i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Conexão Brasília

Foto de perfil de Conexão Brasília
Ver perfil

10 questões que você precisa saber sobre impeachment para não dar vexame em manifestações

  • PorAndré Gonçalves
  • 04/02/2015 16:04
Crédito: Wenderson Araújo

Crédito: Wenderson Araújo

A eleição do polêmico Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para a presidência da Câmara, assim como o desdobramento da Lava Jato, colocaram no centro da discussão um possível pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. Apresentar o pedido é moleza, difícil é embasá-lo. A propósito, já houve 10 denúncias de crime de responsabilidade contra Dilma – todas elas não recebidas pela Câmara. Não é mérito só dela – FHC recebeu outras 14 e Lula, 34. Segue abaixo um tira-dúvidas com as dez principais questões sobre o andamento de um processo de impeachment.

1 – O que é impeachment?
É o processo contra altas autoridades, como o presidente da República, que pode levar ao afastamento e cassação do mandato. A expressão, em inglês, significa “impedimento” ou “impugnação”. Também pode ser aplicado a governadores, prefeitos, ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), procurador-geral da República, advogado-geral da União, ministros de Estado e comandantes das Forças Armadas.

2 – Quais leis regulamentam?
As regras estão dispostas nos artigos 85 e 86 da Constituição, que tratam da responsabilidade do presidente da República, e na Lei 1.079/50, que define os crimes de responsabilidade e regula o processo de julgamento.

3 – O que é considerado motivo para impeachment?
Um presidente pode ser cassado por ter cometido uma infração penal comum (como roubo ou homicídio) ou um crime de responsabilidade.

4 – O que são crimes de responsabilidade?
São atos em que o presidente atenta contra:
1 – A existência da União;
2 – O livre exercício do Poder Legislativo, do Poder Judiciário, do Ministério Público e dos Poderes constitucionais das unidades da federação;
3 – O exercício dos direitos políticos, individuais e sociais;
4 – A segurança interna do país;
5 – A probidade da administração;
6 – A lei orçamentária;
7 – O cumprimento das leis e das decisões judiciais.

5 – Quem pode pedir a abertura do processo?
Qualquer cidadão (incluindo políticos como parlamentares) pode encaminhar ao Congresso Nacional uma denúncia de crime de responsabililidade. No caso do impeachment de Fernando Collor, o pedido foi assinado pelos presidentes da Ordem dos Advogados do Brasil e da Associação Brasileira de Imprensa. As notificações de infrações comuns precisam ser encaminhadas pelo STF.

6 – Quais são as exigências para apresentação de denúncia por crime de responsabilidade?
A denúncia precisa ser assinada pelo denunciante (com firma reconhecida em cartório). Deve ser acompanhada dos documentos que a comprovem, ou da declaração de impossibilidade de apresentá-los, com a indicação do local onde possam ser encontrados. Nos crimes de que haja prova testemunhal, a denúncia deverá conter o rol das testemunhas, em número de cinco no mínimo.

7- Quem recebe a denúncia?
O presidente da Câmara dos Deputados. É ele quem avalia se a denúncia deve ser transformada em processo. Depois do impeachment de Collor, foram apresentadas 17 denúncias contra FHC, 34 contra Lula e 10 contra Dilma. Todas foram arquivadas sumariamente pela Presidência da Câmara.

8 – Como a denúncia vira acusação?
Se o presidente da Câmara decidir receber a denúncia, a Casa cria uma comissão especial para formular um parecer sobre a procedência ou improcedência da denúncia. Esse parecer é votado em plenário, pelos 513 deputados. Se uma maioria de dois terços votar pela procedência, o processo é aberto.

9 – Quem faz o julgamento e quando o presidente é afastado?
No caso de crimes comuns, o julgamento é feito pelo STF. No caso de crimes de responsabilidade, pelo Senado. No momento em que o Senado ou o STF começa o julgamento, o presidente é afastado por um prazo de 180 dias e o vice assume. Se o julgamento não tiver sido concluído nesse prazo, o presidente volta às funções.

10 – Quando ocorre a cassação?
A cassação depende do julgamento final do plenário do Senado, com voto favorável de dois terços dos parlamentares. Collor renunciou após a abertura do processo no Senado, mas ainda assim foi cassado por 76 votos a 3. A perda do mandato também acarreta inelegibilidade por oito anos.

Leia também

Lei sobre impeachment também vale para governadores e secretários

Quem assume em caso de impeachment?

 

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.