Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Leonardo Gayer, gerente de Cervejas Especiais da Brasil Kirin, e o campeão Fabert Araújo
Leonardo Gayer, gerente de Cervejas Especiais da Brasil Kirin, e o campeão Fabert Araújo| Foto:
Concurso Mestre Cervejeiro da Eisenbahn:

Leonardo Gayer, gerente de Cervejas Especiais da Brasil Kirin, e o campeão Fabert Araújo

A 4ª Edição do Concurso Mestre Cervejeiro da Eisenbahn anunciou na sexta-feira (8) os seus vencedores. A disputa era para ver qual cervejeiro caseiro fazia a melhor American Indian Pale Ale (IPA), estilo definido esse ano em uma votação na Fan Page da marca. Entre os cinco finalistas, o prêmio ficou com Fabert de Araújo, cervejeiro mineiro que fabricará a sua receita dentro da Eisenbahn – ela será produzida em edição especial e limitada. Para ele, o reconhecimento e 30 caixas da cerveja para ele saborear com os amigos.

“A ideia da receita, veio através de muito estudo. Sete amigos e eu criamos o Instituto Mineiro da Cerveja e estudamos muito a bebida. No caso do concurso, investigamos todas as características do estilo, cruzamos com parâmetros pessoais do que era melhor e inscrevemos nossas receitas”, comenta Araújo. “Eu senti equilíbrio quando experimentei a receita final. Agradei meu paladar, não esperava chegar aqui, diante de tantos ótimos mestres cervejeiros”.

Ele se destacou diante de outros 620 inscritos, recorde de inscrições do Concurso Mestre Cervejeiro da Eisenbahn, que ficou sem ser realizado há alguns anos sendo retomado pela Brasil Kirin agora. Os finalistas foram escolhidos por um corpo de 23 jurados composto por mestres cervejeiros, beer sommeliers, jornalistas e blogueiros conhecedores de cerveja que avaliaram as amostras.

O Paraná e o Concurso Mestre Cervejeiro da Eisenbahn

Concurso Mestre Cervejeiro da Eisenbahn

Finalistas do 4° Concurso Mestre Cervejeiro Eisenbahn: da esquerda para direira, o paranaense Nelson Bakaus, Renatu Buaiz, Leonardo Gayer (gerente de Cervejas Especiais da Brasil Kirin), Fabert Araújo, Kelvin Azevedo e Rafael Augusto

O Paraná tem uma história no concurso. Em 2010, o premiado foi Sandro Sebastião Singer com sua São Sebá, produzida em parceria com seus colegas Carlos de Manuel e Ricardo Ponestke Seara. Hoje os amigos tocam a Ogre Beer, que está começando a comercializar seus produtos engarrafados.

Dessa vez outro nome paranaense se destacou. Entre os finalistas, em quarto lugar, ficou a cerveja de Nelson Bakaus Júnior com sua AIPA Insólita. Nelson é um dos cervejeiros da Cerveja Fortuna, de Curitiba, e já teve uma IPA premiada. Ela foi 3ª colocada no 1º Concurso de Cerveja Feita em Casa da Associação dos Cervejeiros Artesanais Paranaenses (Acerva-PR) em 2012. Esse ano, na segunda edição do concurso, mais um prêmio: Best of Show (a melhor cerveja do concurso) com sua Imperial Stout, maturada em carvalho americano embebidos em rum. Deliciosa! (Desculpem, não me contive!)

Em 2008, o vencedor do Concurso Mestre Cervejeiro da Eisenbahn foi o catarinense Ivan Steinbach com sua Joinville Potter e, em 2007, o cervejeiro carioca Leonardo Borro levou o prêmio com sua Dama do Lago.

Parabéns a todos vencedores e participantes do concurso e principalmente para a Brasil Kirin, detentora hoje da marca Eisenbahn, por não deixar o Concurso Mestre Cervejeiro morrer!

Acompanhe o Bar do Celso nos sites de redes sociais

– Instagram

– Facebook

– Google+

– Twitter

– Foursquare

– YouTube

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]