Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Deixei de ser vegana
| Foto:

Nem sei quanto tempo procrastinei essa publicação. Talvez tivesse sido mais fácil só fingir que nada aconteceu. A verdade é que o estilo de alimentação que escolhi por ideologia não era a melhor opção para as limitações de saúde que tenho e acabei tendo que fazer uma escolha difícil entre saúde e ideologia.

A alimentação vegetariana estrita consiste em excluir tudo que é de origem animal e, para meus ideais de vida (um pouco mais) sustentável, essa escolha fazia muito sentido. Mas recentemente descobri que tenho Síndrome do Ovário Policístico (SOP, ou PCOS - sigla em inglês) que, segundo o Google "é uma doença endocrinológica caracterizada pelo aumento da produção de hormônios masculinos. Para ser diagnosticada é preciso que a paciente apresente dois ou três sintomas combinados, e que seja excluída outra patologia. Os sintomas são:
1- Hiperandrogenismo clínico e/ou laboratorial
2 - Irregularidade menstrual/ anovulação
3- aumento volume ovariano / alteração na morfologia dos ovários com a presença de cistos.

Além disso, o médico deve avaliar sua história clínica e realizar o exame físico. Outros sintomas comumente vistos na síndrome são: aumento de peso, piora na resistência insulínica (RI) e problemas com a fertilidade."

No meu caso, como passei muito tempo me alimentando de maneira "inadequada" para o meu quadro - comia mais carboidratos do que o meu corpo consegue lidar - acabei piorando minha resistência à insulina e desenvolvendo uma disbiose intestinal ( um desequilíbrio da flora bacteriana intestinal que reduz a capacidade de absorção dos nutrientes e causa carência de vitaminas.

Este desequilíbrio é causado pela diminuição do número de bactérias boas do intestino e aumento das bactérias capazes de causar doença, muito comum em quem tem SOP). A disbiose também me levou a ter certa sensibilidade ao glúten, amendoim, leguminosas, e piorou minha intolerância à lactose. E só pra vocês terem ideia da seriedade da coisa: resistência à insulina é quase um quadro de pré-diabetes.

Todos os meus hormônios estavam de ponta cabeça, o que me fazia "colocar o pé" de volta na depressão, em crises de ansiedade, em insônia, desânimo, e uma série de sintomas relacionados ao desequilíbrio hormonal. Cheguei no meu limite! Eu não aguentava mais passar mal e só então resolvi colocar minha saúde acima de qualquer ideologia.

É muito difícil conseguir levar uma vida saudável tendo SOP e resistência a insulina tendo uma alimentação vegetariana estrita. Eram muitas restrições e comer acabou virando um estresse pra mim. Como, desde o começo da minha coluna aqui, venho defendendo o vegetarianismo, venho hoje também me posicionar empaticamente dizendo que hoje entendo aqueles que não conseguiram se adaptar a tal escolha e anunciar uma nova Gabi e uma nova era de postagens, sem rótulos, flexível, mas sempre em busca do essencialmente saudável.

Pode ser que daqui um tempo eu volte atrás, mude novo, mudo duas ou três vezes. Por agora, essa é a minha nova verdade, o que me propus e me permiti experimentar. E você, já teve que voltar atrás em alguma decisão importante? Foi difícil também?

13 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]