i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Guido Orgis

Foto de perfil de Guido Orgis
Ver perfil

Blog que discute ideias em economia política

Brasil precisa evitar uma nova “era de ouro” dos concursos

  • Guido OrgisPor Guido Orgis
  • 23/12/2019 15:46
Manifestação na UFPR: gasto com servidores de universidades cresceram mais de 70% em dez anos.
Manifestação na UFPR: gasto com servidores de universidades cresceram mais de 70% em dez anos.| Foto: Aniele Nascimento/Gazeta do Povo

Não existe concurseiro que não lembre com nostalgia da "era de ouro" dos concursos. Ela começou no ciclo econômico pós-ajuste fiscal do primeiro governo Lula e acabou neste ano, com o congelamento de novas seleções e o fim dos reajustes salariais acima da inflação. E está nas mãos do governo Bolsonaro evitar que o Brasil passe por mais uma onda dessas.

Muita gente vai argumentar que foi nesse período que se estruturaram serviços públicos importantes e que a carreira de Estado precisa ter mesmo um tratamento diferente do que ocorre na iniciativa privada. Como todo argumento, esses dois têm até uma dose de razão, mas não levam em conta todos os custos de longo prazo da "era de ouro".

Primeiro, há uma injustiça remuneratória no serviço público federal que foi exacerbada nas duas últimas décadas. As carreiras de Estado pagam mais do que suas equivalentes na iniciativa privada. São achatadas, ou seja, o funcionário entra no serviço público com uma remuneração bastante próxima do topo. E ganharam reajustes acima do visto na iniciativa privada.

Um estudo do Banco Mundial a respeito do funcionalismo brasileiro calculou que a remuneração na esfera federal é 96% superior à encontrada na iniciativa privada. O Brasil é o país que paga o maior prêmio para o funcionalismo em uma comparação entre 53 países. Os salários altos são a regra: 44% dos servidores ganham mais de R$ 10 mil por mês.

Além de salários altos, o serviço público tem um modelo engessado. Há no país anacronismos como a vinculação de carreiras ao salário de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), o que provoca o chamado "efeito cascata" quando há um reajuste para os 11 ministros da corte. Outro engessamento está na dificuldade de se avaliar e demitir um funcionário, já que as carreiras dos servidores têm o prêmio da estabilidade.

Estudo publicado nesta segunda (23) pela Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado mostra que, se tivesse corrigido os salários dos servidores pela média vista na iniciativa privada, a União teria economizado R$ 32 bilhões desde 2013. É uma cifra que pagaria pouco mais de um ano de Bolsa Família.

De 2008 a 2018, o gasto total com o funcionalismo federal ficou estável em relação ao PIB - foi de 4,5% do PIB no ano passado, contra 4,4% em 2008, tendo caído a 3,9% em 2014, antes da recessão. O governo aproveitou os anos de crescimento da economia para aumentar a folha de pagamento, segundo maior despesa do Orçamento. O número total de funcionários passou de 500 mil no início dos anos 2000 para 634 mil no ano passado. Em 2019, o número caiu para 615 mil, em função do congelamento de contratações e aposentadorias estimuladas pela reforma da Previdência.

No período de 2008 até 2018, cerca de 80 mil servidores foram contratados dentro do regime jurídico único, que prevê estabilidade. Outros 60 mil entraram por outros regimes, em especial o CLT.

O segundo ponto negativo da era dos concursos é que, ao aproveitar o crescimento da economia para expandir seu gasto com pessoal, a União criou uma despesa fixa, algumas vezes em áreas pouco importantes ou improdutivas. Foi uma escolha que ajudou a comprimir o Orçamento e levou a uma redução na capacidade de investimento do setor público.

Na linha de serviços, foi nesse período que o governo federal abriu a torneira para as universidades e criou a rede de institutos federais de educação - o que teve impacto zero sobre a qualidade do ensino fundamental. Foi também o período da constituição de dezenas de novas empresas estatais, várias delas agora na fila da privatização. Companhias como a atrasada fábrica pública de microchips e a empresa que construiria o trem-bala são dessa época, para dar alguns exemplos.

O estudo do IFI mostra que o Ministério da Educação foi o órgão público com maior crescimento no gasto com pessoal na era de ouro dos concursos. A despesa do MEC cresceu 129% de 2008 a 2018, atingindo R$ 48,1 bilhões. A alta foi puxada pelas universidades (72%), fundações universitárias (98%) e a criação dos institutos, que hoje consomem R$ 10 bilhões por ano com servidores.

