i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Paraná S.A

Foto de perfil de Paraná S.A
Ver perfil
Mercado imobiliário

Projeto da Galvão angaria corretores independentes para o guarda-chuva da marca

  • PorCamila Machado
  • 15/10/2019 09:00
Molho de chaves para o imóvel novo
Com uma mensalidade de R$ 900 os corretores tem acesso a expertise e a plataforma da Galvão. A LIGA está no mercado desde março| Foto: Pixabay.

A Galvão Vendas atua há mais de seis décadas no mercado imobiliário paranaense, mas decidiu em 2019 que não dava mais para continuar com o mesmo modelo de negócio. "A procura por imóveis está claramente na internet e isso não podemos negar. No entanto, só o ´ser digital´não é suficiente", explica o CEO da empresa, Gerson Carlos da Silva.

Para fazer diferente, a nova aposta da companhia é o projeto LIGA, que promete ser uma nova forma de se relacionar com o donos de negócios - que têm pequenas imobiliárias - e com corretores autônomos. Quase o mesmo que dizer que a Galvão, com a LIGA, quer angariar mais profissionais para entrar no seu guarda-chuva.

A promessa é que esses novos corretores - ou aqueles que já estão no time - ganhem mais: em comissão e serviços. É que a estrutura da LIGA vai usar a expertise da empresa sexagenária e "deixar os corretores apenas vendendo".

Gerson Carlos da Silva é CEO da <em>Galvão Vendas</em>. Foto: divulgação.
Gerson Carlos da Silva é CEO da Galvão Vendas. Foto: divulgação.

"Identificamos que 60% do tempo de um corretor é utilizado em gestão operacional e estamos livrando os profissionais disso para que eles estejam focados 100% no cliente", disse Silva.

A LIGA será a responsável por oferecer toda estrutura necessária para angariação, fotografias, marketing, sistema de busca de imóveis, a busca por clientes, a pré-qualificação para a venda, assessoria jurídica, assessoria financeira e todos os trâmites para a conclusão do negócio, além de um coworking para os interessados.

Sobre as comissões de venda, neste modelo, a Galvão informou que a maior parte também fica com os corretores. "Eles ficarão com valores a partir de 2,6% em imóveis de lançamentos – o mercado trabalha com 1,2% – e de 4% nos imóveis prontos - 2,4% é a taxa corriqueira do segmento", explicaram. Em troca desse aumento da remuneração, a empresa cobra tanto dos donos de negócios – como são chamados os antigos gerentes de vendas –, quanto dos agentes de negócios – como são chamados os corretores autônomos - o pagamento de uma mensalidade. O valor deste serviço é R$ 900.

Balanço

O projeto está acontecendo há sete meses. “No novo modelo, 70% da comissão de vendas vai para a força de vendas ”, destaca Silva.

No total, a Galvão conta, atualmente, com 130 corretores e 11 donos de negócios. A projeção é que, em 2023, sejam 25 donos de negócios e 400 agentes de negócios na linha de frente para vendas.

A LIGA oferece ainda cursos presenciais e à distância, de modo que o profissional passe por uma trilha do conhecimento antes de chegar, de fato, ao atendimento e se mantenha atualizado às boas práticas do mercado e de relacionamento com os consumidores.

Desde março, o sistema trouxe mudanças: em abril, 45% dos contatos feitos via site não foram atendidos, a média caiu para 5% em setembro; no mês passado, houve cadastro de 1.135 novos clientes no sistema, enquanto, em fevereiro, foram 462.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.