i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Bad, Bad Server

Ver perfil

Campus Diary #6: Balada que gera energia elétrica e como ser um Youtuber

  • PorJúlio Boll
  • 28/01/2016 21:05
Campus Diary #6: Balada que gera energia elétrica e como ser um Youtuber
| Foto:

A Campus Party teve apagão de 7 minutos, brindes em todos os cantos e palestras bem informativas nesta quinta (28). Vamos aos destaques:

 

Dançar na balada gerando energia elétrica: Parece coisa de outro mundo, mas isso já realidade em diversas baladas do planeta. O visionário Michel Smit, diretor da empresa Energy Floors, apresentou na Campus o seu projeto da pista de dança sustentável – que através da leitura dos LEDs acoplados ao piso da pista gera integração com um plug-in que capta a força e a intensidade produzindo energia elétrica.

A primeira casa noturna do estilo foi aberta em Rotterdam, na Holanda, e é considerado o 1º clube sustentável do planeta. Graças ao cuidado com o reaproveitamento de água dos banheiros, por exemplo, o projeto economiza 4,5 milhões de litros de água por ano – o suficiente para 13 mil pessoas. Em São Paulo, já foi aberto um clube do mesmo padrão, sendo o primeiro da América Latina, com o mesmo padrão de LEDs nos pisos e economia de energia. Graças aos clubes espalhados em todo o mundo, já foram gerados 5,1 bilhões de Joules nos 5 continentes.

Michel Smit explica como funciona o sistema

Michel Smit explica como funciona o sistema

Drones contra a dengue: Por volta do meio-dia, o palco principal da Campus se voltou para um dos assuntos mais relevantes dos últimos anos: os drones e o seu poder de auxiliar na segurança. O Corpo de Bombeiros de São Paulo, por exemplo, adquiriu um drone que já foi utilizado em mais de 20 operações desde a metade do ano passado. Uma novidade, apresentada em primeira mão, é que a partir de fevereiro os drones serão utilizados para vistoriar a cidade do alto em busca de focos de dengue – locais com água parada e de difícil acesso. A ideia foi revelada pela Secretaria de Saúde da cidade, que irá trabalhar em parceria com os bombeiros.

Goleiros de Aluguel: A startup curitibana Goleiros de Aluguel também fez questão de marcar presença na Campus. No estande, dois representantes falam mais sobre o site que permite o cadastro de goleiros e de times de futebol – aqueles que você marca no fim de semana com os amigos -, permitindo a “contratação”. Mais detalhes em www.goleirodealuguel.com.br

Como ser um Youtuber: Pode até ser que a intenção da palestra de @cintiadisse, @drelacionamentos e @nuncatepedinada fosse a divulgação dos seus canais no YouTube – considerados os “nanicos” na rede social, mas a conversa no palco com Marimoon ganhou outro tom: Dicas valiosas para quem quer começar e como crescer no YouTube. Além de determinar o público que se deseja atingir, todos foram enfáticos: qualquer aparelho e programa serve para se produzir um vídeo.

A Natalia Graciano, por exemplo, do canal @nagracyano, utiliza o próprio iPhone 5 para gravações e edita seus clipes no Movie Maker. “A única coisa que faço é decupar, ou seja, determinar bem o roteiro e a sequência do que vou falar. Conteúdo é tudo”, detalha.

Os outros Youtubers concordam que uma simples DSLR, como uma Canon T3, pode resolver o problema de equipamento. Além disso, para crescer na rede, todos indicam a tentativa e erro – verificar comentários, responder e investir em públicos que tem demonstrado mais interesse. E persistência. “Sua vida vai ser uma longa jornada, não tem como esperar para sobreviver da monetização do YouTube. É preciso produzir, correr atrás e conseguir bons números de visualizações para então conseguir algum tipo de investidor empresarial”, acredita Marimoon.

 

  Mais apagão: Veja abaixo mais um vídeo do momento do apagão e da reação dos campuseiros:

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.