i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Cristina Graeml

Foto de perfil de Cristina Graeml
Ver perfil

"A meta de uma discussão ou debate não deveria ser a vitória, mas o progresso". Joseph Joubert.

Pandemia no Brasil

Pico da pandemia já passou, segundo registros de óbitos por Covid-19 nos cartórios

  • 31/07/2020 13:16
  • Atualizado em 19/08/2020 às 12:18
Pico da pandemia já passou, segundo registros de óbitos por Covid-19 nos cartórios
| Foto:

O pico da pandemia já passou. Foi em maio, segundo registros de óbitos por Covid-19 nos cartórios brasileiros. Eu sei que você cansou de ver notícias recentes de que a doença estava fazendo mais de mil vítimas fatais por dia no Brasil. Os números repassados pelos secretários de saúde dos municípios às secretarias dos estados e, destas, para o Ministério da Saúde, falavam em 1,1 mil mortes diárias; 1,2 mil até 1,4 mil.

Só que isso não aparece nas estatísticas oficiais dos cartórios de registro civil, onde são registrados os óbitos. Pegando os cartórios como referência vemos que há algo errado nas informações que nos passam todos os dias: o pico de mortes da pandemia já ficou para trás faz algum tempo.

Essa fonte não tem como questionar, porque, com rara exceções, se a morte não for registrada em cartório, onde é emitida a certidão de óbito, a família da pessoa que morreu não pode fazer o enterro ou a cremação do corpo.

Antes de mais nada é preciso reforçar uma explicação fundamental. A imprensa divulga esses números de mil e poucos mortos por dia, porque são os dados oficiais constantes no portal do Ministério da Saúde, onde se contabiliza a soma das notificações de mortes repassadas pelos estados a cada dia.

Só que tem cidades e estados mais organizados, que conseguem levantar os números diariamente, e outros que demoram para confirmar as mortes, atualizar a estatística e, quando fazem isso, informam mortes ocorridas ao longo de vários dias seguidos - um pacote inteiro de informações, às vezes referentes a até mais de uma semana.

Na planilha do Ministério da Saúde, que qualquer um pode acessar buscando por Coronavírus Brasil (e você pode conferir clicando aqui), os números são atualizados por data de notificação.

Assim, se uma cidade passar quatro dias sem informar nada e depois, num único dia, disser que houve 80 mortes, por exemplo, o site e o aplicativo do Ministério da Saúde jogam essas 80 mortes na data em que a informação chegou. Vai parecer que nos dias anteriores ninguém morreu e no dia tal, de repente, houve 80 mortes.

Para conferir como os números informados por estados e municípios são diferentes das mortes efetivamente ocorridas a cada dia basta olhar o portal da transparência Covid-19 dos cartórios. Vou pegar a data de quarta-feira, 29 de julho como exemplo.

Nesta data o Ministério da Saúde recebeu dos estados a confirmação de mais 921 mortes, não necessariamente ocorridas na quarta-feira. No portal da transparência dos cartórios de registro civil do Brasil, que você também pode achar facilmente na internet buscando por mortes cartórios (ou clicar direto aqui), no dia 29 de julho foram registrados 304 óbitos por suspeita ou confirmação de Covid-19. É um terço das que tinham sido notificadas naquele dia ao Ministério da Saúde. *Veja atualização desses dados no fim do texto.

Como eu disse no começo do artigo, nesta análise optei por usar como base apenas os óbitos registrados em cartório, porque ali não tem confusão: a pessoa morre, o parente pega o laudo médico com a causa da morte e vai no cartório fazer o registro.

Pico da pandemia no Brasil

Ninguém fala disso, mas o pico da pandemia no Brasil já passou, foi em maio. Pelo menos é o que aparece no gráfico do portal da transparência dos cartórios, que tem um painel só com o registro de mortes por suspeita ou confirmação de Covid-19.

Reprodução da tela do portal da transparência dos cartórios de registro civil mostrando que o pico da pandemia foi em maio
Reprodução da tela do portal da transparência dos cartórios de registro civil em 31/07/2020

Clicando por data específica no gráfico aparece que no começo de maio eram registrados por dia entre 630 e 650 novos óbitos. O número foi subindo até chegar ao ponto mais alto, no dia 25 de maio, quando os cartórios registraram a morte de 997 brasileiros com Covid-19. Veja que não chegou a mil.

Nos cartórios de registro civil em nenhum dia desde o início da pandemia foram registrados mais de mil óbitos. O recorde foi 997 mortos no dia 25 de maio. Depois esse número começou a cair.

No site dos cartórios de registro civil a curva mostra que nas duas últimas semanas de maio e na primeira semana de junho morreram todos os dias por Covid-19 mais de 900 pessoas. Depois a queda é gradual; pequena, mas gradual.

Na segunda e terceira semanas de junho houve o registro diário de mais de 800 mortes (entre 800 e 900). No fim do mês de junho caiu mais um pouco, para a faixa entre 700 e 800 mortes diárias. E ficou assim por mais 3 semanas até a metade de julho.

Desde o dia 22 de julho a queda passou a ser mais acentuada, com 600 e poucos registros de óbitos por dia; depois 500 e poucos; 400 poucos... Em uma semana, no dia 29, já estava em 304. *Veja atualização desses dados no fim do texto.

Ao longo dos últimos meses surgiram muitas hipóteses e até denúncias de que o número de mortos por Covid-19 foi superestimado por alguns governantes para justificar a compra de equipamentos e a construção de hospitais de campanha. Não há comprovação disso, mas já se sabe de desvios de verbas públicas durante a pandemia; já existe até ex-secretário de saúde preso e prefeitos e governadores ameaçados de impeachment.

Leia Também: Covid-19 nas capitais e o caso de Belém do Pará, sumindo do ranking das campeãs

Contradições nos números de mortos

Fato é que nem o total de mortes por Covid-19 registradas em cartório bate com os dados informados ao Ministério da Saúde e registrados no boletim oficial, em que a imprensa costuma se basear. Pelo boletim, o Brasil já superou a marca dos 90 mil mortos. Nos cartórios, de 16 de março (data da primeira morte confirmada pela doença no país) até esta quarta, 29 de julho, foram 83.561 óbitos. A diferença é de 6,5 mil mortes!

6,5 mil corpos não se escondem por aí. A diferença pode estar na chamada causa mortis. Estados e municípios podem realmente ter informado ao Ministério da Saúde que milhares de pessoas que morreram por outros motivos tiveram Covid-19 e faleceram em consequência da doença, sendo que não foi esta a causa real apontada pelos médicos que emitiram os laudos usados pelos cartórios como referência para emitir os atestados de óbito.

Chego a esta hipótese após analisar outras estatísticas dos cartórios, as que apontam as mortes por doenças diferentes e até por causas indefinidas. Veja que curioso: do ano passado para cá caíram as mortes por infarto, AVC, insuficiência respiratória... Será que está mesmo morrendo menos gente de problemas cardíacos e respiratórios do que antes ou as estatísticas dos últimos anos se mantêm, mas como esses doentes contraíram coronavírus, a causa mortis registrada foi Covid?

O que chama especial atenção é o gráfico das mortes por pneumonia. No portal diz que em 2019 (de 16 março a 29 julho) morreram de pneumonia no Brasil 90.052 pessoas – número praticamente igual ao das vítimas de Covid. Esse ano, no mesmo período, a pneumonia fez 30% menos vítimas fatais: 61.227 pessoas. É no mínimo estranho que, de um ano para o outro, de repente, a diferença de pessoas que morrem da mesma doença seja tão grande.

Pessoalmente não acredito que este ano esteja sendo diferente dos anteriores em relação à pneumonia. Como falei antes, é possível que o número de pessoas que tiveram a doença no primeiro semestre de 2020, e morreram por isso, seja mais ou menos parecido com o do ano passado, só que este ano contraíram também o coronavírus, que acabou sendo apontado como o causador da morte.

