Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Roberto Gurgel foi comparado ao apresentador Jô Soares, e não gostou | Fabio Rodrigues Pozzebom/ ABr.
Roberto Gurgel foi comparado ao apresentador Jô Soares, e não gostou| Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ ABr.

STF rejeita incluir Lula no processo do mensalão e tirar relator do caso

Supremo julgou pedidos para que ex-presidente fosse considerado réu e Joaquim Barbosa se afastasse do julgamento. Hoje começam os votos dos ministros

Leia a matéria completa.

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel (foto ao lado), chamou de "brincadeira sem graça" a fala de um advogado dos réus do mensalão, que o comparou ao apresentador Jô Soares, durante a sessão da última segunda-feira do Supremo Tribunal Federal (STF).

A declaração do advogado Itapuã Messias, que defende o réu Emerson Palmieri, foi uma das frases polêmicas ou engraçadas que marcaram o julgamento até aqui.

Nos últimos dias, os advogados de defesa fizeram referências a personagens de novela e citaram trechos de músicas de Chico Buarque e Cazuza para defender seus clientes.

O advogado do ex-deputado Roberto Jefferson chegou a dizer que levaria cigarros para seu cliente na cadeia. O próprio Gurgel citou um trecho de música de Chico Buarque ao pedir a condenação dos réus.

"Vossa Excelência lembra até o jeito do Jô Soares, um jeito agradável de ser e, ao analisar os fatos, verá que não há provas para condenar Emerson Palmieri."

Itapuã Messias, defensor do ex-secretário do PTB Emerson Palmieri, para o procurador-geral da República, Roberto Gurgel.¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

"Não achei engraçado. Sempre acho engraçado, mas depois daquela sustentação, achei uma brincadeira sem graça. Não tenho nenhum problema nessa semelhança até porque o Jô Soares merece toda nossa simpatia, mas no contexto ali foi inadequado."

Roberto Gurgel, sobre a comparação feita pelo advogado Itapuã Messias.¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

"Dormia a nossa pátria mãe tão distraída, sem perceber que era subtraída em tenebrosas transações."

Roberto Gurgel, citando trecho da letra de "Vai passar", de Chico Buarque, para encerrar suas considerações sobre os réus do mensalão.¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

"Senhor procurador, a tua piscina está cheia de ratos. Suas ideias não correspondem aos fatos."

Luiz Maximiliano Telesca Mota, defensor de Anita Leocádia da Costa, ex-assessora do então deputado Paulo Rocha (PT-PA), citando trecho da música "O tempo não para", de Cazuza.¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

"Você que inventou esse Estado / Inventou de inventar / Toda escuridão / Você que inventou o pecado / Esqueceu-se de inventar o perdão / Apesar de você / Amanhã há de ser outro dia."

Leonardo Isaac Yarochewsky, advogado da ex-diretora financeira da agência SMP&B Simone Vasconcelos, citando trecho da música "Apesar de você", de Chico Buarque. O recado foi endereçado ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel.¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

"Virou moda porque é bonito falar. Até na novela das oito, a Carminha disse que ia processar a Rita por formação de quadrilha."

Leonardo Isaac Yarochewsky, citando personagens da novela "Avenida Brasil".¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

"Tem uma dupla sertaneja aí, que eu não vou dizer o nome para não constrangê-los, que quando faz show faz questão de receber em dinheiro."

Leonardo Yarochewsky, justificando o dinheiro dado por sua cliente a parlamentares. Segundo ele, os recursos eram para pagar despesas de campanha.¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

"Responsabilidade objetiva nos remete à Idade Média. Queima porque é bruxa. E porque é bruxa que queima. É o direito penal do terror. É o direito penal do inimigo. É o direito penal nazista. É judeu, então mata."

Luiz Fernando Pacheco, advogado do ex-deputado José Genoino.¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

"O julgamento do mensalão, na fase que está, é para jornalista e para aqueles que não têm mais nada para fazer."

Marco Maia (PT-SP), presidente da Câmara dos Deputados, sobre a ausência de notícias do julgamento no jornal da Casa.¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

"A população nesse momento está mais voltada para ‘Avenida Brasil’ e Olimpíada do que para esse processo escandaloso que tentaram nos imputar."

