Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Hora do Strike chega ao 4º episódio, fechando o primeiro mês no ar, com a missão de destrinchar quais as possíveis consequências da minirreforma ministerial para o futuro do governo Bolsonaro. Será que a chegada do senador Ciro Nogueira à Casa Civil vai ser suficiente para acalmar os ânimos do Senado, especialmente da CPI, na volta do recesso parlamentar?

NOVIDADE: faça parte do canal de Vida e Cidadania no Telegram

O que isso tem a ver com a votação da PEC do voto impresso auditável, a aprovação das reformas, a busca do presidente por um partido e as eleições de 2022? O governo, antes criticado por não negociar com o Congresso, errou ou foi estratégico ao buscar aliados nos partidos do chamado centrão?

Participam comigo deste debate os comentaristas fixos do programa Kim Paim e Gustavo Gayer, além de Bernardo Küster, como comentarista convidado.

Quem é Bernardo Küster

Bernardo Pires Küster é graduado em Administração pela PUC-PR com extensão em Política Internacional e Economia Empresarial na Università degli Studi di Ferrara (Italia) e MBA em Gestão de Projetos na Fundação Getúlio Vargas.

É Diretor de Opinião do jornal Brasil Sem Medo, jornalista, empresário e tradutor. Está finalizando a produção do documentário 'Eles Estão no Meio de Nós' sobre teologia da libertação, filme com financiamento coletivo recorde no Brasil.

Como comentarista de política, Küster já é muito conhecido do público. Além de interagir com milhares de pessoas pelas redes sociais, tem quase um milhão de inscritos em seu canal no YouTube, onde faz lives, entrevistas e debates com análises independentes.

1ª temporada ainda tem dois meses pela frente

Hora do Strike é um programa experimental, patrocinado exclusivamente pelos assinantes da Gazeta do Povo. São os assinantes que possibilitam ao jornal manter uma grande equipe de jornalistas, colunistas, designers gráficos e vários outros profissionais de áreas diversas, o que permite a realização de projetos como este.

Por enquanto conseguimos garantir esta primeira temporada com 13 episódios exibidos às segundas-feiras, às 19h, ao longo dos próximos três meses. Se chegarmos aos 75 mil assinantes antes do fim da temporada (até setembro), vamos conseguir viabilizar a segunda.

Se você ainda não é assinante, junte-se a nós e tenha acesso a toda a cobertura jornalística, vídeos, podcasts e artigos exclusivos de mais de 40 colunistas. Caso já seja parte da nossa comunidade, ajude a divulgar a Gazeta do Povo. Para mais informações acesse a página exclusiva do programa Hora do Strike.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]