Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Chef Gabriela Vilar de Carvalho, comemorando 13 anos à frente de seu restaurante Quintana Gastronomia.
Chef Gabriela Vilar de Carvalho, comemorando 13 anos à frente de seu restaurante Quintana Gastronomia.| Foto: Alexandre Carnieri

Passou um filme. Lembrei-me de alguém ter me contado: uma jovem cozinheira estava abrindo um restaurante novo, com proposta de cozinha de responsabilidade e sabores da vizinhança.

Isso foi em 2008.

Curioso que sou, dali uns dias fui lá conferir. E fiquei muito bem impressionado com a conversa da chef Gabriela Vilar de Carvalho, seus valores, suas paixões, seu futuro. Tanto que hoje, 13 anos depois, tenho de reconhecer: deu tudo certo e ela está cada vez mais enfronhada nessas de valorizar os produtos da terra e os pequenos fornecedores locais.

Para que se tenha uma ideia, foi por intermédio dela que conheci o Benedito Uczai, encantado que estava com as colmeias de abelhas nativas instaladas no quintal de seu restaurante, em pleno Batel. “Precisa ver o resultado, impressionante, a bananeira, que dava um cacho, se muito, no ano, agora dá seis ou sete” – contou-me entusiasmada. Instalei algumas colmeias dessas lá na minha terrinha também e constatei o sucesso das pequenas operárias.

E aí trocamos ideias e mudas. Levei, entre outras, muda de manjericão anis e trouxe para ela algumas de carqueja, que, de pronto, plantou no seu pequeno paraíso, ali nos fundos e no entorno do Quintana Gastronomia.

Sim, é a Gabriela do Quintana - quase passei batido na conversa, entusiasmado pelo que ela representa. E o Quintana está completando 13 anos nesta semana (dia 10, para ser mais preciso), justificando o que se criou ali, a definição “Ecogastronomia Cultural”, termo que exemplifica seus pilares e sua missão: servir e surpreender.

O poeta gaúcho Mário Quintana é a inspiração para o trabalho de Gabriela Carvalho e de sua equipe.
O poeta gaúcho Mário Quintana é a inspiração para o trabalho de Gabriela Carvalho e de sua equipe. | Foto: Alexandre Carnieri

O espaço, que se baseia fortemente nos pilares de gastronomia, sustentabilidade e cultura, apresenta, durante a semana que começa, uma programação especial para festejar a data ao lado dos clientes, amigos e parceiros. A ideia é oferecer um convite a viajar pelo mundo por meio da gastronomia.

A cada dia, o Quintana proporciona uma cultura diferente como tema inspirador da mesa gastronômica. Durante esta semana, que precede o aniversário, a programação normal será alternada, para permitir que clientes que visitam a casa apenas um dia da semana – e que, por isso, acabam por experimentar sempre uma mesma inspiração – possam conhecer os pratos clássicos de outras regiões do mundo.

Acompanhe, então, como fica a nova programação: nesta segunda-feira (05), os clientes poderão curtir pratos clássicos da gastronomia da Europa. Na terça, especial das Américas e regionalidades. Quarta será dia do Grande Oriente Médio e, quinta-feira (8), Ásia e Oceania. Sexta-feira (9) é momento de curtir o Mediterrâneo, para, finalmente, aproveitar os clássicos Quintana nos almoços de sábado e domingo.

Na data oficial do aniversário, 10 de julho (sábado), a mesa gastronômica estará recheada dos clássicos mais especiais de toda a história do restaurante. Alguns itens sempre muito pedidos, como o Acarajé especial Quintana, também estarão presentes.

A programação também volta a alternar na última semana do mês, a partir da segunda-feira, 26, até o dia do aniversário do poeta inspirador Mario Quintana, na sexta, 30.

A programação especial segue também para delivery e retiradas, que irão acompanhar as mesmas inspirações do almoço presencial. Para o almoço na casa, o valor é R$ 50 (livre) ou R$ 80 (quilo), de segunda a sexta, e R$ 72 (livre) aos sábados e domingos.

