Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Deputados querem pedágios em trecho de 205 km.
Deputados querem pedágios em trecho de 205 km.| Foto: Josué Teixeira/Gazeta do Povo

Os deputados federais do Paraná têm buscado participar do processo de renovação de concessão do Anel Viário do estado, que vai acontecer em 2021 e está sendo elaborado pelo governo federal. Em reunião com o governador Ratinho Junior (PSD) na manhã de segunda-feira (27), os parlamentares pediram ao governador que leve ao Ministério da Infraestrutura a possibilidade de incorporar na nova concessão o trecho de 205 quilômetros que liga as cidades de Campo Mourão a Guarapuava.

A ligação que os deputados querem incluir no pacote de concessões contempla trechos da BR-487, entre Campo Mourão e Iretama; da PR-460, entre Iretama e Pitanga; e da PR-466, entre Pitanga e Guarapuava. O trecho havia ficado de fora do desenho inicial da nova concessão, que ampliou o Anel Viário de 2,5 mil para 4 mil quilômetros.

Segundo Sergio Souza (MDB), um dos deputados que defende a ideia e que esteve presente na reunião com o governador, a ligação entre Guarapuava e Campo Mourão é um dos principais gargalos rodoviários do estado, que afeta toda a região de Campo Mourão, Umuarama e o tráfego de veículos que oriundos do Mato Grosso do Sul.

De acordo com Sergio Souza a União apresenta empecilhos para incorporar o trecho ao Anel Viário. A alegação dos técnicos do Ministério da Infraestrutura é de que o tráfego na região é baixo, o que deixaria a tarifa mais cara. Souza destaca que a pasta ainda não apresentou um estudo detalhado sobre as consequências da inclusão desses 205 quilômetros no pacote de concessões.

Durante o encontro ficou estabelecido que os parlamentares e o governador vão se reunir com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, em Brasília, para discutir o assunto detalhar o cronograma da nova concessão de rodovias no estado. A reunião com o ministro ainda não tem data para acontecer.

8 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]