Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
A PM usou spray de pimenta para conter o arremesso de latas e garrafas em direção aos agentes. Ninguém foi detido | Paulo Pinto/AGPT / Fotos Públicas
A PM usou spray de pimenta para conter o arremesso de latas e garrafas em direção aos agentes. Ninguém foi detido| Foto: Paulo Pinto/AGPT / Fotos Públicas

Centenas de manifestantes contra o governo do presidente Michel Temer (PMDB) protestaram na Avenida Paulista neste domingo (18). O ato se concentrou em frente ao Masp, e não houve caminhada. Lideranças discursaram em cima de carros de som e fizeram intervenções artísticas. Segundo a Polícia Militar, 300 pessoas participaram do protesto, que durou cerca de três horas.

Houve confusão entre policiais militares (PM) e manifestantes por volta das 16h, quando um grupo reagiu à ação de policiais, que tentavam retirar os produtos de um ambulante que trabalhava no local. A PM usou spray de pimenta. Segundo a corporação, houve arremesso de latas e garrafas em direção aos PMs. Ninguém foi detido.

O ato foi convocado por grupos como a Frente Brasil Popular, da qual faz parte a CUT (Central Única dos Trabalhadores) e Povo Sem Medo, ligada ao Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST). Os grupos usaram bandeiras, balões e carros de som para protestar.

No quarto ato “Fora Temer” desde o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, manifestantes pediram a realização de novas eleições presidenciais, a defesa de direitos trabalhistas como 13º salário, férias, bloqueio do aumento da jornada de trabalho e a manutenção da idade mínima para aposentadoria em 60 anos para mulheres e 65 anos para homens.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]