Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Iris Van Herper combina técnicas de costura à mão com impressões em 3D e cortes a laser. O resultado é impressionante, típico da designer.

 

'Water Dress' Iris Van Herpen.
‘Water Dress’ é um dos vestidos mais icônicos de  Iris Van Herpen. (crédito: divulgação)

 

A pioneira na impressão 3D de vestuário diz que enxerga na tecnologia uma espécie de ‘extensão da sua mão‘ mas não deixa de lado a tradição. “Tecnologia, para mim, é apenas uma ferramenta. O cortador a laser ou a impressora 3D são iguais às minhas mãos ou as mãos de minha equipe “. Conta Van Herpen.

 

Pioneira na impressão 3D, Van Herpen conta que usa a tecnologia como extensão de suas mãos.
Pioneira na impressão 3D para vestuário, Van Herpen conta que usa a tecnologia como uma extensão de suas mãos. (crédito: divulgação)

A Holandesa estudou design de moda no ArtEZ ‘Institute of the Arts Arnhem’ e ja explorou vários temas nas suas obras. Formas cristalinas, orgânicas, magnéticas e etc…

 

 

Atualmente o foco é um novo material apelidado ‘Pele de Dragão‘. Um silicone de alta performance, usado principalmente para simular a pele em filmes, onde são aplicadas milhares de peças pequenas cortadas a laser e moldadas na impressora 3D, o resultado é uma aparência orgânica incrível.

 

Milhares de peças pequenas cortadas a laser e moldadas na impressora 3D são aplicadas à mão.
Milhares de peças pequenas cortadas a laser e moldadas na impressora 3D são aplicadas à mão. (crédito: divulgação)
A aparência é orgânica e incrível.
A aparência é orgânica e incrível. (crédito: divulgação)

 

O processo é extremamente peculiar e requer muita atenção. A designer conta que várias versões quase finalizadas foram arruinadas na última aplicação de camadas. Uma vez finalizado o vestido é revestido com uma camada de seda e algodão, que o tornam mais confortável para a utilizadora.

 

O processo é extremamente peculiar e requer muita atenção
O processo é extremamente peculiar e requer muita atenção. (crédito: divulgação)

 

Para os próximos projetos Iris Van Herpen ja está de olho em um material patenteado pelo exército americano que simula a invisibilidade. Fantástico!

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]