O custo do funcionalismo das empresas estatais dependentes triplicou no mesmo período, passando de R$ 5,2 bilhões para R$ 13,7 bilhões. Tirando a Ebserh (que paga médicos de hospitais universitários) da conta, a despesa dobrou no período, alta que se concentrou em companhias 100% púbicas.

Também chama a atenção que a Justiça do Trabalho, que já tinha a maior despesa com pessoal em 2008, foi o braço do Judiciário com o maior aumento absoluto (R$ 1,6 bilhão) e o segundo maior reajuste percentual (13%). No ano passado, a Justiça do Trabalho gastou R$ 13,6 bilhões com funcionários - são R$ 3,4 bilhões a mais por ano do que a Justiça Federal.

Em resumo, a era dos concursos foi uma época em que muita gente conseguiu entrar no serviço público para ganhar salários que não são praticados na iniciativa privada, em funções que, em muitos casos, não trazem qualquer ganho na qualidade de vida da população, ou de produtividade para o país.

Como evitar a segunda era de ouro

O Brasil tem a chance de evitar que se construa uma segunda era de ouro. Esse risco existe. O ministro da Economia, Paulo Guedes, vem afirmando que até metade dos servidores vão se aposentar nos próximos anos. Se não houver mudanças e a economia voltar a crescer, haverá pressão para que o Congresso derrube a lei do teto de gastos e permita novamente um crescimento no gasto real com pessoal. Assim, as substituições desses funcionários se dariam dentro do modelo atual.

O plano de Guedes era fazer uma sequência de reformas que permitissem um ajuste forte de longo prazo no gasto com o funcionalismo. A PEC Emergencial, já enviada ao Congresso, traz regras que evitam aumentos salariais nos momentos em que as contas públicas estiverem em dificuldades. Se tivesse sido aprovada neste ano, já teria efeitos em 2020.

A PEC Emergencial, no entanto, não resolve a substituição de quem se aposenta - nos casos em que não há como automatizar o serviço, como quer o ministro. Para isso, é necessário que o governo envie a reforma administrativa para o Congresso. Espera-se que ela ataque questões como os altos salários de entrada e a existência de dezenas de carreiras no serviço público. Também espera-se uma flexibilização da estabilidade e critérios mais objetivos de avaliação.

O presidente Jair Bolsonaro decidiu segurar o envio da reforma dizendo que é preciso "dosar" o remédio para que não vire veneno. Foi um sinal bastante negativo para quem acompanha as contas públicas. Se enviado em 2020, esse projeto pode não avançar por causa das eleições municipais, ficando para 2021.

O risco é o projeto ser segurado por mais tempo, fazendo com que o ciclo eleitoral de 2022 exerça pressão sobre o tamanho do gasto com o funcionalismo. Sobre isso, o estudo do IFI é claro: as contratações de servidores são maiores nos meses que antecedem eleições presidenciais.

35 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 35 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • A

    Adriana Gomes

    ± 28 dias

    A iniciativa privada é uma beleza mesmo. Empreendedorismo por necessidade, a cunhada do dono é a gerente e você vai ficando pra trás, estuda, estuda, estuda, pra depois o herdeiro subir na empresa, a amante, etc. Pouquíssimas empresas são organizadas, a maioria é um bando de pé de chinelo que se acha o empresário. To fora. A hora que todos estiverem ganhando mal como na iniciativa privada, a economia via pra frente. Prefiro ter minha empresa do que trabalhar na iniciativa privada com os liberais e sua meritocracia para os indicados pelos amigos.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    4 Respostas
    • E

      Eduardo Prestes

      ± 21 dias

      Dããã, é só abrir sua empresa e fazer do seu jeito. Aí você paga salários altos, coloca quem você quiser nos cargos de chefia e organiza de um modo que você julga justo. Sempre lembrando que os consumidores não são obrigados a comprar de você, é preciso preço e qualidade.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • A

      Alex Fox

      ± 27 dias

      Mentalidade de perdedora...

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • F

      Fabio Fabro

      ± 27 dias

      Isso em parte é verdade mas se deve justamente ao fato de que no Brasil dos concurseiros, as melhores cabeças acabam capturadas pelo serviço público e dentro da estabilidade acabam travadas sem pode exercer toda a sua capacidade que poderia estar desenvolvendo novas e melhores empresas. Como disse o colega anteriormente, já tentou abrir a sua empresa?

