Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Daniel Castellano/Gazeta do Povo
Daniel Castellano/Gazeta do Povo| Foto:

Com boas chances de avançar na Libertadores, o Atlético começa a pensar na data do jogo na Baixada pelo confronto eliminatório. Caso termine em segundo lugar no grupo, o Furacão fará a ida do duelo em Curitiba, entre os dias 4 e 6 de julho. E aí é que está o problema.

O Rubro-Negro reservou a Arena entre 24 de junho e 11 de julho para a Liga Mundial de Vôlei (montagem de quadra, evento etc), período que coincide com as datas da Libertadores. Um vacilo da Conmebol na fase preliminar da disputa, entretanto, pode servir de trunfo para o Atlético.

De acordo com o regulamento da competição, o Furacão faria o segundo jogo diante do Deportivo Capiatá, pela fase classificatória, na Baixada.  Algo que não ocorreu, pois a Conmebol, por algum motivo desconhecido, marcou a volta do confronto para o Paraguai.

O Furacão aceitou, superou os paraguaios e, mais tarde, recebeu um pedido de desculpas da entidade que organiza a Libertadores. Atitude que o clube enxerga como um “crédito” para tentar uma mudança de data na possibilidade de avançar em segundo.

Melhor do que contar com uma “camaradagem” da Conmebol, no entanto, é buscar a classificação como líder do grupo que ainda tem Flamengo, San Lorenzo e Universidad Católica. Sendo assim, o Atlético jogaria a volta das oitavas na Baixada, entre 8 e 10 de agosto, longe da concorrência com a Liga Mundial.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]