O jardim encantado do Quintana, com mesas entre árvores, arbustos, ervas, frutíferas e colmeias.
O jardim encantado do Quintana, com mesas entre árvores, arbustos, ervas, frutíferas e colmeias. | Foto: Alexandre Carnieri

Guerreira

Gabriela é uma apaixonada por grãos, por leguminosas. Era a quem eu sempre recorria quando à frente do projeto Horta do Chef, infelizmente baqueado por interesses políticos e hoje moribundo. Não foram poucas as vezes que ela se instalou na unidade móvel da então Secretaria Municipal de Abastecimento para instruir as pessoas humildes, dos bairros distantes, junto a um Armazém da Família, ensinando a melhor utilizar os grãos e as leguminosas. Era sempre um sucesso, era sempre aplaudida.

Aplausos, aliás, são poucos para o que ela merece pela bandeira que assumiu de valorizar os produtores que, teimosos, não se dobram às facilidades e continuam insistindo em manter suas convicções. Ela e sua equipe apreciam os ingredientes naturais e valorizam o que está ao redor. As produções vão além do paladar e instigam a refletir, lembrar momentos importantes e sentir o prazer da alimentação.

Com ações sustentáveis instaladas em sua rotina, o Quintana luta pela preservação do meio ambiente, pelo uso de técnicas sustentáveis e pelo fim do desperdício. Valoriza a cultura regional e os produtores locais, a fim de causar menor agressão à natureza. Respeita as estações do ano e o ritmo com o qual os insumos são produzidos. Utiliza ingredientes frescos e opta, sempre que possível, pelos orgânicos.

Conviver com as cores e os perfumes da natureza, o chamariz para alguns bons momentos no Quintana.
Conviver com as cores e os perfumes da natureza, o chamariz para alguns bons momentos no Quintana. | Foto: Alexandre Carnieri

A chef

Gabriela, essa chef de cozinha e proprietária do Quintana Gastronomia, criou em Curitiba um espaço referência em cozinha saudável e sustentável, localizado em um ambiente repleto de gastronomia e cultura. É formada em hotelaria na Suíça, com especialização nos Estados Unidos. Durante sua carreira de mais de 20 anos, conquistou experiência na Europa, China, Brasil, entre outros locais.

Possui sólida carreira no setor de alimentos e bebidas, produzida com atenção aos valores de sustentabilidade e com a harmonia entre sabor, cultura e saúde - bases dos seus pilares na cozinha.

Sem contar que é um doce de pessoa, querida de seu Fabrício e dos dois filhos pequenos, Bia e Pedro – além, claro, de todos os outros “filhos” que compõem a equipe do Quintana.

Aliás, Fabrício que é um respeitável cervejeiro. Tem sua própria produção, as variações da Turbinada, além de abrigar outros produtores – são chamados “ciganos”, não sabia, aqueles que não têm local e se hospedam em cervejarias oficiais para poderem produzir e comercializar.

E, cá, entre nós, independentemente da qualidade de cada almoço temático que a casa oferece, não há prazer melhor do que sentar numa daquelas mesinhas do quintal, escolher algum belisco qualquer e pedir para o Fabrício harmonizar. Felicidade pura!

Que venham, pois, outros 13 anos e ainda muitos outros pela frente.

O Restaurante Quintana está aberto todos os dias, das 11h30 às 15h30.

Mesa gastronômica: 11h30 às 14h30 (segunda a sexta-feira) e 11h30 às 15h30 (sábados, domingos e feriados).

Almoço à la carte: 11h30 às 15h30 (todos os dias).

Cafés e sobremesas: 11h30 às 16 horas (todos os dias).

Delivery: todos os dias, das 11h às 15h.

Uma mesinha no quintal, a paz no entorno, um brinde e tudo de bom.
Uma mesinha no quintal, a paz no entorno, um brinde e tudo de bom. | Foto: Alexandre Carnieri

Quintana Gastronomia

Avenida do Batel, 1440 - Batel

Informações e reservas: (41) 99235-6044 (WhatsApp) 3078-6044 e (41) 3078-8944

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

Entre em contato com o blog:

Blog anterior: http://anacreonteos.blogspot.com/

Twitter: http://twitter.com/AnacreonDeTeos

E-mail: a-teos@uol.com.br

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]