Deixo as conclusões para você, mas gostaria de saber sua opinião. Você confia nas estatísticas do cartórios, que emitem os atestados de óbito, ou apenas nos números das secretarias municipais e estaduais de saúde, que abastecem a planilha do Ministério da Saúde?

Acha que o pico da pandemia foi em maio; depois passamos pelo chamado platô em junho e comecinho de julho e, agora, já estamos vendo a curva de mortes cair? Ou olha para o número de mil mortes por dia, como se estivéssemos, agora, no pico da pandemia?

Não é uma questão de ser negacionista, como virou praxe dizer por aí, mas de ser realista. Eu acredito nos registros oficiais dos cartórios.

*Atualização: os cartórios têm um prazo de até 14 dias para informar sobre os registros de óbito à central que atualiza o portal da transparência. Passados 14 dias, os registros de óbito do dia 29/07, mencionado no artigo, subiram de 304 para 802. Apesar do aumento significativo, a tendência da curva não mudou, seguiu em queda. A análise sobre o pico de mortes da pandemia em maio também se manteve, embora os dados consolidados de julho mostrem que, na segunda quinzena do mês, houve uma segunda onda de registros próximos aos números de maio (entre 800 e 900 mortes diárias).

157 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 157 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • S

    Silvia konkel

    ± 4 dias

    Esse foi um artigo de abrir os olhos! Algum secretário de saúde de algum Estado, ou mesmo alguém do Ministério da Saúde para explicar qual o milagre que ocorreu no Brasil para que as pessoas parassem de morrer de outras doenças?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    CRISTINA GRAEML

    ± 6 dias

    *Atualização: os cartórios têm um prazo de até 14 dias para informar sobre os registros de óbito à central que atualiza o portal da transparência. Passados 14 dias os registros de óbito do dia 29/07, mencionado no artigo, subiram de 304 para 802. Apesar do aumento significativo, a tendência da curva não mudou, seguiu em queda. A análise sobre o pico de mortes da pandemia em maio também se manteve.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    CRISTINA GRAEML

    ± 6 dias

    *Atualização: os cartórios têm um prazo de até 14 dias para informar sobre os registros de óbito à central que atualiza o portal da transparência. Passados 14 dias os registros de óbito do dia 29/07, mencionado no artigo, subiram de 304 para 802. Apesar do aumento significativo, a tendência da curva não mudou, seguiu em queda. A análise sobre o pico de mortes da pandemia em maio também se manteve.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Alexandre

    ± 8 dias

    Atualização de hoje da informação da colunista de que no dia 29/07 havia 304 mortes: número já está em 738. Certamente subirá um pouco mais com outros registros tardios.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Daniel

    ± 12 dias

    Cristina Graeml já pediu desculpas por este vídeo que mais desinforma do que informa?? Essa discrepância entre os números de mortes e os números de atestados já foi explicada há pelo menos 2 meses. Se a jornalista fizesse seu dever de casa podia ter se poupado da gafe. Os números apresentados pelos cartórios se referem àqueles que possuem COVID como causa morte, acontece que em vários casos o teste de COVID só sai dias depois da morte da pessoa. Nestes casos a pessoa não entra nas estatísticas uma vez que o atestado de morte já foi emitido. Para entrar corretamente nas estatísticas, algum familiar precisaria ir até o cartório e alterar a causa da morte, Será que a reporter acredita que al

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    ANDERSON LODOVICO

    ± 12 dias

    Jornalista mente ao afirmar que a família precisa do registro no cartório para o enterro. Há defasagem também no portal dos cartórios tanto que lá há opção de mortes por data do óbito ou data do registro. Consultando hoje, 06/08 no portal para o dia 29 já se somam 588 mortes e não as 304 que ela induz serem definitivas.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Diego Ornellas de Gusmão

    ± 13 dias

    Excelente reportagem! Parabéns!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • B

    BRAULIO A. C. M.

    ± 13 dias

    Você deveria se inteirar melhor dos assuntos que deseja abordar e deixar de dizer bobagens. Esse seu artigo é um desserviço a saúde pública. Você fez uma interpretação equivocada dos dados retirado do site que está citando e ainda teve a desfaçatez de publicar, sem ao menos consultar um especialista. Isso não é jornalismo, e sim ignorância pura. Lamentável

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • S

    SUELI MACHADO

    ± 14 dias

    Parabéns Cristina! Sempre conduzindo reportagens com seriedade e transparência. Confio nos dados dos cartórios. Fica uma deixa. Hoje li que prefeitos pretendem adiar o início das aulas em escolas municipais, não só por conta do vírus, mas pela falta de verba para pagar funcionários? Que estranho! Pelo menos em Curitiba, vejo muitas ruas que não tinham um buraco sequer, sendo recapeadas em véspera de eleições municipais. Então pára tudo. Inclusive maternais e escolas de educação infantil particulares. Todos no mesmo ****, sem um protocolo sequer. Isso tudo, por falar em coisas estranhas, assuntos não faltam para uma boa investigação jornalística, para engordar a lista

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Pablo Diego Gimenez

    ± 14 dias

    Parabéns, Cristina, a senhora ganhou meu respeito e admiração. Precisamos de profissionais do jornalismo sérios e competentes como você. Muito obrigado pelo seu trabalho. Realmente espero que esta reportagem chegue ao conhecimento do maior número de brasileiros possível. Por favor divulgue-a. Este seu trabalho é riquíssimo.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • W

    WilsonRocker1964

    ± 14 dias

    Acredito que os registros dos óbitos nos cartórios. Mas me preocupa a periodicidade de atualização dos mesmos que podem gerar distorções e incertezas. Devido ao delay que é permitido inclusive por procedimento oficial, qual é a retroação que podemos adotar para termos uma média de óbitos mais próxima da realidade?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • W

      WilsonRocker1964

      ± 14 dias

      Complementando, é uma boa reportagem. Parabéns a Cristina Graeml. Valeria a pena atualizar quinzenalmente com dados mais recentes para consolidar os números. Como o delay oficialmente pode ser de até 14 dias, retroagindo para 22/07/20, está consolidado em 795 óbitos neste dia. O ideal e acompanhar a evolução dia a dia a partir de 22/07 e daqui a 15 dias mais ou menos verificar qual a alteração da curva.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Ricardo Martins Ribeiro

    ± 14 dias

    Brilhante Reportagem! Mais brilhante ainda, é uma jornalista com DADOS nas mãos ainda nos perguntar a opinião. O que mais vemos são "jornalistas" sem DADO algum, pedindo para a população ficar em casa.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • W

    wolmer roque zanin

    ± 14 dias

    Os cartórios são isentos de política e podem ser penalizados se cometerem fraudes, acredito neles

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Claudia Aguiar de Siqueira

    ± 14 dias

    Acredito nos atestados de óbito, claro. Os cartórios não ganham nem um real a mais para confundir causas de morte.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    MIRIAM RITA MORO MINE

    ± 14 dias

    Cristina Acredito nos registros oficiais dos cartórios. Parabéns. Fez um excelente trabalho.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    RICARDO TRISTÃO PIETRANGELO

    ± 14 dias

    Excelente reportagem e melhor ainda Cristina, você passa confiabilidade e seriedade em suas reportagens! Nos fornece dados reais para análise de toda essa situação grave que atinge o planeta! Parabéns!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Marco Antonio Ridenti

    ± 15 dias

    Outro ponto importante: o pico em um país grande como o Brasil tende a ser achatado, na forma de plateau, pois na verdade são várias epidemias acontecendo paralelamente, com diferentes timings, picos distintos em diferentes locais. O mais relavante não é saber o pico, mas o tempo para que a taxa de infecções tenha reduzido significativamente, isto é, o tempo para que o decaimento do pico tenha sido significativo. A resistência do pico me surpreendeu pelo longo tempo, mas há evidências de que estamos mais ou menos próximos da queda.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • C

