i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Creça e apareça

Ver perfil

Empreender não é para todo mundo, mas há outros bons caminhos

  • PorLaísa Weber Prust
  • 06/01/2016 19:22
Empreender não é para todo mundo, mas há outros bons caminhos
| Foto:

Início de ano é sempre uma época em que as pessoas retomam seus desejos e projetos de mudança de vida. Talvez porque sintamos que se renovam as nossas oportunidades de fazer o que gostamos, ter mais qualidade de vida, ser melhor remunerado ou apenas se divertir mais no trabalho.

Apesar da crise, ainda vivemos sob uma onda de empreendedorismo que  impulsiona as pessoas a sonharem com o dia em que farão o que realmente gostam através de um negócio próprio, mas empreender não é para todos.

Recentemente chegou até mim um artigo: “Why Making Your Passion Your Profession is Probably a Terrible Idea” (Porque fazer de sua paixão a sua profissão provavelmente é uma péssima ideia). Na essência ele diz que não gostar do seu emprego atual ou mesmo odiá-lo não é uma razão suficiente para desistir dele e começar um negócio full-time no ramo de atividade em que você tem prazer. Em outras palavras: sentir enorme prazer em cozinhar e criar pratos elaborados para o deleite da família e amigos não é suficiente para abrir um restaurante.

O artigo sugere refletir sobre a seguinte questão, o que pode poupar horas de execução de um plano de negócios e algumas frustrações: qual o seu sentimento quando se imagina atuando com vendas, gestão de negócios e marketing? Sim, porque ao fazer de sua paixão sua profissão você não fará o que gosta o tempo todo, parte dele será gasto com atividades necessárias para fazer o negócio prosperar. Talvez até você tenha que passar mais tempo nessas atividades do que realmente fazendo o que gosta. Mas a maior “sacada” do artigo não é essa, pois, o Sebrae alerta os novos empreendedores sobre esse fato diariamente.

Para mim a relevância do texto está na seguinte reflexão: paixões muitas vezes chegam a ser paixões, porque elas não têm quaisquer expectativas. Paixões são livres, não tem obrigação em se tornar uma carreira ou salário, mas apenas prazeres. E ao pensar sobre suas paixões as pessoas as comparam com seu trabalho chato e estressante e acreditam que merecem algo melhor.

Seria maravilhoso fazer do que gosta seu ganha-pão mesmo sabendo que não fará o que gosta o dia inteiro, todos os dias da semana. Porém, ter o próprio negócio não é apenas “unir o útil ao agradável”. Significa sobretudo assumir compromissos e correr riscos, aspectos que talvez sejam o que faça você enxergar o seu trabalho atual como chato e estressante: prazos, entregas, negociações, gestão de conflitos e tantos outros desafios.

A verdade é que muitas pessoas não têm perfil para empreender, mas há outros caminhos para se realizar mais no trabalho. Identifique seus pontos fortes e em quais setores ou empresas eles seriam realmente valorizados e trace um plano para chegar lá. E o mais importante, continue a investir o tempo livre na sua paixão, pois, o trabalho é apenas um aspecto da sua vida.

A autora atua na área de RH do Marins Bertoldi Advogados Associados.

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 1 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • F

    Felipe Arthur Macanhao

    ± 0 minutos

    Ótimo artigo escrito por uma pessoa sensacional! Parabéns!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso