Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
A pedido de Silvester Stallone, Donaldo Trump tende a dar o perdão presidencial a Jack Johnson, ícone do boxe mundial.
A pedido de Silvester Stallone, Donaldo Trump tende a dar o perdão presidencial a Jack Johnson, ícone do boxe mundial.| Foto:

O presidente americano Donald Trump está disposto a conceder perdão póstumo ao primeiro campeão mundial de boxe negro, Jack Johnson (31/31878 – 10/6/1946).

Mais de cem anos depois de o pugilista ter sido condenado por um júri composto apenas por brancos, Trump deu a entender que pretende pôr fim a uma injustiça histórica nos Estados Unidos. A medida nasceu de um pedido feito pelo amigo do republicano, o ator Silvester Stallone, famoso por interpretar justamente um boxeador no filme Rocky, um lutador (1976).

Leia também >> Estrela do UFC revela em livro que foi vítima de estupro coletivo

O presidente anunciou, através da sua conta no Twitter, que o astro do cinema lhe chamou a atenção para a história de Johnson, condenado em 1913 por violar o Mann Act – norma que tornava ilegal o transporte de mulheres de um estado a outro com propósitos ‘imorais’.

“Sylvester Stallone me contou a história do campeão de boxe pesado Jack Johnson. Suas provações e feitos foram grandes, sua vida complexa e controversa. Outros (presidentes) olharam para isso ao longo dos anos, a maioria pensou que seria feito, mas sim, eu estou considerando um perdão total”, escreveu Trump em seu perfil no Twitter

Jack Johnson entrou para a história como o primeiro campeão mundial de pesos pesados negro, título que conquistou em 1908 e manteve até 1915.

Condenado a um ano e um dia de prisão, Jack Johnson fugiu para França com Lucille Cameron (uma das três mulheres brancas com quem se casou, o que na época gerou controvérsia). Nos sete anos seguintes viveu na Europa, América do Sul e México. Em 1920, entregou-se às autoridades americanas.

Fã de automóveis e de velocidade, morreu em 1946 num acidente de automóvel.

Leia também >> Brasileiro é massacrado na luta principal do UFC Atlantic City; confira os resultados

 

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]