      CRISTINA GRAEML

      ± 14 dias

      Bem observado, Marco. Esta análise que fiz foi do contexto nacional, mas você tem razão. Num país continental como o nosso há situações muito diferentes conforme a região. Aqui no Sul, por exemplo, há sinais de que o pico está sendo agora (julho/agosto). Em Curitiba, por exemplo, o prefeito acaba de dar entrevista dizendo que aparentemente o pico foi dia 19/07 e, depois, começou a cair gradualmente. Mas nada disso significa que devamos relaxar nos cuidados.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Marco Antonio Ridenti

    ± 15 dias

    Cara Cristina, parabéns por ter trazido esses dados, pois eles são muito importantes e ajudam a esclarecer o que está acontecendo. No entanto, temos que ter cuidado ao interpretar os dados. O número total de óbitos entre as semanas 1 e 29, de confirmados e suspeitos de COVID19, foi de aproximadamente 80 mil (ver em https://brasil.io/covid19/). Considerando que as semanas 30 e 31 não foram ainda processadas, que deve dar mais uns 12 mil óbitos, os números do Ministério e dos Cartórios ficam muito próximos, por volta de 90 mil - o que é notável. Portanto, a tese de que há falsa notificação não se sustenta.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    2 Respostas
    • C

      CRISTINA GRAEML

      ± 14 dias

      Sim, Marco. Outros leitores já fizeram essa observação, com razão. Os números do fim de julho ainda vão mudar. Vou esperar até 13/08 (15 dias depois da data que usei como exemplo, 29/07) para atualizar o texto do artigo e aí sim teremos a situação mais real. Aquela minha observação sobre a diferença de 6,5 mil corpos pode mudar (pq na planilha do MS as notificações atrasadas serão jogadas lá pra frente, no dia em que forem feitas) e na do portal dos cartórios as mortes são encaixadas no gráfico no dia em que realmente aconteceram. De qq forma, de 20 de julho pra trás os números não mudam mais. Nunca houve mil óbitos registrados num único dia nos cartórios desde o começo da pandemia.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • ± 15 dias

      Há um "delay" para o registro dos cartórios... Mas as informações de maio e junho são bem relevantes...

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • S

    sebastião orlando machado

    ± 15 dias

    Não tenho o menor receio em dizer que esta pandemia foi usada de todas as formas pelos mais abomináveis motivos, Se esta mesma pesquisa for feita ignorando a causa mortis, duvido que tenha havido crescimento nos números de óbitos neste ano em relação ao ano passado, sendo assim, as mortes aconteceríam com ou sem virus. Fomos todos enganados

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • C

      CRISTINA GRAEML

      ± 14 dias

      Sebastião, houve um aumento significativo sim. Mas não foi esse total que parece ser, pq, como eu disse no artigo, houve redução no número de mortes por outras doenças, sem falar nas de acidentes de trânsito, que felizmente caíram muito também.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    CINTIA ALMEIDA

    ± 15 dias

    Cristina, parabéns pela reportagem. Os dados de registro são complementares às epidemiológicas. Cada uma dessas bases possuem pontos fortes e outros de fragilidade. Ambos tem um delay de registro, ou seja, os dados das datas mais próximas tendem a não estar fechadas ainda. Isso parece ser mais evidente nas últimas 2 semanas. Então não me animaria tanto com a queda brusca desses últimos 14 dias. Outro ponto é que os registros de cartórios incluem os casos suspeitos, mas podem não incluir casos que se confirmam pós mortem. Esse é o provável motivo da divergência de 6,5 mil óbitos entre os bancos. Os dados de registro são ótimos pra avaliação de um indicador chamado "excesso de óbitos".

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • C

      CRISTINA GRAEML

      ± 14 dias

      Ótimas observações, Cintia. Obrigada por contribuir para a análise. Na verdade a diferença de 6,5 mil mortes vai mesmo diminuir qdo todos os registros dos últimos dias de julho estiverem computados (os cartórios têm até 15 dias para informar sobre os registros de óbitos à central que abastece o portal da transparência). Mas de 20/07 pra trás não mudam mais, então podemos concluir com segurança que em nenhum momento houve 1000 óbitos registrados no mesmo dia.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • B

    Bastos

    ± 15 dias

    Mesmo assumindo possíveis atrasos dos cartórios esses dados são mais confiáveis. A média móvel ajuda também a demonstrar dois argumentos: o total não ultrapassou o milhar e a média diária está caindo. Jornalismo investigativo de primeira ordem ou qualidade!!! Jose M R Bastos

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    Julio Hedilberto Ludwig Junior

    ± 15 dias

    Deixo os meus parabens a Cristina pela reportagem. Agora os números reais da pandemia apareceram, e estão desmascarando aqueles que estão usando as mortes para outros fins.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • V

    Vera Persson

    ± 15 dias

    Ola Cristina. Parabéns pela matéria. . Gostei muito da reportagem. Esclarecedora, dados confiáveis, jornalismo de primeira!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    PAULO R DE A LOZANO

    ± 15 dias

    PAULO R L Sugiro a colunsitas consultar um estatístico antes de comentar estatísticas. O gráfico dos cartórios por data do óbito é do tipo "não maturado". A queda vista nas últimas semanas é sempre enganosa. O valor de um dia aumenta cada dia que passa até a maturação, que pode ocorrer em até 2 meses. Um máximo realmente ocorreu em maio, mas não pela razão citada. Não existe pico "no Brasil", mas inúmeros picos regionais, separados no tempo. O pico de maio reflete a pandemia nas regiões metropolitanas de São Paulo e Rio. Somando tudo as mortes estão estáveis há mais de dois meses e vai continuar assim por algum tempo.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    2 Respostas
    • L

      Luciana Oliveira

      ± 14 dias

      Cara Cristina, pois você não deveria fazer uma análise amadora. Não mencionar que esses números vão aumentando, que há um atraso nesses dados, que muitas vezes o atestado sai antes do resultado para Covid-19. Se olharmos os dados hoje, já serão diferentes do dia que você fez sua consulta. Desculpe, fico surpresa que uma jornalista experiente como você faça uma análise amadora, quando temos ferramentas para que não seja, quando se pode investigar porque existe essa diferença. Você afirma que o pico foi em maio. E as pessoas acreditam. E, sim, podem relaxar nos cuidados. Há uma responsabilidade como jornalista. Onde ela está?

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • C

      CRISTINA GRAEML

      ± 14 dias

      Sim, Paulo. há muitas variáveis; o Brasil, com suas dimensões continentais e características climáticas tão diferentes, tem regiões que já saíram da pior fase e a região Sul vivendo o pico agora. Fiz uma análise amadora mesmo, como fazem todos os jornalistas e a imensa maioria da população ao olhar os números de outras fontes também. Apenas trouxe mais uma planilha para que tenhamos em mente que a fonte de informação não deve ser única e que há margem para muitas interpretações. Obrigada por contribuir para a reflexão.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • H

    Humberto B

    ± 15 dias

    Cristiana, o esmero, o cuidado seus em divulgar uma notícia devi ser ensinado em toda sala de aula do Fundamental II. Assim teríamos um público mais exigente e antenado com a realidade !

