Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O Ministério Público Federal e a Polícia Federal cumpriram nesta quinta-feira (15) um mandado de busca e apreensão na casa de Henrique Pizzolato, ex-diretor do Banco do Brasil e foragido condenado durante o processo do mensalão. Na residência do mensaleiro, no Rio, foram apreendidos documentos e dois computadores portáteis. O mandado foi determinado pelo juiz titular da 2ª Vara Federal Criminal. A ação faz parte da Operação Pizzo, cujo alvo é o ex-diretor do Banco do Brasil. Ele é investigado pelos crimes de evasão de divisas e lavagem de dinheiro, no Brasil e no exterior. Pizzolato foi preso no dia 5 de fevereiro de 2014 pela Polícia Italiana.

A Polícia Federal coletou informações pelo Escritório Central Nacional da Interpol no Brasil, com o apoio de adidos policiais brasileiros no exterior. De acordo com o MP, há vestígios de uma possível ocultação de bens em nome de parentes por parte de Pizzolato. Há suspeita também da utilização dos nomes de irmãos já falecido do ex-diretor do Banco do Brasil.

Vão ser realizadas ainda diligências no exterior. Já foi solicitado à Itália o compartilhamento das provas colhidas em computadores e equipamentos pessoais Pizzolato após sua prisão.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]