PMDB, que determinou que os “infiéis” deixassem o governo, ele afirmou: “Diga ao povo que fico no PMDB também”.

Alep e a reforma política 1

A Comissão Especial de Reforma Política da Assembleia Legislativa do Paraná vai enviar na próxima terça-feira (19) suas propostas para a Câmara dos Deputados. Os trabalhos da comissão foram abertos com a visita do presidente da Casa Eduardo Cunha (PMDB-RJ) ao Paraná em março e possuem caráter de recomendação ao relatório já finalizado em Brasília.

Alep e a reforma política 2

De acordo com o deputado Guto Silva (PSC), um dos membros da comissão na Assembleia, o ponto mais relevante discutido pela Casa trata do financiamento público de campanha. “Creio que pudemos colaborar para que haja uma reforma consistente nesse sentido”, declarou.

Curitiba-Brasília

Como mostrou nesta quinta-feira (14) o jornalista André Gonçalves na sessão “Bom dia, Brasília”, dentro do site da Gazeta do Povo, a vice-governadora Cida Borghetti desembarcou na noite de quarta-feira (13) em Curitiba vinda de Brasília. Foi a primeira semana dela na capital federal após assumir a chefia do escritório do Paraná. Cida teve uma estreia agitada. Acompanhou a sabatina do professor Luiz Edson Fachin e se reuniu com os presidentes do Senado, Renan Calheiros, e da Câmara, Eduardo Cunha. A vice também esteve com os ministros da Saúde, Arthur Chioro, da Previdência Social, Carlos Gabas, e com a bancada paranaense. Com a nova função, Cida se dividirá entre o Paraná e o Distrito Federal, conforme exigência da agenda.

Colaboraram: André Gonçalves, Carlos Eduardo Vicelli e Katna Baran.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.