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Alcionir J Rabello

    ± 15 dias

    Até meados de maio, confrontando óbitos cartorio e números divulgados na imprensa mais ou menos batia?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • C

      CRISTINA GRAEML

      ± 14 dias

      Não sei te responder isso agora, Alcionir, mas tínhamos menos semanas para comparação.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Edison Linhares de Oliveira

    ± 16 dias

    Caso para a Polícia Federal investigar, pois o elevado número de mortes faz a pandemia perdurar. Cristina, creio que você faria uma super matéria com este vídeo do MPF, que deveria ou ainda deverá ser um marco para o início do fim da pandemia: Veja http://www.tvmpf.mpf.mp.br/videos/4187

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Alessandra ecker

    ± 16 dias

    Ótimo texto,como sempre. Aqui em Foz do Iguaçu,apesar do inverno os números de infectados e mortos estão caindo e começamos a ver a luz no final do túnel para podermos continuar nossa jornada com a normalidade de antes.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • C

      CRISTINA GRAEML

      ± 14 dias

      Oi, Alessandra. Há luz no fim do túnel, mas acho que não retornaremos tão cedo à normalidade de antes. É preciso manter os cuidados, o distanciamento, as proteções todas, porque nada está consolidado ainda. Infelizmente a jornada não será a mesma enquanto não houver vacina ou a certeza da cura.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Freitas

    ± 16 dias

    PONTA GROSSA - "Começamos cedo, antes do primeiro caso chegar. Era até complicado para a população aceitar, porque parecia que nem tinha nada na cidade. Foi uma das primeiras cidades do país a adotar máscara de pano para a população. Eu acredito que o segredo está na comunicação, falando da gravidade da situação, com transparência. Além de falar com a população, chamamos vários grupos para conversar. Para o pessoal das academias a gente apresentou um protocolo que era difícil de cumprir..." Leia mais em: https://www.gazetadopovo.com.br/parana/entrevista-prefeito-ponta-grossa-marcelo-rangel-covid-19-coronavirus-eleicoes-2020/ Copyright © 2020, Gazeta do Povo. Todos os direitos reservados.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • N

    Nelson José Zanetti

    ± 16 dias

    Excelente pesquisa.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    FerMan

    ± 16 dias

    No próprio portal dos cartórios existe uma observação quantos aos prazos normais para registro dos dados. Convém atentar para isto. Assim fazendo, verifica-se os dados, pelo menos das 2 últimas semanas, ainda poderão ser significativamente alterados.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • C

      CRISTINA GRAEML

      ± 15 dias

      Oi, FerMan. Obrigada pela observação. Outros leitores já me alertaram para essa questão do prazo de 15 dias para que os cartórios repassem as informações à central que abastece o portal da transparência. Os números do fim de julho realmente devem mudar, mas como 15 dias atrás o n´mero de registros de óbitos já estava na faixa entre 700 e 600, acho muito difícil que de repente, do nada, haja outro pico. Acredito realmente que o recorde tenha sido em 25/05, com 997 registros de óbitos num único dia. De qq forma vou atualizar o artigo em 13/08, exatos 15 dias dps de 29/07, data que citei como exemplo.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Everaldo

    ± 16 dias

    Como a pandemia foi politizada, os números foram Super inflacionados !

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • N

    Neto

    ± 16 dias

    Boa matéria. Levanta pontos para discussão que vários aqui ajudam a esclarecer. Sugiro uma outra matéria sobre o perfil dos novos casos. Qual é o perfil majoritário das pessoas que estão se infectando? Não há como ter uma ação mais específica a esse publico, sem descuidar dos demais? Não apenas idade, mas local de moradia, se em isolamento ou trabalhando, quantos empregados do transporte publico, do comercio, etc., esses dados existem mas não são tratados ou publicados.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • N

    Neto

    ± 16 dias

    Boa matéria. Levanta pontos para discussão que vários aqui ajudam a esclarecer. Sugiro uma outra matéria sobre o perfil dos novos casos. Qual é o perfil majoritário das pessoas que estão se infectando? Não há como ter uma ação mais específica a esse publico, sem descuidar dos demais? Não apenas idade, mas local de moradia, se em isolamento ou trabalhando, quantos empregados do transporte publico, do comercio, etc., esses dados existem mas não são tratados ou publicados.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • N

    Neto

    ± 16 dias

    Essa queda da curva nas ultimas semanas pode indicar que os registros dos cartorios não são atualizados todo dia e que registros, embora sejam computados na data do obito, são registrados com atraso. Seria prudente consultar os responsaveis pelo portal dos cartorios antes de tirar conclusoes apressadas. Aqui no Paraná creio que não há duvida de que estamos no pico e que agora todo nosso esforço é para a curva de novos casos e novos óbitos comece a cair. Mas basta dar uma volta de carro e ver quanta gente alegremente nas ruas sem mascara.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • C

      CRISTINA GRAEML

      ± 16 dias

      Oi, Neto. Outros leitores fizeram essa mesma observação, com razão, pq esqueci de mencionar que a família tem 24h p comunicar o óbito e os cartórios tem mais 14 dias p comunicar a central que atualiza o portal. Então, sim, terei que rever os óbitos registrados no dia 29/07. Já me comprometi a voltar aqui e atualizar o artigo. De qq forma, vai precisar entrar muito aviso atrasado de óbito p o portal dos cartórios superar as mil mortes diárias da soma das notificações dos estados ao Min da Saúde, até pq, como eu disse, os estados somam as mortes de vários dias e entra tudo como se tivesse sido no dia da notificação. Essa foi a análise.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Marcia

    ± 16 dias

    É só ver o exemplo da cidade da minha mãe no interior de Minas. Foram registradas 7 mortes em uma cidade de 14 mil habitantes. Só que dentro dessas mortes há gente acidentada, gente que já estava internada há meses por cirrose hepática, gente que sofreu AVC, gente que morava em outra cidade. Quase todas essas pessoas estavam internadas em hospitais de outra cidade porque a cidade dela não tem estrutura hospitalar. Fizeram o teste no hospital, como deu positivo jogaram como covid, o que não quer dizer que o cartório registrou como tal. Uma família chegou a postar o atestado de óbito da matriarca, que não era covid. Enquanto isso, a cidade tem número de casos baixíssimo

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • T

    Tarcísio Gomes de Paula Pessôa

    ± 16 dias

    Perfeita análise. A desonestidade dos Governadores para com os números da pandemia é questão eleitoreira e ideológica, tendo por único objetivo fazer desacreditar o Governo Federal.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • N

    NATHALIA DE OLIVEIRA BARBOSA

    ± 16 dias

    Aqui em Goiania, aconteceu com um senhor que caiu e bateu a cabeça, foi internado e atestaram covid-19. A família não pode fazer velório e nem trocar a roupa do ente falecido. Dois dias depois da morte e enterro desumano saiu o resultado: Negativo para Covid. Porém ele já havia virado "estatistica" para o Governo. Quantos não foram assim??? Corrupção matando diariamente...até falsificando mortes. Médicos que atestam laudos assim fraudulentos precisam ir para a cadeia.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Freitas

    ± 16 dias

    REDE DO ÓDIO >>> "Outro assessor que mantinha pelo menos oito páginas inautênticas era Leonardo Rodrigues de Barros, que trabalhava para a deputada estadual Alana Passos (PSL), aliada da família Bolsonaro. O presidente chegou a gravar um vídeo para uma dessas páginas: “Leonardo, parabéns pela página Bolsonéas. Está fazendo um trabalho excepcional, ficou muito feliz. Estamos juntos, tá ok?.” Na página Bolsonéas havia mais fake news sobre a pandemia, culpando governadores e dizendo que a cloroquina cura a Covid-19. Sergio Moro era chamado de “fofoqueiro”.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • W

    Wander Leite

    ± 16 dias

    Se o pico já passou, Cristina, faltou a sua matéria quando estava nele, enquanto o Presidente falavam em caixões vazios e números inflados no Brasil...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • C

      CRISTINA GRAEML

      ± 16 dias

      Wander, em maio esse portal ainda não tinha sido divulgado. E mesmo que tivesse, esse é o tipo de análise que precisa ser feita com um certo distanciamento no tempo. Sobre os números inflados, muito já se foi falado Até pq o próprio Ministério da Saúde vem alertando há meses sobre isso, que os municípios e estados informam mortes relativas a vários dias, semanas, até meses num único dia.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    LUIZ SÉRGIO COUTINHO DO AMARAL

    ± 16 dias

    Em consulta a uma médica do meu plano de saúde, essa semana, ela relatou indignada q ao chegar no Hospital ESTADUAL onde tbm trabalha , foi surpreendida pela ausência de 3 de seus pacientes, q ela estava tratando de infecção pulmonar - própria do inverno carioca - Eles haviam sido transferidos para hospital de campanha de COVID, na sua ausência, sem sua autorização,... e o pior ... SEM apresentarem sintomas de COVID... Como acreditar em números do governo ???

