Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Na direção dos olhos, na altura que se pode colher.
Na direção dos olhos, na altura que se pode colher.| Foto: Photo by Valéria Vicenti

Mais um sábado gostoso de início de primavera aqui em Qingdao. Nessa época do ano, os dias fresquinhos e ensolarados, quando não somos abraçados pelo ventinho gelado, são uma delícia para passear. Bom demais para conhecer novos lugares que pelos bons tititis das mídias sociais locais, nos fazem salivar e já despertam nossos olhares e curiosidade! É o caso da colheita do morango no varal!

Logo cedinho, seguimos para o distrito de Chengyang, aproximadamente 40 minutos de carro aqui de casa, para começarmos o nosso final semana deliciosamente saudável, comendo moranguinho direto do pé, colhidos fresquinhos, fresquinhos! Okay, até aí você deve estar pensando, tudo muito igual a qualquer outro lugar do mundo, nenhuma novidade!

morango no varal
Organizada, climatizada, enorme, limpíssima, alguns dos predicados desta grande estufa que exala alta tecnologia já na entrada| Photo by Valéria Vicenti

Entretanto, nosso interesse estava além da colheita convencional, nas ramas que crescem no chão. Fomos atraídos pela ideia de colhermos morangos no ar, em varais, de olho na engenharia do negócio, pela localização, pela sacada. Um projeto que prevê agricultura moderna + ecoturismo, integrando agricultura ecológica, agricultura de lazer, experiência cultural, turismo rural etc.  E a possibilidade de uma colheita farta e suculenta! De bobinho, a gente não tem nada. Poder aprender, colher, comer e cochilar é com a gente mesmo!

morango no varal
A expertise aplicada por uma equipe formada pela China, Holanda, Coréia do Sul e Japão, nos presenteia com morangos impossíveis de se comer em unidades, avançamos para algumas dezenas, pode acreditar| Photo by Valéria Vicenti

A estufa, um projeto que exala alta tecnologia, conta com especialistas da China, Holanda, Coréia do Sul e Japão em sua implementação. Localizada entre grandes prédios, no meio de um bairro que tem de tudo um pouco, residências, comércio e indústria, se distancia das plantações rasteiras de morango convencionais, mas isso não impede de ter como objetivo uma colheita anual de 100 toneladas de morangos orgânicos hidropônicos por ano e outras plantações de mesmo conceito inovador ao seu lado. Esse objetivo contempla a soma de outras estufas iguais distribuídas por pontos estratégicos de Qingdao.

E, nesse conceito, na estufa, um enorme pátio coberto, climatizado, limpíssimo, estão inúmeros varais automatizados que recebem a plantação orgânica hidropônica. Tecnologias combinadas que saem dos padrões normais. Um plantio que se posiciona na altura dos nossos olhos, das nossas mãos para apreciar, escolher e colher o seu morango no varal, por quanto tempo desejar.

E impulsionados pela alta qualidade dos morangos, a gente colhe, colhe, para, come um pouquinho, relaxa e claro, volta a colher .
E impulsionados pela alta qualidade dos morangos, a gente colhe, colhe, para, come um pouquinho, relaxa e claro, volta a colher . | Photo vy Valéria Vicenti

E, quando falamos em tempo, se cansar de colher o morango no varal e comer, não se preocupe as redes distribuídas pelo pátio convidam a parar, a relaxar. Bom demais!

Vantagens como melhorar a taxa de replantio da terra e o número de replantio de hortaliças, que é de cinco a sete vezes maior que o plantio tradicional, é um dos destaques desse projeto, como a redução das emissões de poluição. O uso de fertilizantes químicos por tonelada de hortaliças produzidas pelo projeto é apenas um quarto do cultivo tradicional, e não são utilizados agrotóxicos. A economia de recursos hídricos também não pode deixar de ser citada, pois neste projeto, o volume de água é de apenas metade do necessário para o plantio tradicional.

morango no varal
De família diferentes de morango, o que mais desperta nossa curiosidade é o branco, que nos surpreende pela suculência e doçura suave. Sempre o víamos nos mercados, decidimos provar aqui.| Photo by Valéria Vicenti

Três tipos de morangos foram os escolhidos para serem os protagonistas do espaço. O branco, pouco explorado ainda no Brasil, se junta aos vermelhinhos conhecidos na nossa cestinha. Suavemente doce, macio, remete aos nobres conhecidos, não deixa nadinha a desejar.

O espaço é incrível, e o mais incrível são as possibilidades que vemos chegando durante o nosso passeio, a nossa longa permanência. Fato que valida a ideia do projeto. Ônibus turístico, excursões de escola, festa de aniversário, piquenique com direito a churrasquinho vão se somando aos curiosos, a famílias e amigos que escolheram o mesmo passeio para o final semana.

morango no varal
Espaço para todas as idades, para todos os momentos e dias da semana, espaço para passear, para aprender e ensinar. Espaço para celebrar momentos especiais como os aniversários.| Photo by Valéria Vicenti

O lugar, um grande playground, porque não um delicioso e inusitado salão de festas, oferece entradas com preços promocionais, kit festa, e multa caso o visitante não desfrute corretamente dos benefícios, principalmente se desperdiçar. Tickets para colher morango no varal e levar também são oferecidos.

morango no varal
E alguém falou aí em aniversário? Essa família escolheu comemorar o aniversário de forma inusitada, inovadora, divertida e suculenta. Que tal?| Photo by Valéria Vicenti

Dia diferente, dia gostoso demais! Dia que nos inspira a procurar mais e mais lugares para compartilhar com você.

morango no varal
Cestinha pela metade, não se iluda, fica cheia, fica vazia, fica cheia, fica vazia! Delicia, passeio bom demais! | Photo by Valéria Vicenti

Aproveitem! Curtam, se sintam pertinho de nós!!! Até a próxima, já, já a gente volta!

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]