Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Fazendeiros urbanos Xangai
Correspondente do Bom Gourmet em Xangai, na China, conta como moradores da metrópole se tornaram verdadeiros fazendeiros urbanos em suas varandas.| Foto: China Daily News/cedido à colunista

Pega lá na varanda! Frase gostosa de se ouvir hoje entre construções modernas, barulho de buzinas e arranha-céus de Xangai.

Como também é gostoso ver que, na mesma varanda, no mesmo jardim entre comestíveis e não comestíveis, todas são flores, cores e juntas não competem. Ao contrário, no mesmo espaço como uma linda aquarela, são colírios para os olhos, curam corpo e a alma. Decoram e perfumam nossa casa e nossos pratos.

No canto escolhido, no jardim, na sacada entre comestíveis e não comestíveis, o cultivo urbano democrático soma perfumes, colore  a casa, invade a mesa com o melhor e mais fresco sabor
No canto escolhido, no jardim, na sacada entre comestíveis e não comestíveis, o cultivo urbano democrático soma perfumes, colore a casa, invade a mesa com o melhor e mais fresco sabor| Photo by China Daily News

Estudos apontam que o número de fazendeiros urbanos jovens, entre 20 e 30 anos, cresce exponencialmente aqui na China. Um prazer que avança e dá ainda mais sentido ao ato de plantar para consumir.

Um estado de gratidão, satisfação, tranquilidade e conforto que chega ao prato pelo ingrediente colhido cuidadosamente com as próprias mãos.

Em tempos de distanciamento social, quarentena, horas em frente às telas dos celulares, é uma das mais eficientes terapias. Uma das mais reais conexões nossas com a natureza.

Fazendeiros urbanos Xangai
Coentro, alho-poró, pimentas e tomates tornaram-se as sementes mais populares da plataforma de vendas on-line.| China Daily News/cedido à colunista

De acordo com relatório compartilhado em uma das mais famosas plataformas chinesas de e-commerce, as cidades de Xangai, Dongguan, Pequim, Suzhou e Guangzhou são as que contam com maior número de hortas urbanas cultivadas por jovens.

Isso contribuiu para que, no primeiro trimestre deste ano, o volume de vendas de vários tipos de sementes de legumes e hortaliças aumentasse mais de 100% em relação a anos anteriores. Coentro, alho-poró, pimentas e tomates tornaram-se as mais populares da plataforma.

Entrevistado pela imprensa local, Lu Zhipeng, responsável pelas vendas dessa categoria de produtos na plataforma, afirmou que a demanda desse novo mercado chega a números próximo US$ 10 bilhões. Mercado que inclui sementes, vasos, equipamentos e fertilizantes.

Como começar?

Fazendeiros urbanos Xangai
Tutorial dos alimentos gerados pelas sementes.| China Daily News/cedido à colunista

Os tutoriais disponíveis na internet, cursos rápidos, dicas compartilhadas entre amigos e apreciadores, lives, equipamentos de preço acessível e de fácil uso ajudam a desmistificar a complexidade da atividade. Impulsionam curiosos a se somarem as estatísticas, a postarem os gratificantes resultados.

Inspiram jovens de qualquer idade a iniciar sua horta no cantinho escolhido de casa. Contribuem diariamente para o aumento expressivo e exponencial desse novo hábito. 

Han Yijun, Diretor do Centro Nacional de Pesquisa da Universidade Agrícola da China, compartilha que hoje em dia a horta urbana é mais que um cultivo em varandas e jardins por satisfação, realização e prazer é um estilo de vida. Concordo com ele!

Esse estilo de vida que vem tomando conta das mídias sociais na China inspiram jovens de qualquer idade a iniciar sua horta no cantinho escolhido de casa. Muda hábitos. Faz bem para o corpo e para a alma
Esse estilo de vida que vem tomando conta das mídias sociais na China inspiram jovens de qualquer idade a iniciar sua horta no cantinho escolhido de casa. Muda hábitos. Faz bem para o corpo e para a alma| Photo by China Daily News

Além do sabor genuíno de cada ingrediente colhido fresquinho fresquinho, valorizando ainda mais o resultado de cada receita, acalma a alma, alinha pensamentos e desperta o cozinheiro que por vezes adormece dentro de nós.

Sinto que o movimento, as comunidades criadas que exploram com propriedade o assunto, aproximam seguidores por suas afinidades e potencializam as falas, os repertórios sobre o que comemos, sua origem e o quanto devemos nos preocupar em evitar o desperdício.

Alinham-se com o prazer de acompanhar o crescer de cada ingrediente. Nos desafia a criar receitas, a decorar os pratos, a mesa, a compartilhar o conhecimento e o afeto. Fato que, mesmo em destaque entre os jovens, acredito que inspira maduros e crianças. Muitas crianças! Faz acreditar que o números positivos tendem a crescer.

Mãos à obra!

Bóralá fazer parte dessa comunidade de fazendeiros urbanos que trazem para a rotina de crianças e adultos o respeito pela história, pelo plantar e colher, pelo agricultor, pela comida fresca que chega no prato
Bóralá fazer parte dessa comunidade de fazendeiros urbanos que trazem para a rotina de crianças e adultos o respeito pela história, pelo plantar e colher, pelo agricultor, pela comida fresca que chega no prato| Photo by China Daily News

Então, ainda não tem sua horta? Vamos lá!

Procure um espacinho, um vaso, um lugar que acolha a semente escolhida para o seu primeiro plantio. Assegure a compra de sementes boas!

Leia as instruções de como devem ser o plantio, a terra, o fertilizante, quanto de água seguirá no ato de regar, iluminação natural, e, em dose cavalar deposite, amor -- muito amor.

Esse amor, pode acreditar, não só potencializará o crescimento da sua sementinha, mas, como de forma mágica quando seguir para o prato, compartilhará ainda mais amor a mesa.

Então bóralá! Espero sua selfie como o mais novo fazendeiro rural!

Fonte e fotos: China Daily News - Zhao Yimeng.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]