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • C

      CRISTINA GRAEML

      ± 16 dias

      São muitas as denúncias desse tipo. Mas é bom separar as coisas. Há estados e municípios que informam corretamente e outros sob suspeita. Por isso, pessoalmente, prefiro olhar as estatísticas de óbito nos cartórios. E, ainda assim, acredito que possa haver erros, pq se o médico atestar que a causa da morte foi Covid é isso que vai constar no atestado de óbito.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • T

    TIAGO DANTAS

    ± 16 dias

    Faz sentido

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Freitas

    ± 16 dias

    'O inimigo é o coronavírus, não há tempo para brigas políticas', diz cientista-chefe da Casa Branca" - https://www.bbc.com/portuguese/internacional-53607977

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Manfred Schmid

    ± 16 dias

    Aleluia Finalmente uma Jornalista (assim com J maiúsculo) escreveu o óbvio sobre as estatísticas de mortes de Covid. Parabéns Cristina!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Rejane

    ± 17 dias

    Concordo com a jornalista. Confio mais nas estatísticas dos cartórios.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Destemido

    ± 17 dias

    A farsa já acabou a muito tempo. Só não vê quem não quer.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Marco Polo

    ± 17 dias

    Cristina Graeml sempre preocupada com os fatos verdadeiros e as informações pertinentes. Desde abril pessoas de bom senso e responsáveis com a vida de terceiros se baseiam nas experiências de médicos e instituições que efetivamente tratam de pessoas e dados corretos, onde a fonte mais verdadeira é essa por ela utilizada. Nosso problema é a ignorância assumida de alienados que se juntaram à maldade de políticos, empresários e até de elementos do estrangeiro para incitar pânico e assim poderem agir com foco em seus intuitos espúrios. Apenas discordo por não se tratar de uma questão de opinião, mas da capacidade de analisar os dados corretamente e do quanto a pessoa é integra.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Freitas

    ± 17 dias

    E O QUE ACONTECE MUNDO AFORA? "A Austrália reforçou as medidas de restrição contra a pandemia do novo coronavírus no estado de Victoria, o segundo mais populoso do país. Em Melbourne, capital do estado, foi imposto lockdown e toque de recolher. Os moradores da cidade poderão sair por no máximo uma hora por dia para praticar atividades físicas ou fazer compras essenciais."

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    José Maria de Lima jmariadelima

    ± 17 dias

    Parabéns pelo seu texto acredito em você e nos cartórios também

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    JoJr

    ± 17 dias

    BRILHANTE MATÉRIA!!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Fabio Vilches

    ± 17 dias

    Informação precisa ! Parabéns

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Regina

    ± 17 dias

    Prefiro os dados cartoriais, por razões óbvias! Obrigada por compartilhar as informações, Cristina! Parabéns

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    ABPontes

    ± 18 dias

    Cristina, peço desculpas. Por problema de diagramação, eu lendo no celular dei com um anúncio e um intervalo grande, e não cheguei exatamente no ponto em que vc começou a falar do total. Perfeito seu artigo. Desculpas, de novo.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • C

      CRISTINA GRAEML

      ± 17 dias

      Mas viu que intrigante a diferença? 6,5 mil mortos. Outros leitores me alertaram para um fato importante: os dados que analisei no portal dos cartórios ainda podem ser alterados, pq os cartórios têm 15 dias p enviar as informações sobre os registros de óbitos p a central que atualiza o site. Se bem que o pico da panemia p os cartórios não deve mudar. Nem o número de mortos/dia,, pq ao contrário do Min da Saúde, os cartórios sempre informam as mortes nos dias que ocorreram mesmo. Então podemos ter certeza de que em nenhum dia da pandemia morreram mais de 997 pessoas.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • W

    WILSON

    ± 18 dias

    Cristina ,o grande problema nesta análise é que os cartórios têm praticamente até 15 dias para mandarem seus dados para o seu portal da transparência .Está lá no site ,em letras miúdas ...TRANSCRITO ABAIXO : "Prazos A atualização do Portal da Transparência pelos registros de óbitos lavrados pelos Cartórios de Registro Civil obedece a prazos legais. A família tem até 24h após o falecimento para registrar o óbito em Cartório que, por sua vez, tem até cinco dias para efetuar o registro de óbito, e depois até oito dias para enviar o ato feito à Central Nacional de Informações do Registro Civil (CRC Nacional), que atualiza esta plataforma." OU SEJA ,É QUASE IMPOSSIVEL , ,COMPARAR OS DADOS

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    3 Respostas
    • W

      WILSON

      ± 17 dias

      CRISTINA GRAEML: Oi Cristina ,ótima a tua observação de que não houve dias com mais de 1000 mortos ,nos cartórios ,até 15 dias atras . Eu não tinha aos detalhes diários ,em prazo mais longo ... Mas certamente deve estar havendo jogo sujo por parte de estados e municípios porque é muito dinheiro envolvido. São BILHÕES DE DÓLARES ! Em dólares a gente sente melhor o tamanho da encrenca !

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • C

      CRISTINA GRAEML

      ± 17 dias

      Sim, Wilson. Outros leitores fizeram esta mesma observação e já esclareci que vou acompanhar os dados e atualizar o artigo no dia 13/08 - exatos 15 dias após a data de 29/07 que usei a título de exemplo. De qq forma é muito difícil que, de repente, a curva volte p o pico de maio. E, de qualquer forma, até 15 dias atrás não houve um único dia que os cartórios registraram mais de 997 mortos por Covid-19. Então... Continuo achando muito estranha a contagem dos municípios e estados, que são a base p a planilha do Ministério da Saúde.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • L

      LEANDRO MULLER

      ± 18 dias

      I’m Nesta plataforma os dados devem ser comparados sempre em intervalos de datas até 15 dias anteriores a atual. E mesmo desta forma as deduções da Cristina são válidas. Diferenças um pouco menores, mas ainda assim consistentes.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Freitas

    ± 18 dias

    MAIS UM ALERTA > "Surto de Covid em acampamento prova que crianças são vulneráveis ao contágio pelo coronavírus, diz estudo Adolescente que trabalhava no acampamento teve febre no 6º dia e testou positivo. Dos 597 participantes, 344 fizeram testes e 260 descobriram estar contaminados. Por G1"

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    5 Respostas
    • D

      Destemido

      ± 17 dias

      G1???

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • F

      Freitas

      ± 18 dias

      LEANDRO MULLER: "Esta pesquisa aumenta o conjunto de evidências que demonstram que crianças de todas as idades são suscetíveis à infecção por SARS-CoV-2 e, ao contrário dos relatos iniciais, desempenham um papel importante na transmissão", informou uma nota publicada no site do CDC."

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • F

      Freitas

      ± 18 dias

      LEANDRO MULLER: Mas, as crianças transmitem ou não? Esta é a questão...Transmitem.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • M

      MAURICIO

      ± 18 dias

      Mas as crianças moram com quem?

