i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

De Brasília

Foto de perfil de De Brasília
Ver perfil

Indicado por Temer ao Dnit é réu por improbidade administrativa

  • PorCatarina Scortecci
  • 18/07/2018 17:12
José da Silva Tiago (à direita), durante sabatina realizada em 11 de julho de 2018 na Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado, presidida pelo senador do MDB do Amazonas Eduardo Braga (à esquerda). Foto: Pedro França/Agência Senado
José da Silva Tiago (à direita), durante sabatina realizada em 11 de julho de 2018 na Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado, presidida pelo senador do MDB do Amazonas Eduardo Braga (à esquerda). Foto: Pedro França/Agência Senado| Foto:

Indicado pelo presidente Temer para o cargo de diretor-geral do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), José da Silva Tiago é réu em uma ação civil pública por improbidade administrativa movida pelo Ministério Público Federal (MPF) de Mato Grosso. José da Silva Tiago já foi sabatinado pelo Senado, mas ainda aguarda a aprovação do seu nome no plenário da Casa, o que deve ocorrer logo após o fim do recesso, em agosto.

A indicação do presidente Temer, sob a chancela do Partido da República (PR), foi publicada em Diário Oficial no dia 13 de junho último. Quase um mês depois o nome dele foi referendado pelos parlamentares que integram a Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) do Senado, após uma sabatina. Na ocasião, José da Silva Tiago foi questionado principalmente sobre a dificuldade na execução de determinadas obras em estradas. E, embora ele próprio tenha informado ao Senado que respondia a uma ação civil pública, o fato não motivou perguntas dos políticos.

José da Silva Tiago está há quase dez anos como superintendente do Dnit no Paraná, mas o processo em trâmite na Justiça Federal de Cuiabá se refere ao período de chefe do 11º Distrito Rodoviário Federal (Mato Grosso), vinculado ao Dner (o Departamento Nacional de Estradas de Rodagem, extinto em 2001 e substituído pelo Dnit). O caso trata de suposto pagamento indevido para desapropriação de área destinada à construção de rodovia, na década de 90, e foi levado à Justiça Federal pelo MPF no ano de 2006. Passados mais de dez anos, ainda não houve sentença.

Em entrevista à Gazeta do Povo nesta quarta-feira (18), José da Silva Tiago explicou que nem foi o ordenador daquela despesa, mas que acabou figurando na lista de réus porque assinou a escritura, representando o diretor-geral do Dner. Também disse que já foi inocentado em um PAD (Processo Administrativo Disciplinar) que tratava do mesmo assunto e que acredita na absolvição quando o processo na Justiça Federal for concluído. A Gazeta do Povo não conseguiu obter a peça acusatória junto ao MPF de Mato Grosso.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.