i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Luta Livre

Foto de perfil de Luta Livre
Ver perfil

Você toma suplementos? Brasileira punida por doping no UFC questiona produtos

  • PorFernando Rudnick
  • 11/01/2018 16:01
Amanda pegou dois anos de suspensão por doping. Foto: Instagram/Divulgação
Amanda pegou dois anos de suspensão por doping. Foto: Instagram/Divulgação| Foto:

Contratada pelo UFC no ano passado, a mineira Amanda Ribas não vai estrear na organização antes de julho de 2019.

Flagrada em um teste antidoping fora de competição em julho de 2017, ela aceitou a punição de dois anos imposta pela USADA, a agência antidoping americana, nessa quarta-feira (10). O esteroide ostarine apareceu em seu exame.

A peso-palha (até 52 kg), no entanto, segue negando o doping e questionou a qualidade dos suplementos que estão no mercado. Em seu perfil no Instagram, ela se disse humilhada por pagar por algo que não fez.

Baixa qualidade

Para tentar provar a inocência, Amanda pagou por uma investigação nos suplementos que consumiu no período. Porém, para sua surpresa, outra substância ilegal (não detectada no doping) apareceu nos produtos.

“Nunca fiz uso de doping de qualquer gênero e me sinto extremamente humilhada e prejudicada por estar pagando por algo que não fiz”, escreveu a lutadora.

“O aparecimento do clumbeterol em um dos suplementos anteriormente utilizados por mim mostra a má qualidade e fiscalização de alguns fabricantes desse tipo de produto. Aconteceu comigo, bem como com outros atletas brasileiros. Quero declarar aqui a minha inocência, e deixar um imenso alerta a todos os outros atletas profissionais do Brasil sobre o risco que esse tipo de consumo apresenta para nossas vidas e carreiras”, completou.

Leia o desabafo da lutadora:

Sou Amanda Ribas, lutadora de MMA e do UFC. Recentemente foi encontrado o esteróide Ostarine em um dos meus exames realizados pela Organização USADA antes do que seria a minha estreia no UFC. Quem me conhece sabe a minha opinião sobre esse tipo de produto. Fui atleta da seleção Brasileira de Judô, sou lutadora profissional de MMA e sempre fui completamente contra esse tipo de coisa. Quando o positivo surgiu no exame eu, junto com meu empresario e meu treinador, juntamos todos os suplementos e remédios que eu utilizara e enviamos para a USADA para tentarmos descobrir como isso apareceu no meu corpo. Jamais fiz uso de dopping e tampouco sabia o que era a substância, até então. Depois de gastarmos muito dinheiro com os testes, que são pagos pelo atleta, soubemos que o Ostarine não fora encontrado. Porém em um dos suplementos foi encontrado Clumbeterol, substância que, apesar de não ter surgido nos meus exames de antidopping, também classifica-se como ilegal. Nunca fiz uso de dopping de qualquer gênero e me sinto extremamente humilhada e prejudicada por estar pagando por algo que nao fiz. O aparecimento do Clumbeterol em um dos suplementos anteriormente utilizados por mim mostra a má qualidade e fiscalização de alguns fabricantes desse tipo de produto. Aconteceu comigo, bem como com outros atletas brasileiros. Quero declarar aqui a minha inocência, e deixar um imenso alerta a todos os outros atletas profissionais do Brasil sobre o risco que esse tipo de consumo apresenta para nossas vidas e carreiras. Eu tomarei para mim a missão de alertar a todos!!! Vou continuar os treinamentos fortes pra ir em busca do cinturão do UFC #Deusnocomando #devarginhaparaomundo #ilovemyjob #continueanadar #vamoquevamo #bjj #amandaribas #bjjwoman #ufcwoman #ufcgirl #mmawoman #alwaysworking #ufcbrasil

Uma publicação compartilhada por AMANDA RIBAS (@amandaribasufc) em

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.