Rui Falcão, presidente do PT, sobre o julgamento.¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

"O José Dirceu, por exemplo, foi acusado por um veículo de ter matado a Odete Roitman e, praticamente, só faltou dizer que matou o Bin Laden. É preciso que a opinião pública tenha cuidado com alguns veículos."

Sebastião Tadeu Ferreira Reis, advogado do ex-deputado federal João Magno (PT-MG).¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

"Essa denúncia é um roteiro para novela das oito. Foi puxando aqui, puxando pra lá e chegando ao astronômico número de 40."

Paulo Sérgio Abreu e Silva, advogado de Rogério Tolentino, advogado de empresas do publicitário Marcos Valério.¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

"A participação do Paulo foi ficar ao lado do presidente, eles só tomaram uma cachacinha bem pequenininha que o Paulo tinha lá."

João dos Santos Gomes Filho, advogado do ex-deputado petista Paulo Rocha, sobre uma reunião do ex-parlamentar com o então presidente Lula, em 2002, para fechar um acordo entre o PT e o PL.¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

"Esse fato trago para mostrar que nesse Brasil o pau só quebra nas costas do pequeno. O cassetete só rola nas costas do humilde."

Délio Lins e Silva, advogado de Antonio Lamas, ex-assessor da liderança do PL na Câmara, sobre a ausência do ex-presidente Lula no processo do mensalão.¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

"Pode ser uma hora, senhor presidente? Agradeço Vossa Excelência pelo respeito ao princípio da isonomia."

Délio Fortes Lins e Silva Jr., advogado de Jacinto Lamas, depois do engano do presidente do STF, Ayres Britto, ao dizer que ele teria apenas um minuto para falar.¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

"A teoria da relatividade foi muitas vezes afrontada e agredida dentro desse processo."

Marcio Thomaz Bastos, advogado do ex-vice-presidente do Banco Rural José Roberto Salgado.¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

"O povo quer sangue, e com razão, porque isso [mensalão] é um escândalo, uma vergonha. Só que não vai ter consequência porque o procurador-geral não fez o trabalho dele. Isso aqui não é um açougue, é o Supremo Tribunal Federal, e tem que ter prova para acusar uma pessoa. Será um festival de absolvições, e não há nenhuma dúvida de que a culpa é dele."

Luiz Francisco Corrêa Barbosa, advogado do ex-deputado Roberto Jefferson.¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

"Ela era uma funcionária mequetrefe. A Geiza era uma batedeira de cheques."

Paulo Sérgio Abreu e Silva, advogado de Geiza Dias, ex-funcionária de Marcos Valério.¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

"Vejo uma pinta negra nas asas da sétima pomba. Hoje, naquele vale, o povo fala de sete pombas negras que levantaram voo rumo aos cumes da montanha nevada."

Marcelo Leal, advogado do ex-deputado Pedro Corrêa, citando o poeta Gibran Khalil Gibran.¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

"Disse para ele que iria levar cigarros para ele na cadeia. Para a mulher dele, disse que consegui visita íntima a cada três meses."

Luiz Francisco Corrêa Barbosa, para jornalistas, sobre conversa que teria mantido com seu cliente, Roberto Jefferson.¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

"Jacinto Lamas era um zero à esquerda. Sequer tinha consciência do caráter ilícito, que fez a mando de seu superior e chefe Valdemar, que é quem manda e desmanda até hoje no partido."

Décio Lins e Silva, advogado do Jacinto Lamas.¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

"O defendente (Genu) era um grão de sal num terreno arenoso. Era mero assessor parlamentar."

Maurício Maranhão, advogado de João Cláudio Genu.¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

"Até brinquei com o ministro [Luiz] Fux, que achei que os dois fossem uma pessoa só, como Leandro e Leonardo. "

Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, advogado de publicitário Duda Mendonça, criticando o fato de seu cliente e sua ex-sócia, Zilmar Fernandes, terem sido denunciados de forma "conjunta".¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

"Outro dia, um advogado viu o procurador-geral entrando junto com os ministos no plenário e perguntou: 'ele vota?' e eu tive que explicar que não. O senhor lancha com os ministros. Eu não posso nem pegar minha barrinha de cereal."

Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, dizendo que o procurador-geral tem "privilégios".

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]