i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Alexandre Garcia

Foto de perfil de Alexandre Garcia
Ver perfil
Fazendo a conta

Picanha e cerveja: mais uma bobagem que saiu sobre os militares

  • Alexandre GarciaPor Alexandre Garcia
  • 14/02/2021 22:29
Picanha e cerveja: mais uma bobagem que saiu sobre os militares
| Foto: Carolina Antunes/PR

O presidente Bolsonaro está hoje descansando numa cidade histórica, a terceira mais antiga do Brasil, que pouca gente conhece, São Francisco do Sul. Em Santa Catarina. Na Baía de Babitonga. É a cidade onde os franceses chegaram em 1503. Depois vieram os espanhóis, depois vieram os portugueses. Quem conhece sabe que é uma cidade belíssima, cheia de significados históricos e de lendas. Fica aqui o registro.

Vacinas

Eu queria lamentar a morte de uma médica, que estava na linha de frente contra a Covid, e morreu de Covid depois de ter sido vacinada. Ela é a doutora Ivana Carmem Nascimento Ivo Liberal, de 54 anos. Segundo a nota do Sindicato dos Médicos do Pará, ela foi imunizada dia 21 de janeiro. Ela inclusive postou nas redes sociais: “Estou sendo vacinada graças a Deus. Vou continuar meu trabalho de um ano para combater a Covid”. Ela morreu de Covid 17 dias depois. Segundo a nota dos médicos. Teve uma outra morte de quem já foi vacinado, do Cacique Katukina do Acre, de 56 anos. Foi vacinado dia 19 de janeiro e morreu dia 1º de fevereiro. Sofria de diabetes e tinha problemas cardíacos.

Lockdown?

Pessoal está discutindo muito lockdown, o de restaurantes e bares se queixando muito. Em Maranhão chegaram a proibir música em bar, para não juntar gente, tal, ainda mais nesse carnaval. Garçons estão em casa, cozinheiros em casa, uma tragédia. E está comprovado aí pelo uso que lockdown não adianta. Lá na Inglaterra, o país que mais fez lockdown é o terceiro país do mundo com mais mortes por milhão. Inclusive estão se vacinando com a vacina que surgiu lá. Portugal, lockdown atrás do outro, rigorosíssimo. Não pode sair de um bairro para o outro. É o oitavo país do mundo. Nós somos o vigésimo terceiro, com toda essa nossa bagunça aí. Enfim, é bom a gente pensar nisso.

O Dr Roberto Zeballos* disse que o problema é aglomeração, nessas festas agora de carnaval. O isolamento em casa bota todo mundo junto em casa, quem chega em casa leva vírus para dentro de casa e pega fácil nas outras pessoas. Então acho que tem que procurar outra solução. Eu vi uma mensagem dele* feliz da vida dizendo que em Manaus já se constatou que o tratamento precoce também é eficaz contra a nova cepa, que está assustando tanta gente. Ou seja, não importa que o coronavírus mude de cepa, o tratamento precoce e o preventivo também oferecem ao corpo humano modos de combater essa doença.

A propósito de Manaus, a FAB já levou para lá 28 usinas de oxigênio. Então, oxigênio não vai mais faltar por lá. A oposição, que parece que não quer que a gente se defenda, parece que não dá bola para nossa vida, para nossa propriedade, quer que tudo fique fácil para o MST invadir a nossa nossa terra, pessoal sem-teto invade a nossa casa. Talvez queiram isso. Já estão contra os decretos de Bolsonaro do dia 12. É o 10627, 28, 29 e 30. Que dá mais facilidade para gente ter uma arma, com que a gente possa se igualar ao bandido, na nossa defesa, na força do bandido. Ou dissuadi-lo de nos atacar quando percebe que a gente está armado.

Porte de armas

Veja aquela história da velhinha de Caxias, de Caxias do Sul, que se ela não tivesse uma arma enferrujada na mão, o assaltante sabe-se lá o que faria com ela. Então isso nos iguala quando estamos indo em dificuldade, da defesa. Vejam só, a comparação, o porte de arma agora pode ser comparado com a CNH. Você tem uma CNH, habilitação para dirigir qualquer carro. Você tendo um porte, não é um porte específico para cada arma. É para as armas que você tiver registrado em seu nome. Então facilita as coisas. Facilita o nosso direito básico que é o direito de defesa. Eu não sei como as pessoas estão a favor dos bandidos.

Picanha e cerveja

E por último eu queria registrar mais uma bobagem que saiu aí. As forças armadas compraram 700 mil kg de picanha. Eu fiz a conta, são 370.000 militares. Dá menos de 2 kg por ano, per capita, de picanha. Comprou 80 mil cervejas. Dá uma cerveja para cada cinco militares por ano. Então fica ridículo esse tipo de coisa. Na Força Aérea disseram que comprou o bacalhau, comprou peixe. Dá 180 gramas por ano, por militar. Na verdade, a força aérea comprou 7,8% a menos que no ano anterior. É uma tentativa de enfraquecer um Bastião, uma muralha de defesa da democracia.

2 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 2 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • K

    Klin

    ± 8 horas

    O Problema é que 99% dos militares não se abastecem nem da picanha e nem da cerveja. Somente alguns figurões é que se beneficiam. O Seu cálculo, caro Garcia, é muito simplista e não justifica nada.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • K

      Klin

      ± 8 horas

      O Problema é que 99% dos militares não se abastecem nem da picanha e nem da cerveja. Somente alguns figurões é que se beneficiam. O Seu cálculo, caro Garcia, é muito simplista e não justifica nada.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      Fim dos comentários.