i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Caixa Zero

Ver perfil

Beto Richa admite crise na segurança, mas não antecipa queda de secretário

  • PorRogerio Galindo
  • 29/01/2018 14:04
Beto Richa. Foto: Lineu Filho/Tribuna do Paraná.
Beto Richa. Foto: Lineu Filho/Tribuna do Paraná.| Foto:

O governador Beto Richa admitiu em entrevista à Folha de Londrina que há problemas na gestão da segurança pública e que, no momento, o comando da PM não se entende com o secretário Wagner Mesquita.

A briga começou há algumas semanas e a aposta majoritária é de que Mesquita em breve perde o cargo. Atualmente, o secretário de Segurança (o quinto na gestão Beto Richa) está de férias, fora do país.

“Todos sabem de alguma indisposição que veio recrudescendo entre a direção da Secretaria de Segurança e o comando da Polícia Militar, algumas associações de classe da PM, com a condução da Secretaria de Segurança”, disse o governador.0

Leia mais: Faltando dois meses para prazo, Beto Richa não sabe se renuncia

Richa também lembrou problemas recentes de segurança que o deixaram irritado. “Coincidiu também, isso eu não aceito, um corpo de uma pessoa por 12 horas largado na rua e não foi recolhido para o IML, faltava o carro, o rabecão, para retirar essa pessoa, é uma situação desumana. É inaceitável essa situação que ocorreu. Cobrei também em relação a coletes balísticos”, afirmou.

Numa espécie de resumo, não disse claramente qual o destino de Mesquita. Mas deu a entender que o secretário pode mesmo cair. “Então, nós estamos discutindo ainda nesse momento tudo o que ocorreu e ver se é possível contornar essa situação e reparar esses erros”, disse.

Siga o blog no Twitter.

Curta a página do Caixa Zero no Facebook.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.