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • L

      LEANDRO MULLER

      ± 18 dias

      A contaminação existe sim. Mas a taxa de óbitos na faixa de 0 a 19 anos é praticamente zero. Segundo a secretaria da saúde do Paraná, até ontem apenas 5 óbitos em 4 meses de pandemia nesta faixa de idade, no Paraná inteiro.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Freitas

    ± 18 dias

    "Paraná e Santa Catarina seriam os últimos a atravessar o pico, no fim de agosto." https://infograficos.gazetadopovo.com.br/saude/pico-do-coronavirus-no-brasil-por-estados/

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • C

      CRISTINA GRAEML

      ± 17 dias

      No portal da transferência Covid-19 dos cartórios é possível escolher o estado e ver a curva de contágio de cada um. Veja e compare com os dados do Ministério da Saúde. É um exercício importante p quem quer ter mais elementos para formar opinião.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Paulo Sergio Rosso

    ± 18 dias

    No meu país dos sonhos, essa jornalista apresentaria o Jornal Nacional. Pena que são tão raros jornalistas com ela.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    FDaniehl

    ± 18 dias

    Parabéns Cristina. Matéria lúcida e super esclarecedora.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • O

    orazio martini

    ± 18 dias

     Um jornalismo limpo, informativo e convincente, sem as amarras dos “EDITORES”, pagos para manter o “status quo” no país que precisa desesperadamente de mudar!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    JJP

    ± 18 dias

    tomara que a competente jornalista esteja correta. A depender de nossas "autoridades", secretária de saúde (ridícula, criminosa), grecanalha e ratazana, estamos fritos. grecanalha só pensa em se reeleger. parece barata tonta, abre, fecha, abre, fecha, quer agradar todos mundo e só atrapalha. asfaltou metade da cidade em ano eleitoral. DEU 200 milhões para as empresas de ônibus (aquela que almoça com ele no Graciosa Coutry club), DEU DINHEIRO PÚBLICO para depois receber em doação, caixa 2.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Mário Kume

    ± 18 dias

    Complementando o que já opinei aqui, a pandemia já está passando porem nos deixa uma profunda tristeza em saber que pouquíssimos políticos tiveram o bom senso, humanismo e antes de tudo a coragem de se cercarem de pessoas com experiencias de bons resultados por todos os cantos do país e exterior e aplicarem em março a testagem obrigatória em massa. Assim nós teríamos mais uma arma para direcionar a conduta de tratamento correta desta pandemia. Agora fica o gosto amargo de que quem usou as medicações e se salvaram são como sortudos que pularam de um avião com um guardachuva mas chegaram ilesos no chão...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    MAURICIO

    ± 18 dias

    O pico já passou! É só verificarmos os números de casos e mortes no Paraná e Curitiba. Mas fiquem tranquilos que em Manaus já está tranquilo. É só chupar a balinha de vermífugo e cloroquina que está tudo certo.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • O

      orazio martini

      ± 18 dias

       Acho que o comentarista não leu ou não entendeu artigo anterior dessa colunista. Sugiro, caso ache interessante, que leia ou releia diversas vezes até entender, se desejar ser bem informado: https://www.gazetadopovo.com.br/vozes/cristina-graeml/entenda-os-niveis-de-evidencia-cientifica-nas-pesquisas-medicas/

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • V

    Vinicius

    ± 18 dias

    A estatística dos cartórios são mais confiáveis. Acompanharei. Cristina, retome o assunto no futuro, também estratificando os dados do Paraná.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • C

      CRISTINA GRAEML

      ± 18 dias

      Oi, Vinícius. Não estratifiquei por estado em respeito aos leitores de fora do Paraná que, hoje são, inclusive, maioria. Mas lá no portal da transparência dos cartórios vc mesmo pode verificar a curva e os números do Paraná e de qualquer outro estado. É bem fácil. Busque por mortes cartórios. O portal da transparência é o primeiro link que aparece. Entrando no site, escolha o estado do Paraná.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    ABPontes

    ± 18 dias

    Sempre excelentes seus artigos. Mas no de hoje, seria de grande valor se vc tivesse apresentado também o acumulado das duas fontes. Supostamente, terminada a pandemia, os números deverão se encontrar; mas hoje, qual seria essa diferença?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • C

      CRISTINA GRAEML

      ± 18 dias

      Qual acumulado, A pontes? Eu dei o total de mortes. Mais de 90 mil notificadas ao Ministério da Saúde e 83,6 mil registradas em cartório de 16/03 a 29/07. Até comentei que 6,5 mil corpos não são fáceis de esconder.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Paulo Henrique

    ± 18 dias

    Em tempo. Informação valiosa que não consta do título da matéria, mas que veio de "brinde" no "kit anti-empulhação" é a que se refere à "misteriosa" redução do número de mortos por outras doenças, sobretudo quando se sabe da deficiência no cuidado dessas demais doenças durante este período de pandemia. Ora, é de todo óbvio que estão "contando" gato por lebre.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Paulo Henrique

    ± 18 dias

    BASTA DESTA EMPULHAÇÃO! Em mais um excelente artigo CRISTINA GRAEML põe a nu, desta feita, a safadeza da inflação dos números de mortos por COVID19. Uma safadeza que conta com muitos safados, seja no campo da política, seja no da imprensa mainstream, e que tem servido aos interesses e propósitos mais escusos.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    EDUARDO SABEDOTTI BREDA

    ± 18 dias

    Como é bom ler algo lúcido, baseado em fatos. Parabéns.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    Roberto Garcia

    ± 18 dias

    Realmente isso nos leva a acreditar que tem muita coisa errada aí. Assunto bom para um jornalista investigativo destrinchar essa questão.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • S

    Sirino cwb

    ± 18 dias

    Parabéns Cristina. Importante análise que nos deixa em alerta e levanta importante questão sobre o interesse em se manter os índices nas alturas

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    MARIZA DIOGO COUTINHO

    ± 19 dias

    Parabens Cristina. Vc faz minha assinatura deste jornal valer a pena. Sempre brilhantes artigos.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    ALVARO JOSE JUNQUEIRA NUNES

    ± 19 dias

    É revoltante ver essa manipulação com a vida humana. Muitas causas de morte, como voce diz, não foram por covid, mas por outros problemas, e o doente acabou contraindo covid e foi apontado como causa da morte. Veja o exemplo de Curitiba, onde o protocolo manda que se a pessoa chegar ao hospital com crise respiratória ( pneumonia, asma, causam crises respiratórias)o paciente é imediatamente encaminhado para a ala de covid, ficando lá até fazer o teste. Neste tempo, acaba contraindo covid

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Frederico Guilherme

    ± 19 dias

    Esse comentário foi removido por não estar de acordo com os Termos de Uso.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Denis

    ± 19 dias

    Uma boa conta é ver o número total de mortos (causas diversas) ano passado, o número total de mortos (causa diversas) este ano e fazer a subtração. Essa também seria um informação interessante, ou seja, seria um indicativo do quanto a epidemia está matando a mais que o número de mortos esperados para o período (se não houvesse a pandemia)

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • D

      Denis

      ± 19 dias

      Ou seja, o quanto a pandemia realmente acrescentou no número de óbitos

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Alexandre

    ± 19 dias

    A atualização dos dados dos cartórios leva até 15 dias, como alerta o próprio portal da transparência. A análise da colunista é válida para até meados de julho, portanto. Daí em diante, a queda reflete apenas esses oito dias que as famílias têm para registrar o óbito, acrescidos dos cinco dias que os cartórios têm para repassar a informação ao Portal da Transparência.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    4 Respostas
    • A

      Alexandre

      ± 16 dias

      CRISTINA GRAEML: Aprecio muito a sua disposição e cuidado em verificar, retificar e atualizar o artigo. Creio que a sua conclusão de que deixamos o pico para trás se sustentará. E espero que seja mesmo "o" pico, não apenas "um" pico, com a graça de Deus.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • M

      Marcelo

      ± 18 dias

      a média móvel ajuda a corrigir este atraso.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • C

      CRISTINA GRAEML

      ± 18 dias

      CRISTINA GRAEML: Então me comprometo a atualizar o artigo no dia 13/08 para que os leitores saibam se, por acaso, a curva deu um repique no fim de julho e voltou ao pico. Por ora mantenho minha interpretação de que o pico já passou. Foi em maio :)

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • C

      CRISTINA GRAEML

      ± 18 dias

      Vc tem razão, Alexandre. Vou acrescentar ao texto essa informação, porque realmente esqueci e é bem importante. O número de 304 mortos do dia 29/07 pode realmente aumentar quando o portal receber as atualizações de todos os cartórios do Brasil nos prazos legais. Como as famílias tem até 24h para comunicar o óbito, para quem perdeu um parente na quarta, dia 29/07, o prazo venceu ontem. Os cartórios têm até cinco dias para efetuar o registro de óbito, e depois até oito dias para repassar o ato à Central Nacional de Informações do Registro Civil que atualiza o portal da transparência.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Paulo Eduardo Possobon

