i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Fernando Jasper

Foto de perfil de Fernando Jasper
Ver perfil

Quem são os servidores públicos que – além de manter emprego e salário – ganharam um brinde na crise

  • 25/05/2020 12:32
Quem são os servidores públicos que – além de manter emprego e salário – ganharam um brinde na crise
| Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Decisões da Justiça criaram uma categoria especialíssima de brasileiros em meio à pandemia do novo coronavírus. São os servidores públicos que, além de manter emprego e salário, como os demais, ainda ganharam uma espécie de brinde na crise – mais precisamente, uma redução na contribuição à Previdência. Assim, ao contrário de boa parte da população, que perdeu renda, esse grupo seleto terá um aumento no poder de compra em plena peste.

Não estamos falando de todos os servidores, e sim daqueles que, graças a liminares concedidas a algumas poucas categorias, não precisarão pagar as novas alíquotas progressivas. O texto a seguir apresenta a situação de parte dos funcionários públicos federais, mas também houve decisões provisórias suspendendo as novas regras de contribuição para servidores de alguns estados.

Para quem ganha pouco, as novas contribuições são até menores que as vigentes antes da reforma da Previdência. Mas, para os profissionais mais bem-remunerados, a cobrança aumentou com as novas regras. E muitos juízes veem nisso um confisco.

Foi o que entendeu, por exemplo, o juiz Carlos Guilherme Francovich Lugones, da 22ª Vara Federal do Rio de Janeiro, que em abril decidiu que os filiados à Associação dos Procuradores Federais no Estado do Rio de Janeiro (Apaferj) podem manter a antiga contribuição.

Também em abril, o juiz Anderson Santos da Silva, da 2ª Vara Federal do Distrito Federal, suspendeu a cobrança das novas alíquotas para os oficiais de Justiça do DF.

Há decisão judicial que favorece os próprios magistrados. Semanas atrás, o juiz Renato Coelho Borelli, da 9ª Vara Federal Cível da Justiça Federal de Brasília, impediu que as novas alíquotas sejam cobradas dos associados da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe).

Na segunda-feira passada (18), o mesmo juiz atendeu a pedido semelhante da Associação dos Docentes da Universidade de Brasília (ADUnB). Nesse caso, a liminar foi mais específica: a nova contribuição previdenciária ficará suspensa enquanto durar o estado de calamidade pública, isto é, até 31 de dezembro. Com isso, os professores da UnB voltam a pagar as alíquotas antigas.

O argumento da defesa dos docentes, acatado pelo magistrado, foi de que a pandemia de Covid-19 agravou o suposto "caráter confiscatório" da medida, muito embora a renda dos servidores públicos não tenha caído em decorrência do vírus. Bem diferente do que ocorre no setor privado.

Pouco mais de 8 milhões de brasileiros tiveram salários cortados entre 25% e 70% dentro do programa emergencial criado pelo governo para preservar vagas com carteira assinada. O governo paga um auxílio a essas pessoas, mas na maior parte dos casos há perda de renda mesmo com o benefício. Outros tantos já perderam a ocupação: 504 mil trabalhadores pediram seguro-desemprego apenas na primeira quinzena de maio. Desde o início do ano, foram mais de 2,8 milhões.

Quem ganha e quem perde com a suspensão das alíquotas progressivas

Com a suspensão das alíquotas progressivas de parte dos servidores públicos, o governo arrecada menos e o rombo do regime previdenciário do funcionalismo cresce. Quem cobre esse buraco é o Tesouro, com dinheiro arrecadado de todos os contribuintes. Quer dizer: gente que perdeu o emprego contribuirá com o aumento do poder de compra de profissionais com estabilidade e mais bem-remunerados.

Chama atenção que servidores que ganham menos são prejudicados pela suspensão das alíquotas progressivas, que eram favoráveis a eles. Um exemplo: quem ganha R$ 4 mil e foi afetado por uma dessas liminares passará a entregar ao governo cerca de R$ 16 a mais por mês, na soma de contribuição previdenciária e Imposto de Renda.

Mas boa parte das categorias abrangidas pelas decisões judiciais provisórias vai mesmo é ganhar com a suspensão das regras, pois estava contribuindo mais desde 1º de março, quando entrou em vigor esse ponto da reforma da Previdência. Em outras palavras, as liminares favorecem quem ganha mais e, com isso, aumentam a concentração de renda.

Um servidor com salário bruto de R$ 10 mil, por exemplo, vai economizar pouco mais de R$ 129 por mês. Quem ganha o teto do funcionalismo (R$ 39.293,32) terá um ganho de mais de R$ 1,6 mil – quase o triplo do auxílio emergencial do governo a pessoas de baixa renda (R$ 600), e pouco menos que o valor máximo do benefício pago a empregados com carteira que tiveram salário reduzido (R$ 1.813,03) – confira mais abaixo os cálculos detalhados, baseados nesta calculadora da contribuição previdenciária e nesta tabela de cálculo do Imposto de Renda.

