i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Lúcio Vaz

Foto de perfil de Lúcio Vaz
Ver perfil

O blog que fiscaliza o gasto público e vigia o poder em Brasília

Em dois anos

Viagens de Bolsonaro para cerimônias militares custam R$ 2,7 milhões ao contribuinte

  • Lúcio VazPor Lúcio Vaz
  • 21/01/2021 17:13
O presidente Jair Bolsonaro festeja com aspirantes que não usam máscaras em Pirassununga (SP)
O presidente Jair Bolsonaro festeja com aspirantes que não usam máscaras em Pirassununga (SP)| Foto: Marcos Correa/PR

O presidente Jair Bolsonaro gastou R$ 2,7 milhões em 37 viagens para participar de visitas e cerimônias militares em dois anos de governo. O valor compraria 50 mil doses de vacina Coronavac. Em pelo menos 12 eventos, o presidente foi acompanhado do ministro da Defesa, general Fernando Azevedo, ou de comandantes militares, que viajaram em outros jatinhos da FAB. Considerando os eventos em Brasília, foram 58 solenidades militares.

Dezesseis dessas viagens foram realizadas durante a pandemia da Covid-19, a um custo de R$ 1,16 milhão. Cinco viagens foram realizadas em dezembro, quando já havia começado a “segunda onda” da epidemia. Naquele mês, surgiu mais 1,3 milhão de novos casos e ocorreram 21 mil mortes.

Em dezembro, Bolsonaro desdenhava e levantava dúvidas sobre a eficácia de vacinas. “Se você virar um jacaré, é problema de você, pô. Se nascer barba em alguma mulher ou algum homem começar a falar fino, eles não têm nada a ver com isso”, afirmou, referindo-se à vacina da Pfizer, que foi oferecida ao governo brasileiro em agosto.

Sem máscaras e com “arminha”

As cerimônias militares geram aglomerações e nem sempre os participantes seguem medidas de segurança para evitar a contaminação do coronavírus, como aconteceu na solenidade de declaração dos novos aspirantes da Aeronáutica, em Pirassununga (SP), em 4 de dezembro do ano passado. Bolsonaro misturou-se a dezenas de aspirantes, que gritavam ao seu lado, sem usar máscaras, muitos fazendo com a mão uma “arminha” – símbolo da pauta armamentista do presidente.

Os eventos geralmente são formaturas de aspirantes e sargentos, com entrega de espadas, passagens de comando, lançamento de pedra fundamental e visitas. O presidente esteve, por exemplo, na solenidade de incorporação dos alunos recém-matriculados no 6º ano do ensino fundamental no Colégio Militar de São Paulo. Essa viagem custou R$ 166 mil. Esteve também em cinco formaturas de promoção a sargento. Teve homenagens ao dia do marinheiro, do aviador, do Exército, da Força Aérea, da Cavalaria, da Vitória e da Pátria.

Como mostrou reportagem do blog, o ministro da Defesa e os comandantes do Exército, da Marinha e da Aeronáutica gastaram R$ 1,3 milhão com jatinhos em deslocamentos para visitas e cerimônias militares em 2020. Foram 134 horas de voo no cumprimento das missões festivas – 47% do total de deslocamentos dos comandantes militares. Os maiores gastos foram do comandante do Exército, o general Edson Pujol, num total de R$ 567 mil em 34 voos.

Congestionamento de jatinhos

A passagem do Comando Militar do Leste, em 14 de agosto do ano passado, uma sexta-feira, atraiu vários jatinhos. Bolsonaro partiu para o Rio de Janeiro na sexta bem cedo, para participar da inauguração da Escola Cívico Militar. No final da manhã, esteve da passagem de comando, em companhia do ministro da Defesa e do comandante do Exército, general Leal Pujol. No dia seguinte, o presidente também esteve na cerimônia de brevetação dos novos paraquedistas. Com dois escalões avançados, a viagem custou R$ 286 mil.

Mas as festividades tiveram ainda mais despesas. Pujol havia viajado para o Rio na quinta à tarde, em jatinho da FAB. Após a passagem do comando, decolou do Galeão às 14h de sexta, em direção a Canoas (RS). Os dois deslocamentos custaram R$ 34 mil.

O general Fernando Azevedo havia viajado para o Rio na terça-feira (11). Foi uma semana de festas. Na quarta, prestigiou a passagem de comando da 1ª Divisão de Exército. Na quinta, esteve na cerimônia de despedida do general Luiz Eduardo Ramos. Na sexta, na passagem do Comando do Leste. No sábado, na brevetação de paraquedistas. Retornou a Brasília no meio da tarde de sábado. Seus deslocamentos em jatinhos custaram mais R$ 30 mil.

