Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Flagrado votando por outra vereadora, pastor da Universal é transferido para o Amazonas
| Foto:

valdemir_200913

O pastor Valdemir Soares (PRB), que renunciou ao mandato após ser pego votando pela vereadora Julieta Reis (DEM) na Câmara de Curitiba, foi transferido de cidade. Pastor da Igreja Universal, Valdemir anunciou que foi transferido para o Amazonas.

“Hoje as 5hs da manhã partimos para uma nova missão na obra de Deus , estamos indo para região norte do país, vamos ganhar almas e ajudar famílias no Amazonas! Aos amigos e eleitores , obrigado por todo amor, apoio e carinho que temos de vcs diariamente!”, escreveu o ex-vereador em sua página no Facebook.

Valdemir, carioca de nascimento, era vereador por Curitiba há quatro mandatos, sempre entre os mais votados. Aposta de Edir Macedo para Curitiba, chegou a se anunciar como pré-candidato a prefeito neste ano.

Recentemente, se meteu em várias polêmicas, como quando rasgou o documento da chapa que concorria contra ele à presidência da Câmara, na operação tartaruga que fez para retardar o orçamento e, principalmente, ao ser flagrado como “pianista”, votando por outra vereadora.

Antes de a Câmara abrir procedimento de investigação contra ele, Valdemir renunciou ao mandato, sem admitir o que as imagens deixavam claro: que ele votou por uma vereadora que estava ausente do plenário.Julieta Reis, que tinha faltado à sessão, denunciou o voto e as câmeras foram monitoradas para ver quem havia dado o voto por ela.

Por ter renunciado antes de ser julgado, ele não perdeu seus direitos políticos e continua elegível, mas não poderá ser candidato por outra cidade neste ano, já que a lei exige domicílio eleitoral fixo um ano antes da votação.

Siga o blog no Twitter.

Curta a página do Caixa Zero no Facebook.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]