Um ponto que se repete em liminares concedidas por diferentes magistrados é a alegação de que, somadas, as novas alíquotas de contribuição à Previdência e o Imposto de Renda "ultrapassam" 40% da renda mensal de alguns servidores, não raro acompanhada do argumento de que "não se pode considerar razoável uma tributação que alcança quase a metade dos vencimentos ou proventos dos servidores e pensionistas".

Não é o que se verifica na prática, no entanto. Depois da reforma da Previdência, um servidor que ganhe o teto do funcionalismo passou a recolher cerca de R$ 14,7 mil em Previdência e IR, o equivalente a 37% do salário. Antes, eram 33%. Quem diz que passa quase metade do salário para o governo está fazendo a conta errada, somando as maiores alíquotas da Previdência (22%) e do IR (27,5%), sem atentar para o fato de que esses porcentuais são descontados apenas sobre as parcelas mais altas da remuneração (e não sobre toda ela), e também ignorando que o IR não incide sobre o salário bruto, e sim sobre o valor que sobra após a contribuição previdenciária.

STF ainda não julgou em definitivo as novas alíquotas

Embora se multipliquem em instâncias inferiores, as decisões judiciais que suspenderam a cobrança das novas alíquotas da Previdência podem ter vida curta nos tribunais superiores.

No dia 14 de maio, o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou pedido de liminar em cinco Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs) que questionam as novas alíquotas. Elas foram movidas por associações que representam auditores fiscais, defensores públicos e magistrados.

O ministro afirmou não ter verificado, em princípio, inconstitucionalidade nas novas regras, e disse que elas devem ser consideradas válidas até que o Supremo avalie definitivamente a questão.

O objetivo é justamente evitar ações discrepantes em outras instâncias do Judiciário. A decisão de Barroso, no entanto, não impediu que a Justiça Federal de Brasília concedesse a liminar aos professores da UnB quatro dias depois.

O que acontece quando há suspensão das alíquotas progressivas

Antes da reforma da Previdência, os servidores públicos contribuíam com 11% do total da remuneração (para contratados até 3 de fevereiro de 2013, pertencentes ao regime antigo de Previdência do funcionalismo) ou 11% até o teto do INSS (para quem ingressou no regime novo, de 4 de fevereiro de 2013 em diante).

As novas contribuições, em vigor desde 1º de março, têm alíquotas progressivas. Assim como ocorre no Imposto de Renda, é feito um desconto sobre cada parcela do salário. Quanto mais bem remunerado o trabalhador, maiores os descontos que incidem sobre as parcelas mais altas de sua remuneração.

Feitas as contas, a contribuição efetiva – o desconto total sobre o salário – passou a variar de 7,5%, para os que ganham um salário mínimo, a 16,78%, para os que ganham R$ 40,747,21. Para quem tem salário ainda maior, o desconto efetivo também sobe. Vale destacar, no entanto, que nenhum servidor deveria receber mais que R$ 39.293,32, que é o salário dos ministros do STF e, portanto, o teto do funcionalismo.

Os exemplos a seguir ilustram o que ocorre quando há a suspensão das alíquotas progressivas:

Servidor do regime novo ou antigo com salário bruto de R$ 4 mil:

  • Esse servidor pagava, desde 1º de março, contribuição previdenciária de R$ 418,95, equivalente a 10,47% do salário.
  • Feito esse desconto, era calculado o Imposto de Renda sobre o salário líquido – o Leão ficava com R$ 169,61. Somando Previdência e IR, o desconto sofrido por esse servidor era de R$ 588,56.
  • Com a suspensão das alíquotas progressivas, esse servidor volta a pagar 11% à Previdência. Assim, sua contribuição previdenciária aumenta para R$ 440, ao passo que a fatia do Imposto de Renda diminui para R$ 164,87, pois, com um desconto previdenciário maior, o salário líquido baixou.
  • Na soma de Previdência e IR, ele pagará R$ 604,87 – isto é, R$ 16,31 a mais. Isto é, esse servidor será prejudicado pela suspensão das alíquotas progressivas.

Servidor do regime antigo com salário bruto de R$ 10 mil

  • Esse servidor passou a pagar, a partir de 1º de março, R$ 1.278,45 à Previdência (12,78% do salário bruto) e mais R$ 1.529,07 em Imposto de Renda. Os dois descontos somavam R$ 2.807,52.
  • Se foi beneficiado pela suspensão das alíquotas progressivas, o servidor passa a recolher R$ 1.100 para a Previdência e R$ 1.578,14 para o Imposto de Renda. Um desconto total de R$ 2.678,14. Com isso, ele vai economizar R$ 129,38 por mês.