Pirassununga atraiu mais autoridades

Bolsonaro viajou para Pirassununga no dia 4 de dezembro do ano passado, uma sexta-feira, bem cedo, para a solenidade de declaração dos novos aspirantes da Aeronáutica. A viagem custou R$ 47,5 mil. Ao meio dia, rumou para Salvador, onde prestigiou as Assembleias Gerais Ordinárias da Convenção Estadual das Assembleias de Deus da Bahia – outro evento com muita aglomeração. Às 5 da tarde, partiu para Resende. No dia seguinte, esteve na solenidade de entrega de espadins e de declaração de aspirantes da AMAN. Recebeu homenagem com salva de 21 tiros e caminhou acompanhado da cúpula militar sem o uso de máscara de proteção. Mais R$ 105 mil na conta do contribuinte.

Presidente Jair Bolsonaro caminha ao lado de integrantes da cúpula militar na AMAN. Ninguém usava máscara de proteção. Foto de Marcos Corrêa/PR
Presidente Jair Bolsonaro caminha ao lado de integrantes da cúpula militar na AMAN. Ninguém usava máscara de proteção. Foto de Marcos Corrêa/PR| Marcos Correa

A cerimônia em Pirassununga atraiu ainda mais autoridades. O Comandante da Marinha, Ilques Barbosa, viajou do Rio de Janeiro para Pirassununga, no início da manhã de sexta, em jatinho da FAB. O Ministro da Aeronáutica, Antônio Carlos Moretti Bermudez, partiu de Brasília para Pirassununga às 7h da manhã – uma hora e meia antes da decolagem do avião presidencial. Após o evento, voou para o Rio de Janeiro no início da tarde.

Há registros de dois voos do ministro da Defesa, um de Pirassununga para Resende, no dia 4, e outro de São José dos Campos para Brasília, no dia 5. Os deslocamentos do ministro e dos comandantes militares custaram R$ 56 mil. Eles foram saudados no discurso do presidente da República.

Submarino e entrega de espadas

Nos dias 11 e 12 de dezembro, o presidente da República e integrantes da cúpula militar fizeram mais uma festança no Rio de Janeiro. Primeiro, presenciaram a cerimônia do Dia do Marinheiro, na Base Naval em Itaguaí (RJ). Em seguida, fizeram visita ao submarino nuclear de ataque americano USS "Vermont", que estava atracado na base de submarinos.

No dia seguinte, estiveram na cerimônia de declaração de guardas-Marinha de 2020 e entrega de espadas da Turma Capitão-Mor Jerônimo de Albuquerque, no Rio de Janeiro. As despesas de viagens para os dois eventos somaram R$ 182 mil. O ministro da Defesa viajou de Brasília para o Rio no dia 10 e o comandante da Marinha no dia 9, cada um no seu jatinho. Esses voos custaram R$ 43 mil.

Bolsonaro participou da cerimônia de entrega de espadim aos cadetes da Turma “Centenário da Missão Militar Francesa no Brasil”, em Resende, dia 17 de outubro. A viagem custou R$ 115 mil. O comandante do Exército chegou ao evento por Guaratinguetá, partindo de Brasília, no dia 16. O ministro da Defesa decolou de Brasília para o Rio e depois seguiu para Resende. Os voos extras em jatinhos da FAB custaram mais R$ 58 mil.

Amado Batista e viagem afetiva

Em 2019, houve muitas cerimônias que seriam repetidas em 2020, mas alguns eventos foram únicos. Em 15 de junho, um sábado, Bolsonaro voou para Santa Maria (RS) para a cerimônia comemorativa ao 218º aniversário de nascimento do Marechal Emilio Mallet, patrono da arma de artilharia do Exército. A viagem custou R$ 59 mil. No dia 19, já estava em Guaratinguetá, para a formatura da 248ª Turma do curso de formação de sargentos da Aeronáutica. Mais uma despesa de R$ 43 mil. O ministro da Defesa seguiu para evento de Brasília, no seu jatinho da FAB.

Na semana seguinte, em 26 de julho, o presidente foi a Goiânia. Almoçou com o cantor Amado Batista, em encontro de três horas, visitou o Comando de Operações Especiais e participou, à noite, da cerimônia de comemoração do 161º Aniversário da Polícia Militar de Goiás e formatura da 45ª Turma de Aspirantes. Com a utilização de dois escalões avançados, a viagem saiu por R$ 98 mil.

