i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Flavio Quintela

Foto de perfil de Flavio Quintela
Ver perfil

Mídia sem chapa

  • Por Flavio Quintela
  • 22/10/2019 14:16
Jair Bolsonaro fala com a imprensa.
Jair Bolsonaro fala com a imprensa.| Foto: Marcos Corrêa/PR

isento
i·sen·to
adj 1. Que não está obrigado, que está livre de obrigações ou deveres; desobrigado, dispensado: "Pedro foi isento de prestar serviço militar por sua baixa estatura".
2 Que é imparcial, a despeito dos próprios interesses; neutro: “[…] acolheu depoimentos […] a fim de ouvir e comparar os diversos argumentos, para chegar a uma conclusão isenta” (CA).
3 A que falta algo; desprovido de, sem: "Ela é uma mulher isenta de ambições e caprichos".
4 Que tem esquivança, que não se mostra sensível às amabilidades ou galanteios.

Em meio às crises causadas principalmente pelo presidente e seus filhos, os apoiadores de Bolsonaro seguem culpando os “isentões”. Alguns o fazem da posição de “jornalistas”, como se fosse possível fazer jornalismo ao mesmo tempo em que se faz militância por um governo. O código de ética da Society of Professional Journalists (Associação dos Jornalistas Profissionais) diz, entre outras coisas, o seguinte:

A primeira e mais importante obrigação do jornalismo ético é servir ao público.

Jornalistas devem:

– Evitar conflitos de interesse, tanto reais como aparentes. Informar sobre conflitos inevitáveis. 

– Recusar presentes, taxas e viagens de graça, e evitar atividades políticas que possam comprometer a integridade ou a imparcialidade, ou que possam causar danos à credibilidade.  

Os isentões continuam defendendo a mesma posição que a resistência de direita defendia durante os governos anteriores: agir como quarto poder, aquele que vigia os atos dos outros três

Por muitos anos, autores e jornalistas de direita insistiram na crítica – corretíssima, por sinal – ao jornalismo com viés ideológico de esquerda, que em muitas oportunidades fez defesa direta ou velada dos governos petistas. Diziam que era necessário um equilíbrio maior nas redações, chamavam diversos jornais e blogs de “imprensa chapa-branca”, e pregavam uma ética quase idêntica à dos códigos de jornalismo como o citado acima.

Hoje, em pleno governo Bolsonaro, a realidade é outra. A imprensa se dividiu ainda mais. Se antes tínhamos a imprensa de esquerda (eles) e a resistência de direita (nós), agora há os isentões formando um terceiro grupo. Melhor dizendo, a adição mais recente foi a mídia bolsonarista, pois os isentões continuam defendendo a mesma posição que a resistência de direita defendia durante os governos anteriores: agir como quarto poder, aquele que vigia os atos dos outros três.

Enquanto os isentões entendem que o governo deve ser constantemente questionado e criticado, a mídia bolsonarista entende que deve proteger o governo das críticas de isentões e da imprensa de esquerda, de forma a evitar um desequilíbrio de forças midiáticas e uma imposição de narrativas que acabam pautando o debate público. Não há nada de errado em um grupo de pessoas desejar fazer isso, por mais que eu discorde e creia que esse comportamento é um sinal claro de subserviência a políticos. Há tudo de errado, no entanto, quando esse grupo considera que faz jornalismo, comumente se descrevendo como “imprensa independente”. Aliás, sobre esse termo, é como a humildade: se você precisa dizer que é, provavelmente não é.

O que nem a imprensa de esquerda e nem a mídia bolsonarista entendem é que o governo é uma entidade organizada, trabalhando com dinheiro extorquido dos governados, com poder concedido pelos governados, geralmente agindo para atrapalhar a vida deles. Se há uma entidade que deve ser vigiada pela imprensa, é o governo; se há uma entidade que merece ser criticada e colocada à prova, é o governo; se há de se duvidar de alguém, que seja do governo. O jornalista verdadeiro desconfia do governo, porque o governo vem dando razões para isso desde séculos atrás. Não há absolutamente nenhuma razão para que haja imprensa chapa-branca, uma vez que o governo detém o poder bélico, o poder de emitir moeda e regular a economia, e o poder de criar e modificar leis, entre outros. É poder mais que suficiente para justificar uma postura cética e crítica da imprensa. Somente a partir do ceticismo é possível exercer a isenção e a imparcialidade.