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • M

      Marcos K

      ± 28 dias

      Abra a sua . Pelo jeito vc manja muito

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

  • D

    DENISSON HONORIO DA SILVA

    ± 28 dias

    A reforma da previdencia e adminitrativa possibilitará um novo paradigma para o nosso capitalismo. Voltou-se para serviço publico porque a iniciativa privada não remunerava para aqueles que sentiam inseguros frente ao capitalismo ainda arcaico. Isto é historico bem assinalado por qualquer compêndio estudantil. Faoro, Caio Prado Junior e outros já citavam. Tocqueville é que deve nos inspirar, já que retirou dados preciosos dos EUA e que fizeram daquela nação a potência. Temos que superar estes fenomenos culturais. Não será fácil, mas pode ser feito.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • R

      Raul

      ± 28 dias

      Me parece uma estratégia interessante: jogar as massas contra o funcionário público concursado, reduzir o número de concursos e abrir brechas para mais cargos comissionados, que aliás, já são muitos e recebem salários bem mais altos que os dos concursados sem precisar ter um décimo do conhecimento. Sindicato dos comissionados trabalhando a todo vapor.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • M

        Marisa Barreto

        ± 28 dias

        Visão de quem está dentro. Faz 4 anos que não tenho nem o reajuste da inflação. Este ano, não reajustaram nada meu salário, que já é pouco. Em compensação, acabaram de nomear 3 assessores ao custo de 12 mil mensais aproximadamente. Sou a favor de enxugar a máquina, de demitir por justa causa, mas principalmente, por extinguir esses cargos comissionados.

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        5 Respostas
        • M

          Marcos K

          ± 28 dias

          Já ganha muito e faz pouco.

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

        • E

          EDUARDO SABEDOTTI BREDA

          ± 28 dias

          Se não tem reajuste há 4 anos, pede exoneração e vem tentar a vida no mundo real, daqueles que não têm estabilidade e aposentadoria integral.

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

        • D

          Decio mango

          ± 28 dias

          Quando me encheu o sacco pedi exoneração....simples assim

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

        • S

          STF

          ± 28 dias

          Venha tentar a vida no município real. Você não teve aumento, mas também não perdeu o emprego!

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

        • P

          Paulo F A S

          ± 28 dias

          Essa é a realidade que nem jornalistas nem a sociedade vêem. Eles coam o mosquito e engolem o camelo.

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

      • P

        Paulo Afonso Pasquotto de Lima

        ± 28 dias

        Serviço público não serve o público. É um fim em si mesmo. Criam dificuldade para vender facilidade. 80% não serve para nada. Justiça trabalhista, extingue e demite todo mundo. Funai, Incra, etc. Inúteis.

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        4 Respostas
        • W

          WILSON ZETI

          ± 28 dias

          Marisa Barreto: se você é policial, professora ou da área fim da saúde parabéns ou se não deve sim ser demitida e seu cargo extinto.

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

        • D

          Decio mango

          ± 28 dias

          Marisa Barreto: tudo um monte lixos corporativista..

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

        • P

          Paulo Afonso Pasquotto de Lima

          ± 28 dias

          Marisa Barreto: polícia, judiciário e forças armadas, mais nada, resto privatiza. Saúde e educação, dá voucher

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

        • M

          Marisa Barreto

          ± 28 dias

          Você se esquece de médicos, professores, policiais, eles são inúteis também?

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

      • R

        Roberto

        ± 28 dias

        O texto tem pontos bons e pontos muito ruins. O pior é que não toca no maior buraco: os cargos comissionados. Milhares de cargos em todas as esferas administrativas que não são preenchidos por concurso público, mas por indicação política. Mas são tratados como funcionários públicos. Esses deveriam ser extintos bem antes de mexer com os concursados. Um ponto correto tocado é o salário inicial. O servidor concursado entra no serviço público ganhando bem mais que na iniciativa privada, e perto do topo. Está ERRADO, pois entra sem saber e ganhando como quem conhece muito. A progressão tinha que ser gradual e lenta e quem não quiser que não faça o concurso. Regras do jogo, só joga quem quer!

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • V

          Vinicius

          ± 28 dias

          Não esquecemos dos Cargos Comissionados. Uma verdadeira farra com o dinheiro público para beneficiar a classe política e nada mais.

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          • S

            STF

            ± 28 dias

            O sujeito é um gênio ou muito esforçado até passar num concurso, depois vira vagal achando que aquilo era só um prêmio.

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

            • C

              Conan

              ± 28 dias

              Desculpa, mas grupos de comunicação, jornalistas etc não tem muita moral pra falar de "privilégios" de ninguém; primeiro deem exemplo, depois sim deem pitacos nos quintal alheio.

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

              2 Respostas
              • D

                Decio mango

                ± 28 dias

                Funcionário publico uma b0sta(não todos ..mas a grande maioria um bando de vadios)

                Denunciar abuso

                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                Qual é o problema nesse comentário?