    ± 19 dias

    Primeiro parabéns para a matéria. Algo estranho acontece mesmo. Eu gostaria de modelar estes dados com inteligência artificial para comparar os números de maneira bem simples, mas não consigo baixar o CSV no portal da transparência. Alguém, mesmo da Gazeta, consegue me enviar?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • C

      CRISTINA GRAEML

      ± 18 dias

      Oi, Paulo. Me explique melhor o que vc precisa para eu ver se há alguém no jornal que possa te ajudar.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Mário Sérgio Lepre

    ± 19 dias

    Corretíssimo!!! Sua análise coincide com a minha. Atente apenas para o fato de que para os dados dos últimos dias há um delay de pelo menos 8 dias que é o tempo necessário para o parente registrar o óbito somado ao tempo que o cartório tem para enviar os dados para o portal. Portanto os dados das últimas semanas deverão ser alterados, mas, óbvio, nunca mais acima de 800 pessoas! No mais, muitos dos registros de pneumonia passaram para covid em 2020. Sem explicação!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • C

      CRISTINA GRAEML

      ± 18 dias

      Sim, Mario. Realmente esqueci de fazer esse adendo no texto. As famílias têm até 24h para informar o óbito ao cartório e este, por sua vez, mais 5 dias para efetuar o registrar e oito para informar à central, que atualiza o portal da transparência. Repito, então, o que disse p outro leitor que fez esta mesma observação: como citei o número de óbitos registrados no dia 29/07, voltarei aqui dia 13/08 para atualizar a informação. Não acredito que a curva vá voltar a ter uma alta e que o pico de maio seja superado agora, mas vou trazer o número preciso dentro de duas semanas. Já anotei na agenda! Obrigada pela observação. Abs.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    jose rodorval ramalho

    ± 19 dias

    Você está coberta de razão!!! Os cartórios não mentem. As Secretárias, municipais e estaduais, são mais problemáticas. Parabéns pela pesquisa e, sobretudo, pela análise.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • O

    Osvaldo Souza

    ± 19 dias

    Venho acompanhando fax tempo esse portal. De fato é muito estranho. Na minha opinião o do cartório é mais confiável do que as secretarias de estado. Mas também a discrepância, a queda brutal de mortes por pneumonia levanta a interrogação se os laudos de mortes estão sendo feitos corretamente. Quero crer que sim, mas é muito curioso que todas as causas mortis caíram e só a de COVID subiu. Acredito que pode estar havendo algum tipo de entendimento estranho.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Denise B

    ± 19 dias

    Podiam abrir essa reportagem para todos!! Excelentes ponderações. É claro que os números do cartório são os corretos. O governo tá uma bagunça.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • C

      CRISTINA GRAEML

      ± 18 dias

      Oi, Denise. O texto do artigo é exclusivo para assinantes (assim como todos os outros da editoria Vozes, área dos artigos de opinião dos colunistas). Como também gravei versão deste artigo em vídeo, já está nas redes sociais e no canal do YouTube da Gazeta. O vídeo pode ser visto por não assinantes que seguem o jornal nas redes sociais.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Edney

    ± 19 dias

    Excelente reportagem que precisa ser bastante compartilhada. Mentiras se combate com verdades bem fundamentadas com essa. Parabéns pela matéria.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Luciano Zakir Jorge

    ± 19 dias

    E as estatísticas de internações hospitalares que apresentam números aterrorizantes de utilização de UTIs ?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • C

      CRISTINA GRAEML

      ± 18 dias

      Essas só os hospitais e secretarias de saúde têm. Mas faço uma observação importante: os leitos de UTI não são só para pacientes de Covid-19. As prefeituras reservaram alas de UTIs, ou UTIs de hospitais específicos para atender à pandemia. Então, quando ouvimos que 50% dos leitos de UTI estão lotados numa cidade que reservou 10 leitos de UTI para Covid, significa que há 5 pessoas em estado grave da doença internadas. Ou seja, quase nada é tão aterrorizante quanto parece num primeiro momento, por isso é preciso conferir mais de uma fonte, comparar e fazer uma análise um pouco mais ponderada dos fatos.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Freitas

    ± 19 dias

    Aqui, no Paraná, atingimos o pico? "Paraná bate recorde de casos de coronavírus pelo segundo dia consecutivo" >>> https://www.gazetadopovo.com.br/parana/breves/casos-confirmados-coronavirus-boletim-sesa-31-07-2020/

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • C

      CRISTINA GRAEML

      ± 18 dias

      Número de casos não é parâmetro para se falar em pico. Cidades, estados e países que testam muito vão ter oficialmente mais casos, o que não quer dizer que quem não testa está livre da doença, entende? Depende da quantidade de testes disponíveis e da capacidade de processamento dos laboratórios (e nunca será real por causa dos assintomáticos). Já o pico de mortes é real. // Sobre o Paraná, infelizmente parece estar no pico exatamente no fim de julho. Por enquanto o dia com mais mortes foi 22/07 (59 óbitos), mas ainda pode ser atualizado, pq o prazo para todos os cartórios informarem os registros é de 15 dias. Mas a curva vem caindo desde o dia 22 (assim como no resto do Brasil)

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    AYRTON F DO AMARAL FILHO

    ± 19 dias

    Parabéns pela reportagem Cristina! Enfim uma jornalista de verdade, que revela os fatos verdadeiros e faz uma análise isenta e inteligente. Parabéns à Gazeta por ter uma profissional deste gabarito. Viva o jornalismo de verdade e da verdade!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    CRAMOS

    ± 19 dias

    Sim estamos num platô de obitos em torno de 1000 mortes dia, mas estamos ainda crescendo em numero de infecções, que podem acelerar o numero de mortes uns 15 a 20 dias depois... . Pico seria se chegassemos ao máximo de mortes e no máximo uma semana depois começassemos a descer, por medidas diferentes (lockout para valer, etc) que muda-se a tendência. . O numero de mortes está menor porque os infectados agora são de idade menor e menos comorbidades... o pessoal do grupo de risco está se expondo menos. . Se continuarmos com a mobilidade atual, uso de máscaras e sem perambular em outros lugares que não dos de agora... a mortalidade vai continuar a mesma... até a vacina.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • C

      CRISTINA GRAEML

      ± 18 dias

      Cramos, de onde você tirou a informação de que o número de infectados agora é de idade menor e que os mais velhos só estão se cuidando agora? Não vi ninguém apresentando estatística nenhuma a esse respeito. O lockdown já se mostrou ineficiente com a pesquisa do governo do estado de Nova York que verificou uma a uma a situação prévia de todos os internados em determinado período. 84% estavam em casa, sem sair, havia semanas. Foram contaminados por pessoas com quem dividem a mesma casa que, por algum motivo, precisaram sair (ou para trabalhar ou para comprar mantimentos). O mesmo tipo de pesquisa foi feita na Inglaterra, com resultado semelhante.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Mário Kume

    ± 19 dias

    Eu parabenizo esta reportagem da Cristina. Corretíssima e exatamente o que nós médicos (alguns) estamos batendo há meses nesta tecla. Perdemos vidas por pânico generalizado e acima de tudo por não terem recomendados as medicações preventivas e o tratamento precoce. Vidas perdidas não voltam mais... Isto sim é genocídio !!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • C

      CRISTINA GRAEML

      ± 18 dias

      Sim, Mário. Infelizmente muita gente morreu, pq a orientação, no início, era para que esperássemos em casa até aparecerem sintomas graves, como febre muito alta ou falta de ar. Hj sabemos que temos que procurar médico já nos primeiros sintomas e que há medicação eficaz no combate à replicação viral, se tomada logo no início. Os médicos que, além da jornada exaustiva, ainda dedicam horas e horas a levar mais informações às pessoas em entrevistas, lives e até em áreas de comentários como esta são herois. Agradeço a todos vcs, em nome da sociedade, de quem sou porta-voz!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    LABr

    ± 19 dias

    Pelo pique da remada, companheira Cristina, você está prestando um tremendo desserviço aos governadores e prefeitos. Puxando o número de mortos e contaminados pra cima e esticando a pandemia pra frente eles passam mais tempo sugando recursos da União, posando de defensores da humanidade e, por fim, gozando das delícias do COVIDÃO. Parabéns e te cuida!!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • M

      Marcelo

      ± 18 dias

      comentário com o simples proposito de atacar a reporter que está fazendo um excelente trabalho. Para os que tem cérebro usar!!!’

