i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Memória Futebol Clube

Ver perfil

Justiça determina que Petraglia pague indenizações a desafeto no Atlético

  • PorAndré Pugliesi
  • 12/07/2017 19:12
Justiça determina que Mario Celso Petraglia pague indenizações a desafeto no Atlético
Justiça determina que Mario Celso Petraglia pague indenizações a desafeto no Atlético| Foto:

As desavenças entre Mario Celso Petraglia e José Cid Campêlo Filho tiveram respostas da Justiça. Campêlo processou Petraglia duas vezes requerendo indenizações por danos morais, em situações ocorridas em 2012 que envolveram a reforma da Arena para a Copa do Mundo de 2014.

Na semana passada, a Justiça determinou, em segunda instância, que o presidente do Conselho Deliberativo do Furacão pague indenização ao advogado no valor de R$ 30 mil (mais os juros) por ofensas proferidas em reunião do órgão atleticano. Decisão que ainda cabe recurso.

LEIA MAIS: Saiba quem é o homem que ‘faz a cabeça’ de Petraglia no futebol do Atlético

Petraglia já havia sido condenado a indenizar Campêlo em R$ 55 mil. Desta feita, por declarações do cartola na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), por ocasião da CPI instalada pela casa para apurar supostas irregularidades na remodelação da Baixada para o Mundial. O valor já foi pago.

Na oportunidade, Petraglia afirmou, entre outras coisas, que o advogado respondia a “processos por desvio de verbas públicas”, que tinha “folha corrida”, “vida pregressa registrada em cartórios” e que buscava “vantagens” nos bastidores rubro-negros.

“As palavras do réu foram ofensivas, exageradas e desproporcionais, ultrapassando os limites do tolerável e as regras da convivência social”, escreveu o desembargador relator Guilherme Freire Teixeira, que teve o voto acompanhado pelos desembargadores Ângela Khury e Luiz Lopes.

Reação de Petraglia

As palavras de Petraglia foram uma reação aos questionamentos de Campêlo. Membro do Conselho Administrativo do Atlético e integrante da CAP/SA, gestora das obras da Arena, o advogado protestou contra a participação de dois parentes de Petraglia na empreitada da Copa.

De acordo com Campêlo, o Atlético estaria negociando contratos favoráveis com a empresa de cadeiras do filho de Petraglia, Mario Celso Keinert Petraglia, e com o primo do cartola, Carlos Arcos, para projetos relacionais ao remodelamento do estádio. Veja os detalhes o caso.

Com o racha, Campêlo renunciou aos cargos relacionados ao Furacão ainda em 2012. E, no ano seguinte, acabou expulso do clube pelo Conselho Deliberativo. Situação que o advogado ainda tenta reverter também com um processo na Justiça.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.