A mídia bolsonarista costuma alegar que Lula e Dilma tiveram “vida fácil” no tocante ao escrutínio da imprensa brasileira durante seus mandatos, esquecendo-se do papel importante que o jornalismo investigativo teve no mensalão, no petrolão e em tantos outros escândalos recentes. Mas, ainda que essa alegação fosse totalmente verdadeira, o seu oposto não seria dar vida fácil a Jair Bolsonaro, muito pelo contrário. E é por isso que lemos e ouvimos tantas vezes a expressão “petismo de sinal trocado”, uma clara referência ao uso das mesmas táticas e métodos que eram considerados errados quando praticados pela esquerda, mas que agora são justificados com discursos de governabilidade, teorias conspiratórias e conclamações ufanistas.

Diante de tudo isso, não só me assumo como isentão como o faço com a consciência limpa e sabendo que continuo seguindo os mesmos princípios que têm norteado minha vida, tanto sob governos de esquerda como de direita. A boa notícia é que não estou sozinho nessa. Vida longa aos isentões.

12 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 12 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • Z

    Zyss

    ± 6 dias

    Isentão hj em dia é meter o pau na direita escondido.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Lucas Lemos

    ± 7 dias

    passe no RH e pegue seu troféu de bostinha do ano. Parabéns.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Austríaco-PR

    ± 7 dias

    "Mídia Bolsonarista"="Blogs voluntários Bolsonaristas". Essa visão confortável de ao menor erro do Bolsonaro sair criticando, para dizer-se que está acima do bem e do mal, sem reconhecer todos os avanços que o governo está proporcionando é, em minha opinião, isentismo mediocre. Isento e equilibrado seria se desse o destaque devido aos acertos e aos erros. O que vemos é dizer-se isento para atacar ferozmente o governo.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    ALVARO JOSE JUNQUEIRA NUNES

    ± 7 dias

    Isento é uma posição cujo sentido original vem sendo prostituído. Ser isento realmente é ter opinião própria sobre os assuntos essenciais da vida política e social, baseado na observação de todos os pontos de vista, sem fanatismos ideológicos.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Admar Luiz

    ± 7 dias

    Vem cá prezado articulista, diga qual é mesmo essa “imprensa bolsonarista”? Onde ela está? Quais redações pelo Brasil afora se dizem bolsonaristas? Cara, a imprensa na sua maioria - jornais - revistas - tvs , abertas ou não - mídia em geral - são completamente anti bolsonaro. Veja o ex, das Organizações Globo, perseguem-no diuturnamente sem dó nem piedade, né? Fora o grandes jornais, como a Folha, que na sua ânsia persecutória publicou fakes news aos montes acusando o governo atual até de ser eleito por mentiras na campanha presidencial. Ah!, se tivéssemos uma Fox por essas bandas. Ou então imprensa de direita mesmo. Coisa rara. As redações estão mesmo é infestadas de esquerdistas.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • W

    WILLIAM

    ± 7 dias

    O articulista finge não saber que a maioria dos "isentões" não tem nada de isentos, incluindo o autor, quase todos defendem seu lado ideológico. A função da maioria dos jornalistas é agradar quem paga o salário deles, tipo as prostitutas.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Daniel Pan

    ± 7 dias

    Perfeito!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • N

    Noel

    ± 7 dias

    Meus pêsames aos "isentões" e ao conforto (?!?) de suas posições pretensamente bem articuladas. A história não será herdada por eles.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Denis L. Raig

    ± 7 dias

    O autor parece esquecer-se de que a midia ou imprensa já é considerada o 4º poder. Considerando a sua influencia sobre o povo, não concorda que esta tambem deva ser vigiada e/ou criticada ?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    D. L. Paiva

    ± 7 dias

    O problema são os tais isentões que não verdade não o são; muitos deles são militantes mesmo. O atual governo merece críticas? Claro que sim, mas há também muito, e talvez mais, a elogiar. Quem só critica está mais para militante que para 'isentão'!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • A

    Alexandre Souza

    ± 7 dias

    Até concordo com você, Flávio, mas os governos petistas tiveram sim uma imprensa chapa-branca à disposição deles. Houve, há, desequilíbrio.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • R

    RMSL

    ± 8 dias

    O jornalista Flávio já começa errando no primeiro parágrafo. Fazer jornalismo e militância por um governo não pode. Mas então fazer jornalismo e militância contra o governo pode? Hoje é o que vemos com Globo Lixo, Folha SP, Veja, Estadão e outros. Alguns já tiveram que se retratar (Estadão, Folha e Globo) mas continuam mentindo ou mostrando só lado negativo. O lado positivo é ignorado de propósito.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.