Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
A primeira-dama Michelle Bolsonaro: depósitos de R$ 89 mil em sua conta.
A primeira-dama Michelle Bolsonaro: depósitos de R$ 89 mil em sua conta estão sob suspeita.| Foto: Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro voltou a se queixar dos jornalistas nesta quarta-feira (26). Em Ipatinga (MG), ao ser perguntado sobre os depósitos que somam R$ 89 mil na conta da primeira-dama Michelle Bolsonaro, ele se irritou e mais uma vez deu uma resposta atravessada aos repórteres.

Em um mundo de bilhões desviados por corrupção é estranha a insistência nessa pergunta. O questionamento deveria ser direcionado a quem está conduzindo o inquérito de rachadinha na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

Bolsonaro sabe que desrespeitar jornalista dá Ibope e só faz aumentar o aplauso de seus apoiadores. Tanto que foi recebido na cidade mineira com gritos de “mito, mito, mito”, “minha bandeira jamais será vermelha” e “eu vim aqui de graça”.

Logo no início do pronunciamento, o presidente disse que se a imprensa está elogiando, algo está errado. Essa briga com jornalistas vai continuar e enquanto isso ele ganha mais apoio dos seus seguidores.

Isso tudo aconteceu durante o acionamento do Alto-Forno 1, na Usiminas, que foi reaquecido. Esse forno havia sido desligado no dia 22 de abril por falta de demanda de aço.

A reabertura simboliza o reaquecimento da indústria, porque o aço está presente nos automóveis, na geladeira e em diversos outros produtos do cotidiano. O alto-forno produz ferro gusa, que passa por diversos processos até chegar à indústria de transformação.

Alta injustificada nos materiais de construção

Outro fator que mostra a retomada econômica é o lançamento do programa Casa Verde e Amarela, que vai ajudar o setor da construção. Mas já tem gente reclamando que os materiais de construção estão mais caros. Isso é um problema sério.

É preciso ver isso porque o profissional que utiliza cimento, pedra, areia, etc, não trabalhou durante a pandemia. A inflação está muito baixa e a taxa de juros Selic também, ou seja, essa alta não tem explicação.

Respeito à Constituição

Davi Alcolumbre e Rodrigo Maia estão tentando achar uma saída jurídica, junto com o STF, para que possam se candidatar à reeleição nas presidências do Senado e da Câmara. Mas para isso é preciso mudar a Constituição porque o artigo 57, parágrafo quarto, veda “a recondução para o mesmo cargo na eleição imediatamente subsequente”.

Não tem explicação essa articulação. Está escrito na Constituição que não pode e ela deveria dar solução para tudo, apesar de ser prolixa, grande e cheia de detalhes. Não é possível que mesmo assim tentem passar por cima dela.

Isso aconteceu no impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, que deveria ter tido os direitos políticos cassados por oito anos conforme prevê a carta magna e não foi. E é como tem acontecido em decisões mais recentes do Supremo Tribunal Federal. É preciso que se respeite a Constituição, senão vira bagunça, porque ela é a lei máxima do país.

210 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]