Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
 | Jonathan Campos/Gazeta do Povo
| Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo

O aparato policial registrado no evento de inauguração da Unidade Produtora de Leitões (UPL) da cooperativa Frisia, ex-Batavo, na última quinta-feira (6), chamou a atenção dos cerca de 300 convidados que foram ao local. Barreiras policiais faziam um “pente-fino” nos veículos que percorriam os 25 quilômetros de estrada de terra na região de Carambeí, nos Campos Gerais, para chegar ao terreno onde está instalada a UPL. Questionado pela Gazeta do Povo, um policial confirmou que o procedimento era para evitar que professores tivessem acesso ao local para protestar contra o governador Beto Richa (PSDB), que, ao lado da primeira dama Fernanda Richa, prestigiou o evento. Richa e a esposa c hegaram e foram embora do evento de helicóptero (foto).

Fura barreira

Na entrada, carros da Polícia Militar (PM) e mais policiais faziam o monitoramento da região, principalmente no acesso do galpão usado para cerimônia. Dentro, seguranças à paisana monitoravam o público. Apesar disso, cerca de 10 professores conseguiram chegar à UPL, mas ficaram do lado de fora. Mesmo assim, com cartazes e gritos de guerra, protestaram contra o governador.

Menos plenário

Vereadores de Curitiba votam nesta segunda-feira (10) projeto que altera o Regimento Interno da Câmara, permitindo que fiquem menos tempo em plenário sem receber falta. Atualmente, para ter seu comparecimento na sessão plenária confirmado, o vereador deve permanecer até o encerramento do grande expediente. Pelo projeto, o vereador deverá estar presente na sessão até o final da ordem do dia, que vem antes do grande expediente. A votação será em primeiro turno.

Sem gratificação

O Tribunal de Contas do Paraná (TC-PR) determinou ao prefeito de Rio Azul, na região Sul do estado, Paulo Girardi (PSC), para imediatamente de pagar gratificações consideradas irregulares concedidas a servidores comissionados e a secretários municipais. Além disso, o TC multou o político em R$ 1.450,98 e determinou que ele comprove, em 90 dias, ter tomado as medidas cabíveis junto à Câmara Municipal para alterar as leis que preveem o pagamento das gratificações. Girardi defende a legalidade do ato.

André Gonçalves / Gazeta do Povo

Teoria da conspiração

Essa é do blog Conexão Brasília, do jornalista André Gonçalves, correspondente da Gazeta do Povo em Brasília. Conta o blogueiro que mesmo sendo reverenciado em grande parte do país pelo trabalho contra a corrupção, o juiz federal Sergio Moro também tem oposição. Na sexta-feira (7) pela manhã, o tapume de uma construção na Asa Norte, na capital federal, amanheceu pichado com a inscrição: “Moro é CIA! (foto)” A tese das guerrilhas de internet de que ele teria ligações com o PSDB é antiga. Já com a agência de inteligência dos Estados Unidos parece novidade. E assim caminha o mundo das teorias da conspiração.

Colaboraram: André Gonçalves, Carlos Vicelli e Carlos Guimarães.

Podem fazer a crítica que quiserem. Podem gostar dele [José Dirceu] ou não. O público pode odiá-lo. Mas o Zé nunca foi dinheirista, não é a história dele. Zé nunca foi atrás de dinheiro.

Roberto Podval,  advogado criminalista que defende o ex-ministro José Dirceu, preso em Curitiba por suposto envolvimento com a Operação Lava Jato.
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]