i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Guido Orgis

Foto de perfil de Guido Orgis
Ver perfil

Blog que discute ideias em economia política

Juro zero no Brasil? Banco Central está sob pressão para agir com força

  • Por Guido Orgis
  • 16/03/2020 13:51
Juro zero no Brasil? Banco Central está sob pressão para agir com força
| Foto: Raphael Ribeiro/BCB

O Copom, Comitê de Política Monetária do Banco Central, se reúne nesta semana e deve reduzir a taxa básica de juros no fim da tarde de quarta-feira (18). No mercado, já há quem defenda que esse movimento seja antecipado para esta segunda (16) e ampliado em sua magnitude.

Até o início da semana passada, havia dúvidas entre analistas sobre o caminho para os juros. O argumento de que o espaço para redução nos juros é pequeno por causa da desvalorização recente do real, entre outros fatores, era dominante. Nesta semana, o cenário mudou. A ação coordenada dos bancos centrais das maiores economias do mundo anunciada no domingo fez com que o BC acordasse sob pressão para agir com mais força.

A comunicação do BC durante o início da crise do coronavírus foi cautelosa. Ele divulgou um comunicado que dava a entender que reduziria os juros e, na sequência, colocou este movimento em dúvida. Nesta segunda, o Conselho Monetário Nacional (CMN) divulgou novas medidas para conter a crise, focadas na renegociação de dívidas. No comunicado, o BC diz que "não hesitará em usar todo o seu arsenal para assegurar a estabilidade financeira e o bom funcionamento dos mercados".

Isso quer dizer que o BC reconhece a necessidade de pisar mais fundo em medidas para apoiar a economia. A questão agora é do momento de escolha. É bastante justificável uma redução de até um ponto percentual na Selic imediatamente, o que levaria a taxa para 3,25% ao ano. Teríamos juros reais zero, se levarmos em conta a projeção para a inflação nos próximos 12 meses. Não é ainda o terreno dos juros negativos, em prática em quase todos os países ricos, mas seria um estímulo bastante forte para lidar com a crise que está chegando.

Há três argumentos em favor de um corte dessa magnitude. O primeiro é que a crise será difundida por negócios de todos os portes que vão precisar de crédito para atravessar um ou dois meses de demanda contraída. Muitos não poderão nem abrir as portas, enquanto outros sofrerão com a falta de funcionários ou o cancelamento de pedidos.

O segundo é que a inflação está sob controle e o choque sobre a economia não deve mudar esse comportamento. A alta do dólar aumenta a pressão sobre o preço de importados, mas ao mesmo tempo as cotações das commodities em dólar estão em queda. O risco inflacionário não parece ser elevado a ponto de justificar a inação do BC.

Por último, o movimento coordenado de redução dos juros ao redor do mundo impede que o câmbio seja pressionado pelo "carry trade", a arbitragem de taxas de juros. Os investidores não têm muitas opções melhores para investimento e a retirada de recursos provavelmente continuaria ocorrendo mesmo que os juros de curto prazo no Brasil continuassem levemente positivos.

Na prática, uma redução forte na Selic terá de ser acompanhada de perto pelo Banco Central para que ela não se perca em um ataque especulativo contra o real. O BC, no comunicado desta segunda, destacou o tamanho das reservas cambiais, de US$ 300 bilhões, que podem ser usadas em um cenário adverso.

Além de reduzir os juros no curto prazo, o BC terá de agir para abaixar a curva dos juros de prazos mais longos. Um dos caminhos para isso é reduzir ainda mais os depósitos compulsórios - o que também apareceu como uma possibilidade no comunicado da autoridade monetária desta segunda. Dependendo da duração e extensão da crise, o BC teria também de estar disposto a intervir no mercado de juros de longo prazo, comprando títulos, a exemplo de bancos centrais em países desenvolvidos. Essa é uma possibilidade nova e que ainda não aparece no radar de analistas.

Embora haja justificativas para o juro real zero no Brasil, o BC pode optar por um caminho mais gradativo. Seria um corte de 0,25 ou 0,5 ponto, possivelmente com viés de baixa. Com isso, a autoridade monetária teria tempo para monitorar efeitos sobre o câmbio. O ponto negativo é que o mercado de crédito pode "secar" rapidamente e o debate sobre a Selic pode barrar outras medidas emergenciais.

A decisão de quarta-feria, se o Copom conseguir esperar até lá, pode ser a mais importante desde 1999, quando Armínio Fraga foi chamado em meio a um ataque especulativo contra o país e instituiu o sistema de metas de inflação. É provável que o BC tenha, como em 1999, que procurar novos caminhos.