Servidor do regime antigo com salário bruto de R$ 39.293,32 (teto do funcionalismo):

  • O servidor que ganha o teto do funcionalismo (R$ 39.293,32) passou a recolher, com a reforma da Previdência, um total de R$ 14.694,35 na soma de contribuição previdenciária e Imposto de Renda.
  • Com a suspensão das novas alíquotas, esse desconto baixou para R$ 13.069,95. Uma economia de R$ 1.624,40 por mês.
30 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 30 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • R

    RUY PIGATTO

    ± 21 horas

    Questionar que os diferentes tratamentos dados ao setor público, quando comparados aos dados ao setor privado, sejam quais forem, não é no mínimo maus caratismo. Senão vejamos; quantos desempregados no setor privado deixo o tsunami Dilma ? 14.000.000 !!! Quantos no setor público ? ZERO !!! Quantos no setor privados perderam (e perderão) seus empregos com o Convid-19 ? Novamente, MILHÕES.!!! No setor público, novamente ZERO!!! Discutir oque ?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Cacique Lamabré

    ± 1 dias

    Jaspion, trabalha bem com os números, mas , como é típico de taturfos, exime-se covardemente de nominar os privilegiados. Quem são? Sua manchete maldosa e tendenciosa, insinua que todos os servidores (inclusive os do SUS, vitais para nós) estariam nesta farra. Seja mais honesto. Tecnicamente você conclui bem o artigo. Mas há uma diferença entre capacidade técnica e caráter. Não seja canalha de nivelar tudo pela sua visão oblíqua e reducionista;

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • G

    Gilberto Hey

    ± 1 dias

    Basta entrar no Portal da Transparência dos Tribunais e verificar as regalias imorais que esses verdadeiros marajás recebem. Não é" o funcionário público concursado", tem os apadrinhados "costas quentes" que é uma vergonha, é o sistema judiciário com seu poderoso lobby que tem que ser revisto e combatido.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Polaco

    ± 1 dias

    São todos filhos de meretrizes, nascido num lupanar. Enquanto nós bons indivíduos e trabalhadores temos que trabalhar e concordar em redução de ganhos para manter o trabalho e sustentar esses sacripantas do Brasil, verdadeira monarquia o ente público onde temos que bancar essa corja de V A D I O S. Isso vai acabar...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    MIRIAM CRISTINA

    ± 1 dias

    Com bons conhecimentos de direito previdenciário e estatístico nesta área por hobby, os servidores públicos sempre vão reclamar, mas mesmo com a "história" do suposto confisco pelas novas alíquotas, o que pagam é insuficiente para garantir-lhes matematicamente os mesmos proventos da ativa quando se aposentarem. Tanto que o governo tentou o regime financeiro (conta apartada de cada indivíduo) e sua poupança resultaria em sua aposentadoria, ou seja, um sistema justo. Todos sabem que com juros baixos e até negativos no mundo, quem consegue em um regime financeiro se aposentar com a paridade e beneficios da ativa? Pessoal acordem é só no Brasil essa mamata, contribuam quietinhos ou saiam.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    MARCO ANTONIO MENDONÇA FARIAS

    ± 1 dias

    O aumento das aliquotas para quase todos os trabalhadores (exceto os militares, os grandes beneficiados, que pagavam pouco, e agora pagam muito pouco) foi absurdo.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • B

    Beto

    ± 1 dias

    Os do Judiciário. Sempre

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • B

    Beto

    ± 1 dias

    Os do Judiciário.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Marcos K

    ± 1 dias

    Como o Guedes falou. São parasitas

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    jose roberto jordao

    ± 2 dias

    Fernando Jasper, faça uma matéria sobre o Senado Federal e Camara dos deputados! Os servidores públicos do Executivo são os que menos ganham, e que mais contribuem. A guisa de Auxilio, a camara dos deputados possue 513 deputados federais e 81 senadores. Sabe qual o salário de um deputado federal? São 33.000,00+ 116.000,00(verba de gabinete), Auxilio Moradia 3800,+ auxilio médico + auxilio passagem aerea, perfazendo um total de 152.800,00 , para fazer o que? leis?fiscalizar o que? Isso sim deveria ser posicionado! Não o servidor do executivo, que é o que leva esse Brasil nas costas!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    2 Respostas
    • L

      Luca

      ± 1 dias

      Servidor leva o Brasil nas costas?? Hahaha

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • F

      Felipe Morais

      ± 2 dias

      Verba de gabinete não é salário, é de outra natureza. O Poder que que mais acumula benecesses é o Judiciário, que tem em seus quadros muito mais que deputados e senadores

