i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Leonardo Coutinho

Foto de perfil de Leonardo Coutinho
Ver perfil

Brasil, América Latina, mundo (não necessariamente nesta ordem)

Operation Warp Speed

A corrida das vacinas e as lições sobre qual mundo queremos

  • Leonardo CoutinhoPor Leonardo Coutinho
  • 11/12/2020 18:02
A corrida das vacinas e as lições sobre qual mundo queremos
| Foto: White House

A intolerância ao presidente americano Donald Trump ofuscou e pode apagar para sempre um dos feitos mais monumentais de sua administração. A Operation Warp Speed – ou “Operação Além da Velocidade da Luz”.

O primeiro caso de Covid-19 foi detectado nos Estados Unidos no final de janeiro. Dois meses depois, em 30 de março, o país registrava um total de 160 mil casos e 4,2 mil mortes. Naquele dia, enquanto o mundo se digladiava por respiradores, máscaras, álcool em gel e papel higiênico, a Casa Branca anunciava o financiamento, por meio de compra antecipada, de milhões de vacinas, cujo desenvolvimento ainda dava os primeiros passos.

O regime chinês puxou o coro de que os EUA eram o país mais abjeto e egoísta do planeta. Mais de uma dezena de papagaios brasileiros repetiram a propaganda comunista. De colunistas, passando por professores e chegando políticos pós-ocidentais.

A razão para queixa era a seguinte: os Estados Unidos teriam comprado previamente todo o estoque global de uma vacina que sequer existia. Embalados pelo medo cego de morrer infectado pelo vírus chinês, muita gente foi infectada pela interpretação intencionalmente equivocada.

A má vontade com tudo aquilo que vem do presidente americano impediu que o mundo enxergasse a Warp Speed pela sua real dimensão na luta conta o coronavírus.

Os Estados Unidos investiram US$ 10,2 bilhões para financiar a pesquisa, desenvolvimento e ensaios clínicos de seis candidatos promissores à vacina contra o novo coronavírus em grandes quantidades. Nenhum país do mundo fez isso, e os resultados das pesquisas que foram custeadas pelos contribuintes americanos não trarão benefícios apenas para eles.

Aliás, os cerca de 300 mil americanos que já morreram até o momento ajudaram a pagar a conta da vacina que não chegou a tempo de protegê-los, mas servirá para salvar vidas em todo mundo.

E por que o aporte americano foi importante? A fim de acelerar as pesquisas a uma velocidade jamais vista, a Warp Speed assumiu o risco financeiro que comumente cabe apenas à indústria.

“Se uma vacina não funcionar, teremos perdido algumas centenas de milhões de dólares. Mas se funcionar, e se [a vacina] for segura e eficaz, nós teremos economizado quatro, cinco, seis meses de espera para imunizar as pessoas”, disse à revista The New Yorker o médico Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas dos Estados Unidos.

A aposta deu certo. Até agora, três empresas que foram financiadas pela Warp Speed – Moderna e Pfizer e AstraZeneca –, já anunciaram resultados positivos quanto à fase final de testes. A vacina da Pfizer se mostrou 95% eficaz na prevenção da Covid-19, enquanto a da Moderna teve eficácia comprovada de 94,5% para o mesmo fim. A da AstraZeneca, desenvolvida em parceria com a Universidade de Oxford, tem eficácia perto de 90%.

Além das três vacinas citadas anteriormente, os americanos patrocinaram a Johnson & Johnson, a Novavax e a Sanofi-GlaxoSmithKline.

As vacinas que estão sendo aplicadas no Reino Unido e começarão a chegar em uma série de outros países foram financiadas pela iniciativa da Casa Branca. Trump, o maior egoísta do planeta, está no crepúsculo de seu mandato levando sozinho a culpa pelos erros coletivos e outros tantos que não são dele, mas sem os créditos de quem olhou para além da crise.

A Operação Warp Speed teve início em maio e é liderada pelo Departamento de Saúde e Serviços Humanos e pelo Departamento de Defesa. Para a linha de frente, foi escalado o general Gustave Perna, que comandou a área de aquisições de materiais e logística do Exército dos Estados Unidos. Ao lado dele estava uma equipe multidisciplinar, com cientistas do CDC, FDA, advogados e os onipresentes políticos de Washington.

