Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Sala de controle central da Copel Telecom em Curitiba
Sala de controle central da Copel Telecom em Curitiba| Foto: Albari Rosa/Arquivo/Gazeta do Povo

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, na última semana, a venda da Copel Telecom para o fundo Bordeaux Participações. O aval, sem restrições, é uma das últimas etapas para que a companhia passe para a iniciativa privada – a conclusão do negócio ainda está sujeita ao cumprimento das cláusulas contratuais.

A venda da Copel Telecom foi feita em novembro de 2020, em um leilão na B3, a bolsa de valores brasileira. Por R$ 2,395 bilhões, o fundo de investimentos paulista Bordeaux Fundo de Investimento e Participações Multiestratégia arrematou a última estatal, uma das mais bem avaliadas no país.

O Bordeaux, que já havia arrematado outro ativo de telecomunicações no estado, a Sercomtel, tem como cérebro um nome conhecido do mercado de investimentos: Nelson Tanure. Investidor habituado a grandes negócios, ele já participou de transações envolvendo pelo menos duas gigantes em atuação no Brasil, a Tim e a Oi.

2 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]