21 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 21 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • O

    Oliveira

    ± 2 dias

    Meu Deus, esse texto é uma receita pra bolhas. Torcer pra q o BC não faça nada disso.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • P

    Pedro tenvia

    ± 2 dias

    Reduzir juros hoje é um tiro no pé, com a recente diminuição, ocorreu ums fuga em massa de dólares para o estrangeiro, causa inclusive deste desvalorização do real ante o dólar, o juro ns prática já está negativo, pars que destruir as economias fas famílias, nim pais que já não tem o hábito de poupar, é este o prêmio paes quem se preocupa com a velhice?.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Fernando Cavalcante

    ± 3 dias

    Acredito em um corte de 0,75%, podendo chegar a 1%. Não acho que passará mensagem de que tempos difíceis se aproximam, porque estes tempos já chegaram. Um grande corte, agora, não terá o objetivo de atrair investimentos, nem de alinhar o BC brasileiro ao FED ou ao BCE, mas de sinalizar que as autoridades monetárias estão vigilantes e acompanham o que está ocorrendo na economia e na sociedade. Essencialmente, não há outra coisa a fazer.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Marcos eisenschlag

    ± 3 dias

    Um corte de 1 % iria passar pro mercado a mensagem: a m. que ta vindo e' imensa e aumentar o panico nos mercados, portanto nao acredito nele. Mas como ja' disse o comentario abaixo, se diminuir demais a taxa de juro, fica mais dificil o retorno pos crise do capital estrangeiro e o dolar dispara ainda mais. Pra ter estimulo numa economia em crise e' preciso demanda. De nada vai adiantar diminuir a taxa de juros porque as empresas estao revendo seus investimentos, ja' que o crescimento da demanda evaporou. O PIB otimista ja' se projeto a 1,5%para 2020.A unica forma e' se utilizarem a economia com o corte de juros para diminuiirem os impostos, como Trump fez e provavelmente continuara.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Maquiavel

    ± 3 dias

    Me diga qual país atualmente tem juros de 10%???

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    2 Respostas
    • R

      Ronald Santos

      ± 3 dias

      Apaga pra não passar vergonha... mais do que já passa....

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • M

      Marcos eisenschlag

      ± 3 dias

      Argentina, tem juros de 40%

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Estatística

    ± 3 dias

    E quando os bancos vão reduzir seus juros na ponta?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    2 Respostas
    • R

      Ronald Santos

      ± 3 dias

      NUNCA enquanto não quebrar esse monopólio......

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • M

      Marcos eisenschlag

      ± 3 dias

      nunca, ja' que 3 bancos detem 85% do mercado e um deles e' estatal.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • S

    STF

    ± 3 dias

    Sem concorrência pode colocar taxa negativa que não chega no balcão.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Edson - Sítio Cercado

    ± 3 dias

    Juros Zero acho improvável. Mas uma taxa de 3% ao ano deve ajudar a movimentar a economia e empresas a investirem mais. Seria bom o BNDES financiar mais o empresário brasileiro honesto que queira ampliar suas empresas no Brasil.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • F

      Fernando Cavalcante

      ± 3 dias

      Mas ele financia. O problema é que os empresários só querem mamata.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Freitas

    ± 3 dias

    Quantos bilhões de reais deixaríamos de pagar de juros pela dívida interna, se houver corte de 1 ponto percentual na taxa de juros? Uns 40 bilhões de reis por ano...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    2 Respostas
    • R

      Ronald Santos

      ± 3 dias

      Mas se a economia frear, vai diminuir a arrecadação de impostos, e com o congresso chantegeando em ano eleitoral, provavelmente o governo terá que pegar dinheiro no mercado que não vai aceitar zero de juros. E aí só vai restar imprimir notas que nada mais é que inflação....

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • E

      Edson - Sítio Cercado

      ± 3 dias

      Bem observado! Economia para o governo além de empresas e pessoa física poderem emprestar com juros bem menores.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    Jim Kirk

    ± 3 dias

    Daí sim o dólar vai a R$ 10,00. Ninguém que investir aqui com juros menos que 10%. Nem sou da área econômica pra saber isso. Ainda mais com esse bate boca infindável entre executivo e legislativo.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    4 Respostas
    • V

      Vitor Chvidchenko

      ± 1 minutos

      Edson, nenhum estrangeiro que pense vai querer investir em um país cuja moeda está em queda livre. Com o real se desvalorizando do jeito que está, é impossível para o investidor estrangeiro prever, com alguma segurança, qual será o retorno de seu investimento aqui no país. Na hora de converter seu lucro de reais para dólares (ou euros ou o que for), com a super desvalorização do real ao longo do tempo, seu lucro vira pó. Ninguém em seu juízo normal investiria em um país nestas condições. Eu não investiria. E o capitão da Enterprise falou certo - sem juros altos, ninguém vai botar dinheiro aqui. Sinto dizer.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • T

      THIAGO

      ± 3 dias

      o gringo esta tirando o dinheiro daqui e de todo o resto do mundo ... e colocando em ativos de menos risco e que pagam mais dividendos... até países como argentina que esta pagando 40% esta tendo um êxodo de dólares

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • F

      F.H.O

      ± 3 dias

      O que ele quer dizer é que os estrangeiros tiram o dinheiro daqui pra investir em mercados mais seguros.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • E

      Edson - Sítio Cercado

      ± 3 dias

      Não entendi... Então um norte americano que quer construir uma indústria de 20 Milhões de Dólares não vai investir no Brasil porque o dólar tá valorizado??? Dããããããããããã... alguém fugiu das aulas de economia aqui.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.