A timeline da Warp Speed traz um detalhe interessante. Ao mesmo tempo em que a equipe destinava uma fortuna sem precedentes para as vacinas, o general Perna destinou mais de 1,3 milhão de dólares para produção de seringas, agulhas e frascos. É uma lição que precisa ser aprendida e replicada, principalmente por potências regionais como o Brasil, que, até agora, parece não ter um plano desenhado para oferecer um imunizante à população.

Em meio ao apagão tropical, a China de Xi Jinping decola em sua campanha de limpeza de imagem. Desembarcou no Brasil com a sua CoronaVac e fez de São Paulo a base de exportação da vacina, cuja eficácia ainda é desconhecida, como a salvação da nação.

Favorecidos pelo ambiente de disputa política local e pelo medo que tomou conta da vida de muita gente, os chineses e seus parceiros fizeram a sua versão bem peculiar da Warp Speed. Pequim se apoiou em parceiros estatais pelo mundo para exportar custos e riscos. Tipo o amigo que lhe convida para jantar no restaurante mais caro da cidade e é você quem paga a conta.

Donos da tecnologia, eles terceirizaram para os clientes os testes clínicos, economizando significativamente tempo e dinheiro, ao mesmo tempo em que terceirizava as responsabilidades e riscos. No Brasil, por exemplo, a marca SinoVac “desapareceu”. Para ser mais palatável, ela virou “vacina brasileira”, valendo-se da reputação do paulista Instituto Butantan.

Os americanos pagam uma conta bilionária com repercussões globais e mesmo assim são tachados de vilões. Os chineses, que “barbeiraram” no início da pandemia, que começou por lá e agora empurram a conta e a aplicação de uma vacina, cuja eficácia é desconhecida, são tratados como os grandes humanistas.

A corrida pela pelas vacinas pode nos ensinar sobre dois mundos que estão em choque e em qual queremos viver.

8 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 8 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • A

    Americo

    15/12/2020 13:17:15

    Excelente observação

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • L

      Luiz

      12/12/2020 13:30:32

      É prezado, o Biden vem aí para confirmar nosso temor: a China dominando tudo. Onde a esquerda vence é só infâmias e desgosto. Não é atoa que o tal Biden já chamou um abortista no Min. da Saúde deles. Veremos em qual dos "dois mundos" queremos viver, Coutinho. Não sou otimista - os exemplos estão por aí - com essa canal ha esquerdista, né?

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • A

        Antônio Carlos

        12/12/2020 12:55:59

        Excluídos os aspectos politizados do texto, sim, investir na solução é sempre o caminho. Assumiu o risco junto com a iniciativa privada, o que acelerou o processo. Ponto para ele. Mas ele se meteu em tantas outras inúmeras besteiras e controvérsias tolas que acabou no somatório de prós e contras no campo do negativo.

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • J

          João Martins Donizete

          12/12/2020 12:35:18

          Parabéns Leonardo: sobre vacinas, pandemia e a política por detrás disso tudo seguramente é o melhor artigo que eu particularmente li até agora a respeito. O que me espanta é a total inversão de valores disso tudo patrocinado pela mídia mainstream totalmente aparelhada pela a ideologia esquerdista. Daí, pasmem, Trump é um vilão e a ditadura chinesa é a salvadora da humanidade.

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          • B

            B. A. M. L.

            12/12/2020 11:14:29

            Excelente texto!!

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

            • M

              MARCIO G BARRETTO

              12/12/2020 10:55:23

              O que me deixa triste com esse momento do mundo, é como as coisas são avaliadas, julgadas, o bom senso foi abandonado de vez, tudo é ideologia. Me deixa triste e meio desencantado, o que é o pior.

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

              • A

                Alexandre Costa

                12/12/2020 10:46:36

                Bom dia Leonardo Coutinho! Direto e cristalino como água seu texto. O meu entendimento vai na mesma direção de sua análise, pois a cada dia fica mais fácil de observar o que a falta de bom senso e espírito de união fizeram ao redor do mundo e, entre nós Brasileiros! Paz e Bem!

                Denunciar abuso

                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                Qual é o problema nesse comentário?

                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                Confira os Termos de Uso

                • C

                  Carmo Augusto Vicentini

                  12/12/2020 10:22:17

                  Excelente artigo. Muito elucidativo.

                  Denunciar abuso

                  A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                  Qual é o problema nesse comentário?

                  Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                  Confira os Termos de Uso

                  Fim dos comentários.