O presidente da República partiu para Anápolis (GO) às 10h20 do dia 4 de setembro para a cerimônia de recebimento da Aeronave Embraer KC-390. O evento durou apenas uma hora e custou R$ 66 mil. O comandante da Aeronáutica decolou de Brasília para Anápolis no seu jatinho às 9h20 – uma hora antes do presidente.

Saltando e subindo a rampa

Em 11 de outubro, Bolsonaro seguiu de São Paulo ao Rio de Janeiro para uma visita ao submarino Riachuelo, na Base Naval de Itaguaí, e a “cerimônia de início de integração” do submarino Humaitá. O comandante da Marinha seguiu de Brasília para o evento em jatinho da FAB. A viagem do presidente custou R$ 58 mil. Lá também estavam o ministro da Defesa e o comandante da Aeronáutica.

Bolsonaro foi ao Rio de Janeiro em 23 de novembro para a celebração do 74° aniversário de criação da Brigada de Infantaria Paraquedista, que ele integrou no final de 1977. Bolsonaro homenageou os paraquedistas com uma metáfora: “Nós sempre saltamos da rampa do avião e agora subimos pela vontade popular a rampa do Planalto Central. Isso é motivo de honra e orgulho para todos”. O contribuinte entrou com mais R$ 122 mil nessa viagem de caráter afetivo.

Em 6 de dezembro, o presidente esteve na solenidade de promoção dos novos aspirantes a oficial da FAB em Pirassununga, com despesa de R$ 32 mil. O Comandante da Aeronáutica partiu de Brasília para o evento no seu jatinho. No dia seguinte, Bolsonaro já estava na cerimônia de declaração de guardas-marinha e entrega de espadas. Mais uma despesa de R$ 110 mil para os pagadores de impostos.

As viagens para cerimônias militares

Motivo da viagem e localDataR$ mil
Almoço com almirantado - Rio de Janeiro20/jan74
Incorporação de alunos no Colégio Militar - São Paulo03/fev165
Passagem do Comando Militar do Sul - Porto Alegre30/abr60
Visita à Brig. de Infantaria Paraquedista - Rio 21/jun16
Visita à Escola Municipal Cívico-militar - Bagé (RS)31/jul62
Passagem do Comando Militar do Leste - Rio14/ago137
Passagem do Comando Militar do Leste -Rio14/ago148
Inauguração da Estação Radar - Corumbá (MS)18/ago70
Formatura do curso de sargento - Rio10/set95
Visita ao Parque do Curso de Artilharia - Rezende (RJ)24/set68
Entrega de espadins a cadetes - Resende (RJ)17/out115
Formatura do curso de policial - Florianópolis06/nov0
Graduação de sargento da Aeronáutica -Guaratinguetá (SP)27/nov50
Declaração de aspirantes da Aeronáutica - Pirassunga (SP)04/dez47
Entrega de espadins a aspirantes - Resende (RJ)05/dez105
Cerimônia do Dia do Marinheiro - Itaguaí (RJ)11/dez69
Declaração de guardas-marinha -Rio 12/dez113
Conclusão do curso soldados da PM -Rio18/dez0
Aniversário do Corpo de Fuzileiros Navais - Rio 07/mar28
Solenidade ao Dia do Exército - São Paulo18/abr46
Comeração ao Dia da Vitória da FEB - Rio08/mai101
Formatura do curso de sargento - Rio07/jun55
218 aniversário do marechal Mallet - Santa Maria (RS)15/jun59
Formatura do curso de sargento - Guaratinguetá (SP)19/jun43
Passagem do Com. Militar do Sudeste - São Paulo03/jul60
Almoço com cantor Amado Batista - Goiânia26/jul55
162º aniversário da PM de Goiás -Goiânia26/jul43
Brevetação de novo paraquedistas-  Rio27/jul43
Entrega de espadins a cadetes - Resende (RJ)17/ago78
Recebimento da Aeronave Embraer - Anápolis (GO)04/set66
Integração do submatino Humaitá - Itaguaí (RJ)11/out58
Aula magna no curso da PRF - Vargem Bonita (SC)17/out82
Aniversário da Brig. Paraquedista - Rio23/nov122
Diplomação do curso de sargento - Três Corações (MG)29/nov62
Declaração de aspirantes a oficial - Resende (RJ)30/nov116
Promoção de aspirantes a oficial - Pirassununga (SP)06/dez32
Declaração de guardas-marinha - Rio07/dez110
Entrega de espadas aos formandos - Rio12/dez54
(*) dois Escalões avançados
(**) falta contabilizar diárias
Fonte: Presidência da República
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.