Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
O presidente Arthur Lira e lideranças do PP fazem filiações no Tocantins e posam para foto ao lado do jatinho da FAB
O presidente Arthur Lira e lideranças do PP fazem filiações no Tocantins e posam para foto ao lado do jatinho da FAB| Foto: Reprodução/Facebook

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), gastou R$ 2,2 milhões com 66 viagens pelo país e exterior neste ano. Foram R$ 1,5 milhão com jatinhos da Força Aérea Brasileira (FAB) e R$ 675 mil com diárias e passagens para seguranças e assessores. Teve até mutirão de filiações ao PP em três estados em dois dias, sempre nas asas da FAB, com as despesas pagas pelo contribuinte. A maior parte dos voos foi para casa, nos finais de semana, onde Lira toca a pré-campanha pela reeleição e reforça o palanque dos aliados.

No dia 11 de março, uma sexta-feira, Lira voou de Maceió para Vitória às 8h, em jatinho da FAB. Participou da filiação de deputados federais e estaduais e de prefeitos ao PP. Estava acompanhado do presidente em exercício do partido, Cláudio Cajado, e do líder do partido na Câmara, André Fufuca. Às 16h, rumou para Palmas, onde participou da filiação do deputado Vicentinho Júnior, em cerimônia com lideranças políticas do estado. Partiu de Palmas para Curitiba às 23h30, sempre no jatinho oficial.

No sábado (12), Lira prestigiou a filiação de deputados federais, estaduais, prefeitos e desportistas do Paraná, entre eles o ex-campeão de MMA Wanderlei Silva. No evento para 700 pessoas estavam o ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, e o líder do governo Bolsonaro na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), além do governador Ratinho Jr. Lira partiu para São Paulo no início da tarde. Só a despesa com o jatinho chegou a R$ 80 mil.

Lira, Ciro e Barros no mutirão de filiações em Curitiba. Foto: Reprodução/Facebook
Lira, Ciro e Barros no mutirão de filiações em Curitiba. Foto: Reprodução/Facebook

Pré-campanha de aliados

Lira fez 42 voos de ida ou volta para Maceió, partindo de Brasília ou de outras cidades, a um custo de R$ 988 mil. No estado, ele percorre os municípios do interior, visitando ou entregando obras e equipamentos públicos. Em 7 de abril, voou cedo para Paulo Afonso (BA). Dali, foi de carro até Pariconha (AL), distante 50km, comemorar os 30 anos de emancipação política do município. Às 16h, rumou para Maceió, sempre no jatinho "chapa branca", onde participou da inauguração da Rota do Mar, que liga um conjunto residencial ao Litoral Norte.

Em 4 de junho, um sábado, Lira anunciou pelas redes sociais que estava em Campo Alegre (AL): “Com o pré-candidato ao governo de Alagoas, senador Rodrigo Cunha, estive neste sábado no município de Campo Alegre para inauguração de hospital, ruas pavimentadas e entrega de maquinários e veículos”, relatou o presidente da Câmara. Ele foi para Maceió na sexta e retornou a Brasília no domingo. O jatinho custou R$ 48 mil. As diárias e passagens dos seguranças, mais R$ 14 mil.

Na companhia da deputada Jó Pereira, candidata à vice-governadora de Alagoas, Lira esteve na inauguração do acesso da BR 101 ao distrito de Terra Nova, no município de São Sebastião (AL), em 24 de junho. Em 24 de abril, Lira prestigiou as comemorações dos 147 anos de emancipação de Água Branca (AL), ao lado dos pré-candidato Rodrigo Cunha e Jó Pereira: “Participamos da entrega de equipamentos e maquinários. Parabéns Água Branca! Conte sempre com o nosso trabalho”, cumprimentou Lira.

O presidente da Câmara também fez campanha em Satuba (AL), em 16 de maio. “Grande festa hoje em Satuba! Ao lado do senador Rodrigo Cunha e da deputada Jó Pereira, participei, no bairro Satuba Novo, onde inauguramos uma escola, com doze salas e realizamos a entrega de equipamentos”, divulgou o deputado.