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • T

    tamotsu kashino

    ± 19 dias

    Para bens GP ter colocado esta reportagem da Cristina, acredito que deve existir muitos outros jornelistas que fazem este tipo de pesquisa, porem são recusados pelas midias esquerdistas, medicos e governadores contra o Bolsonaro, espero que Cristina continue as pesquisas e levantamentos sobre coronavirus, meus para bens.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • O

    OSIRIS

    ± 19 dias

    Parabéns a nobre jornalista, isto esclarece o terrorismo que tentam impor na sociedade. O Ministério Público deveria entrar com uma representação junto a estados, municípios e união para esclarecimento e adequação dos gastos com a realidade dos cartórios

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Antonio Carlos Hoff

    ± 19 dias

    Esse comentário foi removido por não estar de acordo com os Termos de Uso.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • W

    WALMOR SERGIO NIED

    ± 19 dias

    Parabéns Cristina. Isso sim é um bom trabalho de jornalista.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    LAERCIO SOUSA LONGO

    ± 19 dias

    Como o Ricardo Nogueira comentou, os numeros dos cartórios são alterados todos os dias e certamente as mortes dos ultimos 15 dias subirão se aproximando do divulgado pelo Min da Saúde. Ando acompanhando esses números e o mais incrivel são os registros de óbtos de anos anteriores. De uma semana para outra sobem os obtos de 2015 até 2019. De abril para hj aumentaram os óbtos de 2015 mais de 2.000 registros. Essa pode ser uma pauta interessante: pq isso acontece?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • M

      Marcelo

      ± 18 dias

      inverno chegou!!!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Dissenha

    ± 19 dias

    Acredito nos números dos Cartórios. Criar um sensação de fim de mundo era conveniente para, por exemplo, decretar estado de calamidade e flexibilizar a legislação. O texto me lembrou: 1-uma fala do atual Ministro Pazuello onde lembrava que colocou vários militares na Saúde porque seu orçamento diário representa um estratosférico; 2-Uma fala de um Deputado do PT na Câmara questionando um representante do Governo: "O que são quatro Bilhões de reais para tratar o COVID"? ;3-A informação de que apenas pequena parte do dinheiro destinado ao controle da pandemia foi utilizado. Será que as ações da Polícia Federal inibiram o propósito inicial? Texto Excelente.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    joao carlos

    ± 19 dias

    Concordo.Ninguém pode olvidar que há o interesse de prefeitos/governadores para receberem ajuda financeira extra quando há ocorrência de desastres naturais,pandemias,etc.. Daí o possível,diria até provável,interesse político em aumentar os dados de sinistralidade desses eventos.Parabéns à Jornalista.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    João Teixeira Pires

    ± 19 dias

    Parabéns Cristina! Você traz mais uma visão sobre o tema, na busca pela verdade. Esse é o papel esperado do verdadeiro jornalismo. Não se trata de negação, mas sim, de investigação, para entendermos melhor essa pandemia. Acredito mais em dados de cartórios, com a ressalva já feita da defasagem existente nas informações.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    MAURICIO

    ± 19 dias

    Acho difícil estar reduzindo pois não faz sentido. Em vários países está relacionado ao isolamento efetivo mas no Brasil não estamos tendo isolamento e não têm motivo para as contaminações diminuírem se nem 10% da população teve contato com o vírus. Até acredito em queda da mortalidade pelo aumento da experiência dos serviços médicos em como lidar com a situação.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • M

      Marcelo

      ± 18 dias

      Filtrar o Rio de Janeiro: este é o grafico esperado para admitir que o surto cedeu. Hoje Curitiba está em pico. Pode revirar os números. Devemos fazer tratamento precoce URGENTE - São Paulo que está na mesma situação já admite a pratica.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Eduardo duque

    ± 19 dias

    Melhor materia que encontrei ate agora sobre o assunto. Parabéns .

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Carlos de Albuquerque Regina

    ± 19 dias

    Excelente artigo. Análise bem feita que ao mesmo tempo levanta suspeitas sobre os números desta terrível peste e confirma a falta de caráter e honestidade dos interessados no terror que se instalou. Torço para que constatações como esta ganhem força e movimentem a sociedade no sentido de colocar os responsáveis onde merecem.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Freitas

    ± 19 dias

    "No primeiro semestre deste ano, foram registrados 667.258 óbitos nos cartórios brasileiros, compreendendo todos os tipos de causas naturais e externas. Em comparação, no primeiro semestre de 2019 ocorreram 608.265 óbitos. Ou seja, nos primeiros seis meses de 2020 houve um aumento de 9,7% no total de mortes em comparação com o mesmo período do ano passado. "

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    3 Respostas
    • F

      Freitas

      ± 19 dias

      CRISTINA GRAEML: "Pandemia derruba o número de mortes no trânsito ao menor nível da série histórica no RS."

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • F

      Freitas

      ± 19 dias

      CRISTINA GRAEML: E as mortes por acidentes de trânsito que CAÍRAM DRASTICAMENTE no período em que houve mais restrições na circulação? É uma variável que deve ser considerada nos cálculos. Mesmo assim, 9% de aumento no geral é de arrepiar..

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • C

      CRISTINA GRAEML

      ± 19 dias

      59 mil mortes a mais, com um novo vírus em circulação causando uma doença que não se conhecia e para a qual ainda não existe vacina. Faz sentido o aumento de 9%. Mas veja que pelos números dos cartórios os mortos por Covid nunca chegaram a 1000 por dia e o pico da pandemia já passou. Foi essa notícia que quis trazer no artigo de hj.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Ermelindo Rezende

    ± 19 dias

    Parabéns, Cristina. Eu também acredito nos registros oficiais dos Cartórios. Fato!!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Alex

    ± 19 dias

    Parabéns Cristina.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Eriberto Gregorio Vidal

    ± 19 dias

    Gostei e respeito o texto apresentado pela Sra. Cristina Graeml. Contudo não concordo com algumas conclusões. 1- É claro que há uma defasagem de tempo entre o óbito, o registro em cartório e a sua inclusão no Portal da Transparência, resultando uma diferença de pelo menos 7 mil óbitos. 2- A conclusão de termos tido um pico em maio é facilmente contradita pelo gráfico. O que eu vejo é um grande platô iniciado no início de maio e mantido com alguma variação até agora, mais de 70 dias depois.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • C

      CRISTINA GRAEML

      ± 19 dias

      Acesse o portal da transparência dos cartórios e verifique vc mesmo, dia após dia, clicando p saber o número de mortes diárias. Vc vai ver que do dia 25/05 em diante só cai. Há o tal platõ sim. Citei no texto. Três semanas com cerca de 900 mortes/dia, dps mais três com 800 mortes dias e, de 22/07 em diante queda acentuada. Quanto aos atrasos, quem não tira atestado de óbito em cartório mantém o corpo no IML.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Freitas

    ± 19 dias

    VAI E VOLTA > “Tóquio recorde de 463 casos >>> A cidade de Tóquio registrou nesta sexta-feira um novo recorde de casos diários do novo coronavírus, com 463 infecções, ultrapassando pela primeira vez a marca de 400 desde o início da pandemia no Japão, em janeiro, e anunciou a criação de seu próprio Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC). A propagação do vírus na capital japonesa está em seu pior nível e a capacidade de resposta do sistema de saúde está piorando, alertou hoje a governadora Yuriko Koike, durante entrevista coletiva.”

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?