Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Lula, Moro e Ciro correm para tirar vantagem de Bolsonaro nas redes sociais
| Foto: Reprodução

Nas eleições para a Presidência da República em 2018, o uso das redes sociais pelos candidatos foi decisivo. O vencedor, Jair Bolsonaro, não participou de debates na televisão e concentrou sua campanha toda no Facebook, Twitter e Whatsapp. Agora em 2022, os adversários do presidente correm para recuperar o terreno perdido.

Quando a comparação é feita pelo número de seguidores que cada presidenciável tem nas plataformas de redes sociais, Bolsonaro lidera com folga. Com cerca de 40 milhões de inscritos no Facebook, Instagram, Twitter e Youtube, o presidente soma mais que seus principais adversários juntos – Lula, Sergio Moro, Ciro Gomes e João Doria.

redes sociais - Bolsonaro, Lula, Moro, Ciro e Doria

Apesar da liderança, pesquisas mostram Bolsonaro estagnado nos últimos meses e um avanço considerável dos adversários. Levantamento feito pela FGV, neste mês, mostra, por exemplo, que Ciro Gomes (PDT) ficou bem próximo do presidente no engajamento das postagens no YouTube. O estudo também revela que Lula se aproximou de Bolsonaro em interação por conta de posts sobre sua viagem à Europa e uma entrevista concedida ao podcast Podpah — que superou 8 milhões de visualizações no YouTube.

Outro estudo, da consultoria digital Bites, divulgada pelo jornal O Estado de S. Paulo, revela que a presença do ex-presidente Lula nas redes sociais cresceu nos últimos meses. Segundo o levantamento, Lula reduziu para menos de quatro vezes a diferença do volume de interações em relação a Bolsonaro, que era de 13 vezes mais.

A maior vantagem de Bolsonaro no campo das redes sociais está no Instagram. Criado em 2010 por Kevin Systrom e o brasileiro Mike Krieger, o serviço de compartilhamento de fotos e vídeos foi comprado pelo Facebook em 2012 por cerca de US$ 1 bilhão. Bolsonaro tem 19 milhões de seguidores no Instagram, mais que o dobro da soma de Lula, Moro, Ciro e Doria.

O ex-presidente Lula se sai melhor no Facebook, onde tem quase 5 milhões de seguidores, quase o dobro de Doria e cerca de 6 vezes de Ciro Gomes. Mas o desempenho da página do ex-presidente na plataforma de Mark Zuckerberg está distante da de Bolsonaro, que registra quase 11 milhões de ‘fiéis’.

O ex-juiz Sergio Moro tem seu melhor desempenho no Twitter, com 3,3 milhões de seguidores. O número é superior ao de Lula, que tem 2,9 milhões de seguidores. O microblog que caiu no gosto dos políticos por estabelecer limite de caracteres para textos e, com isso, se transformou em ‘arma’ para mensagens rápidas.

No YouTube, a vantagem de Bolsonaro ainda é maior sobre os adversários. O presidente soma mais 3,5 milhões de inscritos em seu canal. Para efeito de comparação, os canais de Lula e Ciro têm menos de 400 mil seguidores cada um. Não foi possível localizar canal oficial de Moro no YouTube.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]