Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
A expectativa é que o recenseamento comece em junho de 2022
A expectativa é que o recenseamento comece em junho de 2022| Foto: Simone Mello/Agência IBGE

Uma ótima notícia para quem deseja participar da coleta e processamento de dados do Censo em 2022. O edital do processo seletivo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística para a contratação de 206.891 recenseadores e agentes censitários está prestes a ser publicado já que, de acordo com a publicação do DOU desta quinta (25), a Fundação Getúlio Vargas foi contratada para organizar a seleção.

Reprodução do DOU de 25 de novembro de 2021
Reprodução do DOU de 25 de novembro de 2021

Conforme divulgamos aqui no blog em 22 de outubro, o cronograma das provas está definido. As inscrições do processo seletivo deverão acontecer entre os dias 1º e 23 de dezembro, sendo as provas aplicadas em 23 de janeiro para as vagas de agente censitário e no dia 30 de janeiro para a função de recenseador.

O Censo constitui a principal fonte de referência para o conhecimento das condições de vida da população em todos os municípios do País. A periodicidade da pesquisa é decenal, excetuando-se os anos de 1910 e 1930 em que o levantamento foi suspenso, 1990 quando a operação foi adiada para 1991 e, por fim, 2020 que sofreu transferência para 2022 devido a pandemia causada pelo Covid-19.

Editais cancelados

Os processos seletivos abertos em 18 de fevereiro de 2021 para contratação de 181.898 recenseadores e 22.409 agentes censitários (municipal e supervisor) foram suspensos devido ao avanço da pandemia causada pelo Covid-19. Com o fim do prazo do contrato com o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), instituição responsável pelos dois processos seletivos, os editais passaram de suspensos para cancelados, inclusive com a promessa de devolução do valor da taxa de participação para aqueles que já estavam inscritos na seleção.

A seleção para agente censitário tinha a oferta de 22.409 vagas em todo país, sendo 5.450 para agente censitário municipal e 16.959 para agente censitário supervisor, funções de nível médio com jornada de quarenta horas semanais e salário mensal de R$ 2.100,00 e R$ 1.700,00 respectivamente, além de auxílio-alimentação, auxílio-transporte, auxílio pré-escolar, adicional de férias e 13º salário proporcionais no momento da rescisão contratual. Os aprovados seriam contratados por até cinco meses, com possibilidade de prorrogação de acordo com a necessidade de conclusão das atividades do Censo e com a disponibilidade de recursos orçamentários. De acordo com o edital de abertura (confira aqui), os inscritos seriam avaliados através de prova objetiva de múltipla escolha com sessenta questões de língua portuguesa, raciocínio lógico quantitativo, ética no serviço público, noções de administração/situações gerenciais e conhecimentos técnicos.

Já o processo seletivo para recenseador, função que exige apenas o nível fundamental, tinha a oferta de 181.898 vagas em todo país, com remuneração paga por produtividade, calculada por setor censitário e com jornada mínima de 25 horas semanais. De acordo com o edital de abertura (confira aqui), os candidatos seriam avaliados através de prova objetiva de múltipla escolha com cinquenta questões de língua portuguesa, matemática, ética no serviço público e conhecimentos técnicos.

Veja outros concursos com inscrições abertas em todo Brasil |

Deixe os seus comentários e também as suas dúvidas sobre o mercado dos concursos no Brasil.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]