i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Notas Políticas

Na expectativa

  • PorRicardo Marques de Medeiros – notaspoliticas@gazetadopovo.com.br
  • 31/01/2012 21:16
Cândido Vaccarezza, líder do governo na Câmara Federal | Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr
Cândido Vaccarezza, líder do governo na Câmara Federal| Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr
  • Mário Negromonte, ministro das Cidades

A presidente Dilma Rousseff evitou comentar a situação do ministro das Cidades, Mário Negromonte (foto), durante viagem que faz a Cuba. "As questões relativas ao Brasil, eu já disse para vocês anteriormente, nós discutimos no Brasil a partir de quinta-feira [amanhã]", disse Dilma ao ser questionada sobre a permanência do ministro no governo. A presidente já teria informado o comando do PP que baterá o martelo sobre o substituto na pasta quando voltar. Negromonte sofre um processo de desgaste que culminou, na semana passada, com a revelação de que o ministro participou de reunião com o lobista de uma empresa de informática interessada em contratos da pasta. Ele nega favorecimento. O ministro se reuniria ainda ontem com o comando do PP, em Brasília. A expectativa de integrantes do partido é que ele anuncie sua decisão de sair, ainda que a presidente Dilma esteja fora do país.

Para pensar...

"São brasileiros que vivem de forma legal no Paraguai, geram riqueza como produtores de soja e estão perfeitamente integrados à sociedade local. Muitos já possuem inclusive cidadania ou seus cônjuges e filhos são paraguaios. A questão é delicada e merece toda nossa atenção."

Zeca Dirceu, deputado federal (PT-PR), defendendo que o governo paraguaio regularize a situação fundiária no país vizinho.

Falando grosso

O juiz Fernando Ganem assume no sábado o comando da Associação dos Magistrados do Paraná (Amapar). A posse da nova diretoria para o biênio 2012/2013 será no Tribunal de Justiça do Estado do Paraná. Ganem entra no lugar de Gil Guerra. O novo presidente da Amapar faz coro contra os poderes do CNJ. "Quanto ao CNJ, sendo ele órgão do Poder Judiciário, seu papel é de máxima importância. Porém, não é ilimitado a ponto de ferir os direitos fundamentais dos juízes-cidadãos. Logo, a decisão do STF [liminar] não limitou os poderes daquele órgão. Apenas colocou-o no seu devido lugar, determinando o cumprimento das regras estabelecidas e vigentes."

O futuro de Marta

A bancada do PT no Senado se reúne hoje, às 11 horas, para definir a permanência ou não da senadora Marta Suplicy (PT-SP) na vice-presidência da Casa. Marta resiste em cumprir o acordo celebrado há um ano com José Pimentel (PT-CE), de que fariam um rodízio no cargo. A disputa está tão acirrada que o presidente do PT, Rui Falcão, foi convidado a participar da reunião a fim de contribuir para um desfecho pacífico. Isso porque a solução do impasse reflete, diretamente, na campanha do petista Fernando Haddad à prefeitura de São Paulo.

Pinga-fogo

"Faz parte da tradição diplomática do Brasil não interferir em questões internas de outros países. Devemos separar política de politicagem. Devemos pensar no país e não querer tirar casquinha de discussão sem procedência."

Cândido Vaccarezza (foto quadro), líder do governo na Câmara Federal, afirmando que ninguém pode obrigar a presidente Dilma a visitar grupos políticos dissidentes. O petista também rebateu a oposição brasileira, que critica a presidente por sua proximidade com Cuba.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.