                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                Confira os Termos de Uso

              • V

                ValmirBCardoso

                ± 28 dias

                O que tem haver com a matéria meu jovem funcionário público magoado?

                Denunciar abuso

                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                Qual é o problema nesse comentário?

                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                Confira os Termos de Uso

            • C

              Conan

              ± 28 dias

              Acho q os donos de grupos de comunicação, q tem concessão pública de graça, deveria ao menos pagar muito bem seus funcionários, tipo os 20 mil por mês para os câmeras por exemplo, e não pagar bem só alguns bambambans; ganham milhões, poderiam fazer mais. Porém, o q vemos é sugarem bilhões do governo por "publicidades", q deveriam ser gratuitas, pois nada pagam pela concessão; sem falar da pejotizacao, pra não pagar o mínimo trabalhista aos seus empregados.

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

              1 Respostas
              • E

                Eduardo Prestes

                ± 21 dias

                R$ 20.000,00 para um câmera e sua empresa iria falir em poucas semanas... Um órgão público pode dar prejuízo, pois basta aumentar os impostos dos otários contribuintes. Já uma empresa privada precisa conquistar consumidores, pois ninguém é obrigado nada. E precisa viver dentro do que consegue arrecadar no mercado. Quem limita os salários é o mercado, e não o “empresário malvadão”.

                Denunciar abuso

                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                Qual é o problema nesse comentário?

                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                Confira os Termos de Uso

            • C

              Conan

              ± 28 dias

              Tá certo o jornalista subscritor do texto; tem q nivelar td mundo na miséria; um salário mínimo pra todos tá ótimo (só queria saber se o cidadão aí trabalharia por um salário mínimo; a política deveria ser de aumentar o salário mínimo e o salário da iniciativa privada, mas os banqueiros e empresariados não querem dividar seus lucros com empregados. Q tal taxar grandes fortunas e dividir o bolo com os q ganham menos ? Isso não querem, né?

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

              1 Respostas
              • E

                Eduardo Prestes

                ± 21 dias

                Abre sua empresa e vai à luta. O bonito no capitalismo é isso: todos são livres.

                Denunciar abuso

                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                Qual é o problema nesse comentário?

                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                Confira os Termos de Uso

            • J

              José

              ± 28 dias

              Enxugamento geral, amplo e irrestrito nas repartições públicas. Muitos se aposentam a cada ano, remaneja os ativos, quem não quiser se adaptar vai pro olho da rua. Chega de sustentar V A G A B U N D O S, não aguentamos mais pagar impostos abusivos e ainda sermos extorquidos por taxas, pedágios, permissões, sindicatos, guias e demais excrecências criadas por essa máfia instalada desde o fim da intervenção militar. Somos uma República de Bandidos, Sindicatos e Cartórios.

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

              • J

                José

                ± 28 dias

                "" Leia mais em: https://www.gazetadopovo.com.br/vozes/guido-orgis/brasil-precisa-evitar-uma-nova-era-de-ouro-dos-concursos/#comments?ref=comentarios-home Copyright © 2019, Gazeta do Povo. Todos os direitos reservados.

                Denunciar abuso

                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                Qual é o problema nesse comentário?

                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                Confira os Termos de Uso

                • M

                  m a filho

                  ± 28 dias

                  Do gasto com o funcionalismo deveria ser subtraídos aquilo que o funcionário arrecada para o governo. Ou alguém conhece algum serviço público gratuito, fora as maravilhosas saúde e educação? Toda repartição cobra suas altas taxas.

                  Denunciar abuso

                  A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                  Qual é o problema nesse comentário?

                  Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                  Confira os Termos de Uso

                  • F

                    Fernando Cavalcante

                    ± 28 dias

                    Muito bem, Guido. Seus textos são sempre muito bons.

                    Denunciar abuso

                    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                    Qual é o problema nesse comentário?

                    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                    Confira os Termos de Uso

                    • L

                      Leandro

                      ± 28 dias

                      Funcionalismo = prestação de serviços. Muito simples a questão, o povo paga pelo serviço na iniciativa privada e ponto final, ou vamos terceirizar os serviços, pagar um salário pífio as pessoas medianas de qualificação e agradar os caras que financiaram as campanhas do eleitos. Muito bom.

                      Denunciar abuso

                      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                      Qual é o problema nesse comentário?

                      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                      Confira os Termos de Uso

                      • A

                        Ana Luiza

                        ± 28 dias

                        Funcionalismo público = Risco Brasil

                        Denunciar abuso

                        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                        Qual é o problema nesse comentário?

                        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                        Confira os Termos de Uso

                        Fim dos comentários.