i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Bruno Meirinho

Ver perfil

A política de isolamento de Trump

  • PorBruno Meirinho
  • 11/07/2017 22:41
Pixabay
Pixabay| Foto:

Donald Trump desafia o bom senso. Com suas atitudes opostas aos grandes consensos internacionais, como o Acordo de Paris sobre o meio ambiente, a opinião pública vê o presidente norteamericano como um maluco, ignorante e excêntrico. Em parte pode ser verdade, mas os atos de Trump não são impensados.

Por um lado, com certas atitudes, Trump conquista o apoio de parte do senso comum que acredita haver soluções mágicas para os problemas mais graves da sociedade. Assim, a Coreia do Norte é um problema? Estamos dispostos a bombardeá-la. Nossa economia vive uma crise? O problema está nas regras ambientais que nos impedem de fazer mais fábricas. O desemprego está alto? Vamos expulsar os mexicanos e passar um muro na fronteira.

De outro lado, Trump desafia a cúpula da política internacional e assim “disfarça” as consequências da crise econômica norte-americana. Afinal, com economia em queda, os Estados Unidos tornam-se menos influentes. Mas, antes de aguardar que os demais países rejeitem os EUA, é o presidente Trump que afirma rejeitar os consensos dos demais países. Assim, sua política internacional pode agir de forma fragmentada, com relações específicas bilaterais em torno dos consensos que Trump consegue construir com cada país, sem ter de se submeter aos pactos globais, cada vez mais influenciados pela União Europeia e China, que já não dão muita atenção à opinião norte-americana.

A atitude ousada de Trump também é arriscada, pois o isolamento “intencional” dos EUA, na verdade, busca a ampliação de relações específicas com os diversos países, individualmente. Mas o resultado dessa política pode ser mais isolamento e o fechamento de vínculos bilaterais. A carta na manga de Trump é a influência cultural dos EUA sobre os países ocidentais, o que assegura que, mesmo com a atitudes consideradas atípicas do presidente, francamente opostas às do seu antecessor Obama, o mundo ainda busque manter relações com os EUA.

Por outro lado, a atitude isolacionista de Trump pode melhorar um aspecto muito criticado na política externa de Obama: o intervencionismo militar. Se, por um lado, o democrata ficou conhecido pelo uso de drones para fins militares e a participação ativa em diversas guerras, sobretudo no Oriente Médio, Trump parece sinalizar que não quer investir nessa frente. À exceção das bravatas trocadas com a Coreia do Norte, Trump busca retirar os EUA das guerras em que está envolvido. O índice de aprovação do presidente aponta para níveis baixos de reconhecimento do seu trabalho pela opinião pública, e os choques de Trump com a imprensa não ajudam muito a melhorar sua imagem. Se resistir aos embates internos, ainda restará a dúvida se irá resistir a essa política externa incomum.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.