Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
“Pode ser o fim da carreira de Jon Jones”, diz presidente do UFC
| Foto:

Presidente do UFC, Dana White acredita que o segundo caso de doping de Jon Jones, revelado nessa terça-feira (22), pode representar o fim da carreira do “melhor de todos os tempos”.

O lutador de 30 anos foi pego com traços um esteroide anabolizante no teste realizado em 28 de julho, um dia antes de nocautear Daniel Cormier na luta principal do UFC 214, quando recuperou o cinturão meio-pesado (até 93 kg).

“Se isso terminar com ele pegando dois ou três anos de suspensão, pode ser o fim da sua carreira. Então falar de legado… provavelmente é o fim da carreira dele”, disse o dirigente.

No caso de Jones, que é reincidente, a pena pode ser de até quatro anos. Entre julho de 2016 e julho de 2017, ele cumpriu um ano de suspensão.

“Ele teria 33, 34 anos, poderia tentar voltar de novo, mas [imaginem] orquestra ele poderia ser feito, o que poderia ter sido…”, lamentou.


Enquanto o processo com USADA, a agência antidoping americana, não se resolver, White disse que prefere não falar sobre a iminente retirada do título de Jones.

Porém deixou claro que Cormier seria o campeão, sem necessidade de uma disputa de título interino. “Ele só perdeu do Jones em toda a carreira. Para mim é o campeão”, falou White, que já planejava a subida de Jones para os pesados (até 120 kg).

“Provavelmente seria contra o Stipe Miocic [em Detroit, dia 2 de dezembro]”, revelou.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]