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Marcelo

    ± 2 dias

    Nosso país está uma verdadeira zona, com perdao da palavra. A pandemia serve pra manter alíquota mais baixa pra alguns, já no estado de SP serve pra dobrar alíquota do ITCMD. Partidos entram com recurso pra pedir celular do presidente, pra barrar protocolo do MS.... Para o ônibus que eu quero descer.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Alex Fox

    ± 2 dias

    Esses juízes que não respeitam as leis DEVEM SER DEMITIDOS!!! Chega de estabilidade, eles não estão lá para aceitar ou não aceitar a lei e sim para cumpri-lá. Se eles acham que não é constitucional, tudo bem, guardem a opinião deles pra si mesmos que essa discussão será feita em outra esfera, o juiz tem que julgar conforme a lei!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Cristian carla a. Volski cassi

    ± 2 dias

    Lembro que as benécies e ganhos sobre ganhos privilegiam os senhores do JUDICIÁRIO!! E obviamente a classe política pq eles são f***

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Cristiano Bohrer da Veiga

    ± 2 dias

    O judiciário brasileiro é o retrato perfeito do parasita definido pelo Paulo Guedes. Vivem numa bolha completamente alheios a realidade.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Cristian carla a. Volski cassi

    ± 2 dias

    O Brasil não é para amadores...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    JJP

    ± 2 dias

    CASTA PRIVILEGIADA QUE RECEBE MUITO MAIS, MUITO ALÉM DO QUE O VALOR CONTIDO NO EDITAL DE CONCURSO. VERGONHA. CANALHICE. JUDICIÁRIO DE MIERDA. JUDICIÁRIO, ALIÁS, É O QUE MAIS RECEBE PENDURICALHOS, VIDE AUXÍLIO MORADIA! VERGONHA

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    A.R.ALVES

    ± 2 dias

    Funcionários públicos concursados, eu disse concursados estudam muito para ter suas profissões, se preparam por anos para passar e esses certames estão abertos à todos é só preencher os requisitos, fazer as provas e passar. Pessoas estudiosas e disciplinadas se dão bem tanto no serviço público como na iniciativa privada, portanto tenha dedicação e esforço pois só você mesmo pode melhorar sua vida e realidade nunca espere isso de pessoas ou governos!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Ana Luiza

    ± 2 dias

    Funcionalismo = Escravidão

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • M

      Marcos K

      ± 1 dias

      Escravidão do cidadão.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Michael

    ± 2 dias

    Os franceses mostraram como precisa ser feito, como faz para mudar alguma coisa.. chega um momento que só na guillotina.. estão fazendo o povo de palhaços!!! Somos um bando de macacos para esta corja do funcionalismo..

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • S

    Sr. Walker

    ± 2 dias

    E segue o baile

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    APJr

    ± 2 dias

    Funcionário público no Brasil significa uma montanha de privilégios, salários beeeem acima dos da iniciativa privada e garantia de emprego, mesmo com baixíssima produtividade. Por aqui, funcionário público é sinônimo de "por o burro na sombra" e viver na boa, independentemente das circunstâncias econômicas. A mordomia é tanta que, mesmo numa crise como essa - economia em dificuldades, empresariado falindo e trabalhadores da iniciativa perdendo o emprego – tudo o que se pedia aos senhores funcionários públicos era que ficassem em casa assistindo televisão, com a geladeira cheia, emprego garantido e que, POR FAVOR, aceitassem fazer isso sem receber aumento. Agora, o ruim ficou muito pior ...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    ALESSANDRO OTÁVIO SILTON SAVI

    ± 2 dias

    Reportagem mau intencionada, sem definir qual classe de funcionalismo!! Servidores da saúde do Paraná, tiveram aumento no recolhimento, e durante esta pandemia, trabalhando normalmente!! Geralmente as benesses são só para as belezuras do judiciário, e para os cabides comissionados dos poderes ! Sem trabalhar desde março, receberam aumento de salário, este mês!! Vamos fazer jornalismo de primeira não só sensacionalismo para vender notícia!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    Jorge Gab

    ± 2 dias

    No Brasil o funcionário público é cidadão de 1a.classe, enquanto os outros trabalhadores, que pagam o salario integral do funcionismo público são apenas "o resto".

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • G

    gg

    ± 2 dias

    Corrija o texto e a manchete!! “Parte dos servidores públicos “!!! Essa generalização é mentirosa e covarde!!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • G

    Gonzaga

    ± 2 dias

    O mais chocante nesta estória e que está ações partem de entidades que deveria dar o exemplo. Veja que o autor menciona Ajufe, Adunb, auditores fiscais, defensores públicos, magistrados. Não é justo generalizar já que uma grande parcela de servidores não entram nesta relação tais como analistas ambientais, policial federal, etc

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]