Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Foto: Albari Rosa / Gazeta do Povo
Foto: Albari Rosa / Gazeta do Povo| Foto:

Em 2011 a empresária Marianne Bot Borges deu voz e ação a sua vertente empreendedora e iniciou as atividades da Stilla Acessórios Contemporâneos. Muito mais do que um negócio que tem como produto as semijoias, o foco é incentivar o empreendedorismo feminino e oferecer suporte de gestão para mulheres que buscam um negócio próprio, seja ele em tempo integral ou como complementação de renda. Unir sua experiência profissional adquirida em grandes empresas, como os conhecimentos de supply chain na Louis Vuitton Moët Hennessy (LVMH), em Paris, ao seu perfil empreendedor tem feito com que o empreendimento cresça e amadureça, proporcionando bons resultados.

LEIA TAMBÉM >> Governo do Paraná lança app que facilita acesso a serviços de autônomos

É assim que a Stilla está presente no mercado há oito anos. Ao voltar ao Brasil, em 2010, a empresária recusou um novo posto na LVMH. Queria cuidar da primeira filha e efetivar o sonho do negócio próprio. Partiu para o processo de pesquisa. Trouxe na bagagem interesse por algo relacionado à moda e ao visitar uma feira de atacado de semijoias experimentou a revenda. Foi nessa experiência que percebeu o potencial do negócio, tanto na questão do lucro quanto na capilaridade.  Assim, da experiência em ser ela própria a revendedora da sua marca a 150 mulheres que hoje atuam em 12 estados do país, Marianne relembra que a Stilla passou por pontos marcantes nessa trajetória empresarial que contabiliza 22% de crescimento do negócio, em média, nos últimos três anos. “Da revenda de produtos prontos de terceiros, em 2012 iniciei o desenvolvimento de produtos próprios, área na qual me concentro até hoje. Em 2013 abri o showroom para atender as empreendedoras, adaptando a empresa ao aumento de demanda. Em 2014 iniciei o desenvolvimento da primeira coleção da marca, um marco importante que foi acompanhado do calendário fixo de lançamento de coleções para apresentação constante de novos produtos atrelados a tendência e moda. A Stilla sempre foi multicanal, mas em 2016 reformulamos a plataforma online e, em 2016, uma nova grande mudança, a entrada da atual sócia, Teresinha Mattos.”

Em 2014 iniciei o desenvolvimento da primeira coleção da marca, um marco importante que foi acompanhado do calendário fixo de lançamento de coleções para apresentação constante de novos produtos atrelados a tendência e moda.

Antes de entrar na sociedade, Teresinha foi empreendedora  Stilla e viveu na prática a aceitação do modelo de negócio e dos produtos pelas clientes. Profissional que desenvolveu a carreira em multinacional, a nova sócia da Stilla trouxe fôlego para continuar o processo de crescimento da marca e dar mais estabilidade para pensar o futuro, com ações focadas no presente. “Com a nova estrutura administrativa mudamos para um novo espaço e passamos a dar melhores condições de atendimento às nossas empreendedoras”, confirma Marianne. Isso foi ainda em 2016, quando a Stilla passou a ocupar um espaço comercial de 95 m2, no Alto da XV, em Curitiba. “Uma oportunidade muito especial veio com a possibilidade de abrir um corner no Aeroporto Afonso Pena, o que nos possibilitou conhecer melhor a necessidade do cliente final. O que ele desejava com um produto como o comercializado pela Stilla”, explica Marianne.

Aqui as empreendedoras podem começar o seu negócio com R$ 500 de investimento inicial.

Crescimento

Do corner, as sócias compreenderam que era preciso expor o conceito e os produtos em um espaço diferenciado, unindo todas as operações a partir de uma loja conceito. O espaço foi construído ao longo de 2018 e 2019 chegou com fôlego novo para que as empresárias continuem a expandir a atuação da Stilla e dar foco a uma das vertentes da missão da marca, que é engajar e desenvolver mulheres que podem empreender no segmento de moda de forma flexível e com investimento acessível. “Aqui as empreendedoras podem começar o seu negócio com R$ 500 de investimento inicial. Para elas, mudamos novamente de espaço em Curitiba, que abriga além do atelier e do espaço de atendimento exclusivo, a loja conceito, que facilita a exposição da coleção e seus produtos, além de enfatizar o conceito da marca”, finaliza a empreendedora. A Stilla aposta nos multicanais. Continua com ecommerce e presente nas redes sociais, sem abrir mão da proximidade com o cliente por meio das empreendedoras que têm na Stilla um suporte para constituir um negócio e prosperar.

Foto: Albari Rosa / Gazeta do Povo

Foto: Albari Rosa / Gazeta do Povo

LEIA TAMBÉM >> Dono da maior rede de franquias odontológicas do país conta sobre os segredos do sucesso

 

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]