Lira e Collor na inauguração de obra na BR-101, na presença do ministro da Infraestrutura. Foto: Reprodução/Facebook
Lira e Collor na inauguração de obra na BR-101, na presença do ministro da Infraestrutura. Foto: Reprodução/Facebook

Presidente e ministros no palanque

Em 26 de maio, Lira e Ciro Nogueira foram a Goiânia para prestigiar a Assembleia Geral da Convenção Nacional das Assembleias de Deus, onde foram recebidos pelo bispo Primaz das Assembleias de Deus no Brasil, Manoel Pereira. A distância até Brasília é de 200 km, mas o presidente da Câmara foi de jatinho.

Lira, Ciro, convidados de honra na Convenção das Assembleias de Deus. Foto: Reprodução/Facebook
Lira, Ciro, convidados de honra na Convenção das Assembleias de Deus. Foto: Reprodução/Facebook

Lira também demonstra o seu prestígio nos eventos do estado. No dia 16 de maio, divulgou a inauguração do Serviço de Radioterapia do Hospital Universitário de Maceió. “Contamos com a presença do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga”, anunciou pelas redes sociais. Lira também contou com a presença do ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, na inauguração de acesso à BR 101, no município de São Sebastião (AL).

Em 30 de abril, esteve na abertura da ExpoZebu, com presença do presidente Jair Bolsonaro, do governador Romeu Zema e da ex-ministra Tereza Cristina. O avião presidencial partiu de Brasília para Uberaba às 8h. O jatinho de Lira decolou 20 minutos mais tarde, com o mesmo destino. Retornaram com intervalo de uma hora, no início da tarde. A revoada de jatinhos com autoridades para um mesmo evento já foi registrada pelo blog.

Passagens e diárias internacionais

O presidente da Câmara viajou para Nova York, em maio, onde palestrou na Conferência “Brazil & the World Economy”. “Falei da importância do debate sobre o semipresidencialismo, pontuando que o Brasil precisa de um governo de co-responsabilidade. Ressaltei que as novas regras, se aprovadas, valerão apenas para 2030”, relatou Lira. Ele também falou dos processos econômicos no pós pandemia e com a guerra na Ucrânia, “que é a chamada desglobalização”, completou.

A viagem de jatinho oficial custou R$ 208 mil, e teve ainda as despesas com as 31 diárias pagas a dois seguranças e um assessor, num total de R$ 88 mil, mais as três passagens a um custo de R$ 55 mil. Cada diária internacional custou R$ 2,8 mil – ou sete Auxílios Brasil. Cada servidor recebeu R$ 29,5 mil em diárias.

Lira também participou da IX Cúpula das Américas e também da cerimômia de inauguração do Vice-Consulado do Brasil em Orlando. Dessa vez não teve despesa com jatinho, mas o deslocamento de um assessor da Câmara que acompanhou a comitiva custou R$ 30 mil em diárias e passagens aéreas.

O volume de diárias nacionais também impressiona. Em janeiro, durante o recesso parlamentar, o deslocamento de 17 seguranças para Maceió custou R$ 90 mil. Apenas as 110 diárias resultaram numa despesa de R$ 67 mil. Um segurança recebeu 15,5 diárias, no valor total de R$ 9,5 mil.

O silêncio do presidente

O blog questionou o presidente Arthur Lira se é correta essa despesa milionária com voos para casa (quando ele poderia viajam em aviões de carreira) num momento de crise econômica e fiscal, com o governo enfrentando déficit orçamentário a cada ano.

Sobre o mutirão de filiação de políticos ao PP, com viagens em jatinhos da FAB para Vitória, Palmas e Curitiba, o blog questionou o presidente da Câmara se essa não seria uma despesa a ser coberta pelo partido (PP), que é uma entidade de direito privado, e se esses eventos não seriam uma forma de campanha eleitoral antecipada, paga com dinheiro público.

Sobre a viagem a Nova York em jatinho da FAB, o blog perguntou se não teria sido mais econômico um voo de carreira, como aconteceu uma vez que o deslocamento de dois seguranças e de um assessor que acompanharam o presidente nos Estados Unidos. Não houve resposta a nenhum dos questionamentos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]