i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Investigação

CPI do transporte ouvirá fiscais da empresa de trânsito de Ribeirão Preto

  • PorFolhapress
  • 15/09/2013 15:18

A CPI do transporte público de Ribeirão Preto (313 km de São Paulo) ouvirá na tarde de amanhã os depoimentos de quatro fiscais da Transerp (Empresa de Trânsito e Transporte Urbano de Ribeirão Preto), na Câmara.

O rigor na fiscalização sobre o serviço de ônibus prestado pelo consórcio Pró-Urbano e a própria estrutura da Transerp para fiscalizar o sistema de transporte devem ser abordados nos questionamentos dos vereadores.

Em sessões anteriores da CPI, o superintendente da Transerp, William Latuf, afirmou que o Pró-Urbano chegou a descumprir 17 pontos do contrato, e que a Transerp dispõe de apenas seis fiscais para cuidar do sistema de transporte da cidade.

Já o diretor de transporte da Transerp, José Mauro de Araújo, afirmou que a empresa pública nunca solicitou ao Pró-Urbano as informações contábeis sobre a operação do sistema.

O consórcio, formado pelas empresas Turb, Transcorp, Rápido D'Oeste e Sertran, entrou na Justiça para pedir à prefeitura o reajuste da tarifa e a dispensa de investimentos previstos em contrato.

As empresas alegam que o número de passageiros está abaixo do previsto no edital e que, por isso, o lucro estaria em cerca de 10% do esperado, o que limita a capacidade de investimentos.

Para a próxima sessão da CPI, no dia 25, foi convocado um representante do consórcio Pró-Urbano, que deverá ser indicado pelas empresas. Os vereadores também aprovaram a convocação da secretária municipal de Negócios Jurídicos, Vera Zanetti.

O vereador Bertinho Scandiuzzi (PSDB) afirmou que pretende pedir a convocação do empresário Pedro Constantino, que recentemente adquiriu a Transcorp.

Constantino é primo dos donos da empresa área Gol e da Turb, viação que também integra o Pró-Urbano.

Scandiuzzi também quer convocar para explicar a transação o antigo dono da Transcorp, o empresário José Luiz Felício Filho, presidente da Passaredo Linhas Aéresas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.