i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
novidade

Greca vai criar o cargo de “zelador municipal” em Curitiba

O “zelador” terá a função de detectar problemas de manutenção urbana e cobrar ações dos órgãos responsáveis

  • PorJoão Frey
  • 15/12/2016 21:00
Rafael Greca (PMN) | Aniele Nascimento/Gazeta do Povo/Arquivo
Rafael Greca (PMN)| Foto: Aniele Nascimento/Gazeta do Povo/Arquivo

O prefeito eleito Rafael Greca (PMN) anunciou que quando assumir a prefeitura de Curitiba vai criar o cargo de “zelador municipal”. A ideia do futuro prefeito é que o “zelador” e sua equipe tenham a atribuição de andar pela cidade detectando problemas de manutenção urbana e cobrando ações dos órgãos responsáveis.

“Trata-se de um serviço público essencial depois de quatro anos de flagrante e escandaloso abandono da cidade. Bueiros entupidos, calçadas encardidas, obstáculos aos transeuntes, buracos nas ruas e nos passeios, drenos e bueiros sem tampas, verdadeiras armadilhas para quem caminha”, justifica Greca. “Até parece que a cidade não tem um código de posturas urbanas desde 1953”, complementa.

Ainda segundo Greca, o “zelador” terá também a função de observar postes implantados nas guias para pessoas com deficiência visual, acúmulos de postes nas esquinas que impedem o trânsito de pessoas com deficiência e de pedestres, o excesso de fiação que desaba sobre transeuntes, entre outros.

O futuro prefeito ainda não anunciou o nome do escolhido, mas adiantou que é um dos mais “chatos” e exigentes membros de sua rede de contatos virtuais, que seguidamente cobra melhorias e intervenções nos equipamentos públicos.

“Será um esquadrão de servidores de confiança, ligados ao gabinete do prefeito, como um batalhão de guardiões da cidade. Pelo menos dois por regional, sob o comando de um experiente esmiuçador de defeitos”, diz o prefeito eleito.

Experiência de São Paulo

Desde 2009, o centro histórico de São Paulo conta com uma equipe de 18 zeladores profissionais. Eles têm a função de registrar as inconformidades encontradas e enviar esses levantamentos aos órgãos públicos responsáveis. Ao contrário da proposta curitibana, o projeto paulistano é confinado a uma pequena área da cidade e não é financiado pelo poder público, mas por meio de patrocínios e colaborações de comerciantes engajados no projeto Aliança pelo Centro Histórico de São Paulo.

Além de fiscalizar o espaço público, os zeladores paulistanos também participam de reuniões com a comunidade local. Segundo a Associação Viva o Centro, “o sistema de zeladoria permanente tem a finalidade de melhorar as condições urbanas do lugar, contemplando segurança, promoção social e qualidade ambiental e garantindo mais qualidade de vida para as pessoas que vivem, trabalham ou frequentam o Centro”.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.