i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Ir e Vir de Bike

Ver perfil

Placas vão sinalizar a presença de ciclistas na BR-277

  • PorAlexandre Costa Nascimento
  • 05/01/2014 21:07
Sinalização vai alertar para a presença de ciclistas nas saídas da rodovia.
Sinalização vai alertar para a presença de ciclistas nas saídas da rodovia.| Foto:
Sinalização vai alertar para a presença de ciclistas nas saídas da rodovia.

Sinalização vai alertar para a presença de ciclistas nas saídas da rodovia.

A partir desta semana, placas vão alertar os motoristas sobre a presença de ciclistas na BR-277, que liga Curitiba ao Litoral. A sinalização será instalada pela Secretaria de Trânsito de Curitiba (Setran) nos trechos urbanos de acesso à rodovia para indicar o tráfego constante de usuários de bicicletas na via.

A iniciativa foi tomada após sugestão da Associação de Ciclistas do Alto-Iguaçu (CicloIguaçu), após a morte de dois ciclistas na estrada em novembro do ano passado. Uma das vítimas foi o ciclista Eduardo Euzébio, de 18 anos, atleta da seleção brasileira de ciclismo.

A sinalização das vias de acesso visa atenuar os trágicos efeitos da omissão da Ecovia, concessionária que administra o trecho e que, apesar do intenso fluxo de ciclistas na rodovia — tanto de atletas profissionais e amadores quanto de trabalhadores –, prefere ignorar o fato e deixar os ciclistas à própria sorte.

Em março de 2012, após o acidente que vitimou o ciclista Demétrius Kirach na BR-277, diretores das Ecovia receberam membros da CicloIguaçu e da Federação Paranaense de Ciclismo (FPC) para uma reunião em que foram apresentados pedidos para reforço da sinalização e uma proposta formal de parceria das entidades no desenvolvimento de ações educativas e de segurança a respeito do uso da estrada por ciclistas. A concessionária, entretanto, nunca levou as propostas adiante. A única iniciativa tomada desde então foi a de incluir uma bicicleta em um dos cartazes da campanha de segurança no trânsito daquele ano.

Após o citado acidente, a concessionária chegou a divulgar uma nota em que afirmava que a “rodovia não é lugar de ciclistas”, contrariando a legislação brasileira e o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que em seu Art. 244 §1º e Incisos subsequentes, permite o deslocamento de ciclos em vias de trânsito rápido ou rodovias onde há acostamento ou faixas de rolamento próprias, como é o caso da BR-277.

Posteriormente, o próprio gerente de engenharia e atendimento ao usuário da Ecovia, Davi Terna, admitiu que o posicionamento era equivocado e reconheceu o direito dos ciclistas — atletas, trabalhadores e turistas — trafegarem no acostamento da rodovia. Nada porém foi feito para garantir a segurança desses usuários.

Outra prova da má-vontade da concessionária com os que pedalam foi dada pela Ecovias, empresa do mesmo grupo e que administra a Rodovia dos Imigrantes, entre São Paulo e Santos. No início de dezembro, a empresa entrou na Justiça para impedir a realização da Rota Cicloturística Márcia Prado.

Seria uma atitude muito mais nobre se a concessionária simplesmente reconhecesse o direito dos ciclistas trafegarem nas rodovias garantindo condições de segurança para isso.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.