i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Lava Jato

Empreiteiras da Lava Jato podem pagar multa de R$ 1 bilhão, diz jornal

As multas devem ser altas pois as empresas em questão têm receitas elevadas, um parâmetro para determinar o valor a pagar

  • PorFolhapress
  • 11/11/2014 16:16

Depois de Paulo Roberto Costa e Alberto Youssef, é a vez de empresas investigadas pela Operação Lava Jato -- que apura esquema de desvio de dinheiro na Petrobras -- fecharem um acordo de delação premiada em troca de penas mais brandas.Se confessarem a participação no esquema, podem pagar multas que superam R$ 1 bilhão, de acordo com reportagem do jornal "Valor".

As empreiteiras suspeitas de envolvimento negociam o valor com o Ministério Público Federal, o Conselho Administrativo de Defesa da Economia (Cade) e a Controladoria-Geral da União (CGU).

As multas devem ser altas pois as empresas em questão têm receitas elevadas, um parâmetro para determinar o valor a pagar. Além disso, a quantidade de crimes praticados é levada em consideração, diz o jornal.

Deflagrada em 17 de março pela Polícia Federal, a Lava Jato desmontou um esquema de lavagem de dinheiro e evasão de divisas que movimentou cerca de R$ 10 bilhões. Os suspeitos, segundo a operação, eram responsáveis pela movimentação financeira e pela lavagem de ativos de diversas pessoas e companhias envolvidas em diferentes crimes.

Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras, aceitou devolver aos cofres públicos cerca de R$ 70 milhões, entre dinheiro e bens, por causa de sua participação em crimes ligados à estatal.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.